quarta-feira, 29 de julho de 2015

Uma noite musical com Mark Knopfler


A poucos dias de completar 66 anos, Mark Knopfler demonstrou no Estádio Municipal de Oeiras, perante lotação esgotada de 30 mil pessoas, que mantém intactas todas as suas virtudes e força musical, num concerto de 2 horas que encantou quem teve o privilégio de assistir.

Entre músicas do recente disco e mais antigas, o tempo voou num ápice com um Mark Knopfler bem disposto e muito comunicativo.

Claro que não faltaram canções dos Dire Straits, desde Romeo and Juliet, Sultans of Swing, Your Latest Trick, So Far Away.

Sultans of Swing foi a que lançou para a ribalta os Dire Straits, de que Mark Knopfler foi líder. Estávamos em 1978, tinha eu 18 anos e dificilmente imaginaria que 37 anos depois a estaria a ouvir ao vivo.

O final, emblemático, com aquela que se tornou um verdadeiro hino seu desde que foi lançada em 1983 como banda sonora do filme Local Hero. Estou a falar de Going Home que, simbolicamente, passou a fechar todos os seus espectáculos.

Uma rica noite! :)

domingo, 26 de julho de 2015

O longo (possível e sofrido) do fim-de-semana

Com o João Cravo, excelente companhia nos primeiros 6 km 
O longo deste fim-de-semana tem duas faces. Se por um lado foram menos quilómetros que o estipulado, por outro foi um feito conseguir chegar aos 24 km, dado que hoje não estava naqueles dias.

O percurso tinha por base o trajecto da minha querida Maratona de estreia. Arranque do Estádio do Inatel às 7.05 (para fugir ao calor) e um agradecimento muito especial ao João Cravo que se levantou bem cedo para me acompanhar em parte do percurso.
Por razões profissionais, não pode fazer mais do que 6 quilómetros mas é sempre um privilégio e uma preciosa ajuda quando se vai um bocado com excelente companhia!

Na sexta-feira estava um pouco assustado pois apareceu-me uma dor meio estranha que "passeava" entre o gémeo e o tornozelo, na perna direita.
Na 6ª de noite coloquei Transact no gémeo e sábado estava perfeito. Na noite de sábado coloquei no tornozelo e a coisa ficou quase a 100%. Só para o final comecei a sentir uma moinha muito ténue que, passado este bocado, não se manifestou mais.
Problema resolvido.

Ao final do dia de ontem, é que comecei a sentir-me meio estranho e passei uma noite muito má. Se dormi 2 a 3 horas foi muito.

Daí o não me sentir como habitualmente e constatei isso mesmo no início. Mas, se sou forte nalguma coisa é em força de vontade, e aí fui. 

Já há muitos quilómetros que sabia que não ia dar para uma distância planeada entre os 28 e os 30 e ao aproximar-me dos Restauradores (km 18), decidi tentar chegar aos 24.

Assim, ao chegar aos Restauradores, cortei para o Martim Moniz pois sabia que com esse corte ia regressar ao Inatel com 24 quilómetros, como sucedeu.
No entanto, pelo caminho tive que fazer a Almirante Reis que hoje custou-me imenso! Fui a arrastar-me mas sem nunca andar.

E pronto, não foi a distância planeada mas tenho que reconhecer que foi muito bom, devido a hoje não estar nos meus dias.
E são treinos assim sofridos que nos dão mais resistência mental para uma Maratona.

Boa semana a todos! 

domingo, 19 de julho de 2015

Um longo bem acompanhado

Obrigado Isa e Vítor pela sempre boa companhia

De ontem a 3 meses, mais concretamente de hoje a 13 semanas, chega o dia.

E o trio que vai junto tentar levar a barca a bom porto, pouco passava das 8 quando arrancou para um treino mais longo. 

Oeiras, Carcavelos, Parede, S.Pedro, S. João e regresso, foram o menu do dia.

No final, corri 22,5 km o que foi bem bom pois vinha duma semana difícil e dum sábado muito preguiçoso.

A intenção na próxima semana é fazer uma quilometragem maior. Já tenho saudades do bom percurso da minha Maratona de estreia (a última edição da Maratona da Xistarca) e provavelmente será a minha escolha. 

Uma boa semana a todos!

domingo, 12 de julho de 2015

A minha 9ª Lagoa de Santo André

Com o Nuno e Sandra

Na 20ª edição da Corrida da Lagoa de Santo André, registou-se a minha 9ª presença em 10 épocas de Atletismo.

Este é daqueles eventos a não perder, não só pela corrida mas por todo o seu convívio e festa final, do qual este ano foi mais um rico exemplo.

Confesso que há uns tempos marquei esta prova como a de tentar ir atrás dum tempo especial. Não seria fácil mas tentaria, devido ao bom momento de forma.

No entanto, a nossa forma está sempre dependente de factores externos, e esses factores, quando são fundamentais na nossa vida, deixam todo o resto para trás.
Assim, aquele João que esteve nas Fogueiras há duas semanas atrás, não foi o mesmo de ontem, fruto dum problema pessoal desde o último dia de Junho.

Tentei, mesmo assim, dar o máximo dos máximos, o que fiz em todo o momento. Deu para 54.47 de tempo final, muito acima do que pretendia. Se nas Fogueiras, com percurso mais duro e com 15 km, fiz uma média de 5.22 ao km, aqui, num percurso mais acessível e apenas em 10 km, não deu para melhor do que 5.29

Mesmo assim, este tempo foi record de escalão M55, escalão a que pertenço desde o início de Abril...

Agora, altura para treinar muito e muito para a Maratona de Lisboa a 18 de Outubro, sendo os próximos fins-de-semana reservados a longos. 
Em termos de corridas, e até à Maratona, apenas a Meia-Maratona das Lampas (12/09) e a Meia-Maratona de Setúbal (20/09)

Uma palavra final de incentivo para a Sandra que se lesionou aos 3,5 km de corrida. Força, amiga, e uma rápida recuperação!!!




As minhas 9 medalhas da Lagoa. Uma bonita colecção!

quinta-feira, 9 de julho de 2015

Revista Atletismo de Julho


Eis a Revista Atletismo 404, referente ao corrente mês de Julho.

Seu índice: 

Competições Internacionais
Pista
6 Campeonato da Europa de Selecções - 1ª Liga
8 Meeting de Santo António
19 Campeonato da Europa de Selecções - Super Liga
20 Taça da Europa de 10.000 m

Competições Nacionais
Pista
10 Campeonato Nacional de Clubes - I Divisão Masc.
11 Campeonato Nacional de Clubes - I Divisão Fem.
12 Campeonato Nacional de Clubes - II Divisão
13 Campeonato Nacional de Clubes - III Divisão
14 Torneio Nacional Olímpico Jovem
15 Campeonato Nacional de Juvenis
17 Campeonato Nacional Escolar - iniciados

Estrada
21 Corrida Fórum Barreiro
22 Corrida Solidária Wall Street English
24 Corrida de Santo António
26 Prova do Sal
28 Corrida das Pontes (Coruche)
28 Corrida Cidade de Alverca
29 Corrida pela Alegria do Movimento
30 Corrida da Base Aérea do Montijo
32 Corrida de S. João (Porto)
34 Corrida do Oriente (Lisboa)
40 Marginal à Noite (Oeiras)

Entrevistas
Atleta de Pelotão
42 Fernando Santos

Espaço Técnico
Conselhos
35 A diferença entre maratonistas resistentes e rápidos
38 Pare de correr com dor
39 Exageros no treino regenerativo pode atrapalhar a recuperação

Nutrição
36 Problemas gastro intestinais durante o exercício

Reportagens
Clube de Pelotão
44 Centro de Cultura e Desporto Bº Nª Sª da Conceição

Natureza
Trilhos
42 Campeonato Mundial de Trail

Secções Fixas
16 Portugueses no estrangeiro
18 Internacional
40 Noticiário de Saúde
42 Noticiário
47 Lazer
48 Agenda da Corrida
50 Calendário Federado

Iniciativas
Revelação do mês
51 Rafael Jorge (SL Benfica)

Recorde-se que esta histórica publicação é distribuída por assinatura. Para toda e qualquer informação, clicar aqui 

sábado, 4 de julho de 2015

25 Km para iniciar a operação 18 de Outubro


O relógio marcava 6.59 da manhã e eu iniciei o treino no Passeio Marítimo, com passagem pelo pontão, praia de Carcavelos, centros de Carcavelos, Parede, S.Pedro e João do Estoril. Retorno pela marginal até Oeiras, entrada no Passeio Marítimo na praia de Oeiras, ida até ao final, saída para Paço d'Arcos, viaduto do Espargal, Moinho das Antas, Oeiras até ao centro e regresso ao Inatel.

O objectivo mínimo eram 20 mas o ideal 24. Acabaram por ser 25 km em 2.49.27, o que foi muito bom para primeiro treino e em especial por uma muito difícil semana que passei. Mas ter alma de maratonista é isto, lutar!

Está dado o primeiro passo rumo à Rock'n'Roll Maratona de Lisboa a 18 de Outubro. A "tal".

Enquanto nas outras 4, e numa com preparação deficiente (Porto) e outra inexistente (Sevilha), sempre consegui visualizar a minha chegada triunfal, repetida mentalmente vezes sem conta nos meses anteriores, o que me dava muita força para acreditar, nesta, e por mais que tente, só vejo o mau da outra vez.

Desde que acabei Paris e comecei a pensar nela, tem sido sempre o mesmo. Tenho tentado tudo para o evitar. Hoje, cheguei à conclusão que é desnecessário. Não vou gastar mais energia com isso pois já concluí que só no próprio dia irei vencer esses fantasmas.
Cada Maratona é diferente das restantes e esta será assim. Por isso não vou preocupar-me mais. Tenho é que fazer o trabalho bem feito, como hoje, e no próprio dia está prometido um manguito na passagem pelo local onde fiquei em 2013. 
Quem me conhece sabe que quando corro com uma raivinha nos dentes... nada me pára! :)

Como nota triste do treino de hoje, a primeira passagem por Carcavelos. 
Eram 7.30 da manhã. Por um lado chegavam as primeiras famílias carregadas com as toalhas e chapéus de sol. por outro, iam-se embora grupos de jovens, alguns mesmo muito jovens e ainda menores, a cambalear com garrafas na mão. Tinha havido um festival qualquer do outro lado da praia e depois terão ficado ali.
É triste ver o grau de álcool e outros produtos que aqueles jovens tinham. Passei ao lado duma rapariga com aspecto de 16 ou 17 anos que nem se conseguia coordenar.
Enquanto eles tinham tomado sei lá o quê, eu já ia em meia hora dum muito saudável LSD (Long Slow Distance...)

sexta-feira, 3 de julho de 2015

Revista Spiridon Maio/Junho


Com o tema "Correr rápido" na capa, está já em distribuição o número 220 da Revista Spiridon.

Além das habituais rubricas, contamos neste número com os seguintes e aliciantes temas:

- Mais atletas aproveitando as provas de trail?
- A história de 50 quilos
- Começar a correr
- Artes de correr na cidade
- Doping... no grupo dos atletas de Alberto Salazar?
- Açores Trail Run - Uma maravilha em pleno Atlântico
- Problemas digestivos... Para a maioria dos corredores?
- Usar meias de compressão em plena corrida?
- Ron Clarke 1937-2015
- Retorno à calma também é treino
- Zonas de controlo cardíaco

Como se pode ver, tudo temas interessantes a quem pratica esta apaixonante modalidade.

A Revista Spiridon apenas é distribuída através de assinatura anual (6 números por 24 euros). Se pretender receber este número poderá fazê-lo ao preço de 4,50 euros solicitando-o para revista.spiridon@gmail.com