quinta-feira, 30 de janeiro de 2014

O 31 vai acelerar no Autódromo do Estoril!


Neste artigo a 6 de Julho do ano passado, noticiando a Corrida Jumbo que seria disputada pela primeira vez no Autódromo do Estoril em Setembro, escrevi:

"A nível de desportos, os meus dois de eleição são o Atletismo e o Automobilismo. Desde a minha adolescência, passei muitos dias naquele circuito a ver os pilotos das diversas especialidades evoluírem e em relação às 13 edições da Fórmula 1, em todas estive presente nos 3 dias do evento.

Uma velha ambição que sempre tive desde que comecei a correr, foi o de um dia poder entrar numa prova de Atletismo no autódromo. 

Assim, mal vi o anúncio desta prova, confesso que dei um salto de alegria na cadeira. Porém... logo me sentei decepcionado ao ver a data. Não estou cá nesse fim-de-semana! Fica para uma próxima oportunidade poder correr onde os Formula 1 aceleravam."

Pois a novo oportunidade chega a 15 de Junho, dia da 2ª edição, e nesse dia vou cumprir esse velho sonho.

Apesar de faltar muito, mal as inscrições abriram, inscrevi-me de imediato e foi-me atribuído o nº 31, curiosamente, o mesmo número do 1º piloto português a competir de Fórmula 1 no Estoril, Pedro Matos Chaves num Coloni-Ford em 1991. Antes, apenas tivemos na Formula 1 Mário de Araújo Cabral (antes do Autódromo) e depois Pedro Lamy (que também correu de F1 no Autódromo) e Tiago Monteiro que quando esteve na F1 já há muito esta tinha deixado o nosso cantinho.

Estou em pulgas para esse dia! E terei que estar em boa forma para um grande tempo! 
E depois a 26 de Julho irei a Portimão correr na Corrida Jumbo do Autódromo de Portimão! 

Todas e quaisquer informações sobre estas corridas, clicar aqui 

O 31 vai tentar correr como este 31! Quer dizer... mais ou menos!

14 comentários:

  1. Boa João...será mais um sonho realizado. Tens é que escolher bem os pneus :)
    Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Carlos, aqui para nós que ninguém nos ouve, os pneus já estão bem escolhidos, não posso é divulgá-los pois é como na F1 que os têm tapados até à partida para a concorrência não saber a táctica! :)

      Um abraço

      Excluir
  2. Fiz este prova no ano passado e gostei muito.
    Há coincidências giras: 31, hein?? Parece-me que tens uma grande responsabilidade, João!
    Brum, brum, brum!! :))

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Achas que é uma simples coincidência ter o mesmo nº que o primeiro português que correu de F1 no Estoril?!? Pois eu também acho que é! :)

      Beijinhos

      Excluir
  3. A vontade é tão grande e o entusiasmo também, logo vais fazer um grande tempo :)
    Beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Até os sapatos vão chiar nas curvas, he he!

      Beijinhos

      Excluir
  4. Felicidades, que corra tudo bem e que aceleres em força.
    Tens de experimentar os trail
    abraço marco lopes

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado.

      Eu já tenho 4 trails no meu currículo mas será difícil fazer muitos mais. Não que não goste mas por questões de passada e joelhos.

      Um abraço

      Excluir
    2. OK, fugir das lesões é o mais importante, a saúde em primeiro lugar. felicidades e boa sorte para as proximas corridas. as minhas proximas serão o trail de bucelas e depiois a corrida da arvore e acorrida do atlantico
      Abraço marco lopes e vou continuar a acompanhar o teu blog

      Excluir
    3. Obrigado Marco e boas provas!

      Um abraço

      Excluir
  5. Como já te disse eu também corri no autódromo do Estoril!
    O que para muitos é uma grande novidade já foi feito há muitos anos atrás!
    Andei por lá as voltas até perfazer os 42,195 km da minha primeira maratona ou seja a segunda edição da maratona Spiridon a 18-12-1983.
    A minha prova saldou-se em 3 horas 28 minutos e 14 segundos o que não sendo andamento de um F1 deu para o gasto!
    Confesso que se a total ausência de transito foi uma excelente mais valia para correr a maratona a monotonia do percurso era um bocado desagradável.
    Valeu toda a motivação de se estar a correr a maratona para não se dar muito por aquelas sete voltas no "deserto"!
    Um abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Para ti, 3.28.14 numa Maratona não era andamento de F1, pois para mim é estratosférico! :)

      Um abraço

      Excluir
  6. Força João, depois é apenas escolher as trajetórias ideais e acelerar, e na parabólica..... Prego a Fundo.

    Abraço.

    Fernando Varela.

    P.S.: Como vai essa recuperação?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esta recuperação vai progredindo mas lentamente em relação ao que necessitava

      Obrigado e um abraço

      Excluir