segunda-feira, 10 de junho de 2013

Uma corrida nas matas do Estádio Nacional


Pelo 4º ano consecutivo participei no Grande Prémio do Estádio Nacional, hoje na sua 9º edição, corrida pertencente ao Troféu das Localidades de Oeiras.

Esta é uma prova diferente das restantes deste troféu pois disputa-se integralmente nas matas dos terrenos adjacentes ao Estádio Nacional. Tem um ambiente muito próprio, ajudado pelo já de si agradável ambiente que as árvores que o cercam proporcionam.

Das 4 vezes que aqui corri os seus anunciados 6.750 metros (tem cerca de 300 metros menos), este foi o pior tempo que registei, a quase 3 minutos do melhor, e pela primeira vez numa corrida de apenas duas voltas fui dobrado pelo vencedor (apenas me acontece nas provas com 3 ou mais voltas). Aconteceu a menos de 100 metros do final da volta. 

Ora, com estes dados a corrida correu-me mal? Fiquei desiludido? Não! Pelo contrário, fiquei bastante satisfeito com o meu desempenho pois esperava muito mais dificuldades. Acontece que estou, desde a semana passada, em estado engripado, tendo sido atacado com força deixando-me prostrado. Assim, no sábado não fui à planeada Corrida do Ambiente em Sintra, e quem me conhece sabe que se faltei a uma prova, a coisa estava mesmo mal! Ainda ontem encontrava-me impróprio para consumo mas decidi que não ia perder outra corrida e em boa hora o fiz pois correr só faz bem e sinto-me melhor, apesar do natural muito cansaço 


Tive novamente, pelo 3º ano consecutivo, a sempre simpática companhia da Isabel Rodrigues que foi rolar nesta prova após ter concluído a sua no primeiro lugar do escalão. Foi uma preciosa ajuda para não me deixar quebrar e distrair. Mais uma vez, obrigado Isabel! E parecendo que não, a média foi de 5.55, muito aceitável.

A organização esteve ao seu melhor nível, como sempre nos habituaram e provocam desejo de regresso.

Quando as classificações forem publicadas, provavelmente amanhã, publicarei o habitual artigo de números e vencedores da prova.

A próxima é no sábado o Marginal à Noite (minha 8ª presença, nunca falhei) e uma semana depois, dia 23, começa o plano que nos vai levar (a mim e Isa) à Rock'n'Roll Maratona de Lisboa a 6 de Outubro (qualquer coisa como 682 kms em 3 meses e meio)



12 comentários:

  1. Herói, provas constipado não é comigo, não senhora!
    Treinei muito no Estádio Nacional e essa era uma prova que gostaria de fazer mas nunca faria tão grande deslocação para correr uma prova com uma distancia miserável dessas!
    Provas nunca abaixo dos 15 km (a não ser alguma excepções como provas de montanha / trail ou algo muito especial).
    Rápida recuperação e um abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado.
      Mas olha que as provas curtas tornam-se às vezes mais difíceis pois temos que puxar mais (não te esqueças da tua teoria dos 101.650 :) )

      Um abraço

      Excluir
  2. Tu não paras mesmo. Mais uma!!!Parabéns e já agora as melhoras - estar uns dias sem correr não dá mesmo :D
    Abraço

    P.S. Cá estarei com muita atenção a acompanhar esses quase 700km de preparação para a Maratona. Força!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Agora é que não posso mesmo parar, apesar das corridas irem começar agora a ser menos, pela preparação para a Maratona.

      Um abraço

      Excluir
  3. Foi um bom resultado, o percurso não deve ser fácil e ainda para mais engripado! As melhoras!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não é fácil e, sendo curto, tem que se fazer mais rápido.

      Obrigado!

      Excluir
  4. Sr. maratonista, tu és um grande atleta! 5.55 com uma valente gripe é MUITO bom!
    Parabéns!

    Ai que os 23 de 23 estão rapidamente a aproximar-se...que nervoso miudinho!

    Beijinhos e rápidas melhoras João!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Isa

      Os 23 de 23... àquela hora! :)

      Beijinhos

      Excluir
  5. Ora bem! É o que eu digo: esta gente que corre é tudo doido! Até correm doentes... Enfim, coitados...

    :):)

    Grande João! Beijinho e as melhoras, rápido!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Em terra de loucos, quem tem juízo é doido! :)

      Obrigado, beijinhos

      Excluir
  6. Afinal não estava mais magro. Estava abatido (doente).
    As melhoras e uma preparação para a maratona sem (muitos) sobressaltos.

    Abraço. Foi um prazer revê-lo.

    ResponderExcluir