domingo, 30 de junho de 2013

Fogueiras - 7º ano consecutivo com record de participação!


Em simultâneo com os Jogos Juvenis de Peniche 1980, foi decidido criar uma Corrida para graúdos intitulada Corrida das Fogueiras, que viu 78 atletas, maioritariamente da terra, cortarem a meta. Estavam lançadas as sementes para um evento que se tornou numa verdadeira romaria a esta cidade em cada último sábado de Junho. 

Até 1987 a distância era de 12 kms para subir no ano seguinte para as actuais 3 léguas. Em 2001 associou-se a Corrida das Fogueirinhas, de 6 kms, que mais atletas / caminhantes atraiu.

E foi a partir daí que o boom tem sido constante com 10 records de participação nos últimos 11 anos, apenas 2006 foi excepção e por pouco, sendo ontem o 7º consecutivo.

O anterior máximo era de 2.239 tendo aumentado agora para 2.332, não sendo superior por limite de inscrições que esgotaram cerca dum mês antes.


Razões para este fenómeno são várias e difíceis de enumerar. Tanto se pode apontar a organização, o percurso, as fogueiras, a altura do ano entre outras, mas o que salta para a frente da lista é o maravilhoso público sempre presente, entusiasta e ruidoso.

E foi assim nesse ambiente que José Maduro em representação da Maduro Atletics bisou a sua vitória de 2011, alcançando agora 47.30, menos 2 segundos que o tempo de então, e um poderoso avanço de 1.14 sobre Fernando Lemos do Várzea que suplantou Mihail Lalev do Airão por 10 segundos.
O recordista de vitórias mantém-se Artur Santiago com 4 triunfos.

No sector feminino, com 376 atletas na meta (16,1%), Vera Nunes do Benfica venceu em 55.50 (melhor marca dos últimos 6 anos), batendo por 10 segundos a atleta do Marítimo Madalena Carriço, a mais vitoriosa nesta prova já com 6 triunfos. A 3ª, com 57.34 foi Mónica Moreiras do NucleOeiras.

Em termos colectivos as vitórias repartiram-se entre o Benfica de Abrantes (femininos) e o Fisioterapia no Desporto (masculinos).


No meu caso pessoal, foi um excelente dia de mistura entre turismo e corridas, onde tivemos o privilégio de sermos acompanhados na viagem pela Isa e o casal Sequeira / Júlia. 

Antes da corrida a muito agradável surpresa de finalmente conhecer o Carlos Castro do magnifico blog Crónicas das Corridas.

A corrida em si fez parte do plano de treinos para a Maratona, o que cumprimos e desfrutámos do sempre inesquecível ambiente.

Tempo para aguardar a 35ª edição para o próximo ano!







16 comentários:

  1. Olá João, esta esta na minha agenda para o próximo ano...e já estou a (tentar) contagiar a malta do CAL para organizarmos um romaria.
    Parabéns por mais uma prova para o curriculo e por mais um passo em direcção à tua 2ª Maratona.
    Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vais ver como vão adorar a romaria. Vale bem a pena!!!

      Um abraço

      Excluir
  2. Mais uma companheiro. Gostei de te rever, pena não ter encontrado a Mafalda. Um beijinho para ela.

    Abraço!!!

    ResponderExcluir
  3. Antes de mais, amigo João, o prazer foi meu, em finalmente te poder cumprimentar! Aliás, estes últimos tempos foram pródigos em me proporcionar conhecer ao vivo alguns amigos que a escrita na internet me foi proporcionando; na Corrida de S. João, no Porto, pude conhecer o Fernando Andrade - em plena prova! - e ontem, mais duas pessoas que, por aquilo que escrevem e pela maneira como pensam, são sem dúvida excelentes pessoas. Refiro-me a ti, João e ao Albísio Magalhães. Só por isto mesmo, já dou graças por ter participado nestes eventos!

    Em relação à Corrida das Fogueiras, é sem dúvida do melhor que se faz em Portugal - e não só! Aquele público, o meu muito obrigado! Nunca fui tão apoiado numa corrida. São e transmitem uma energia que é impossível não reagir, mesmo quando a "batera" está no vermelho! Bem hajam!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Só conheço dois locais com o público assim: São Silvestre da Amadora e Corrida das Fogueiras

      Um abraço e até à próxima

      Excluir
  4. A mais antiga prova do Troféu Spiridon!
    Para mim a Corrida das Fogueiras é simplesmente uma noite magicas!
    Fiz várias edições seguidas em fins de semana turísticos!
    Um dia gostava de voltar mas a "crise" não deixa!
    Forte abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quem sabe se um dia não regressas?

      Força!

      Excluir
  5. Apesar de ontem não ter tido a oportunidade de me apresentar, pude finalmente cumprimentá-lo (eu era a Pernas de Gafanhoto que estava com o Zé Luís). Parabéns pelo fantástico blog que faço questão de acompanhar :-) . e que bela corrida a de ontem!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que pena eu não ter sabido que era a Fiona. Fica para a próxima :)

      Beijinhos e boas corridas

      Excluir
  6. Excelente prova e obrigado pela partilha do apontamento histórico sobre a origem da prova.

    O apoio do público é qualquer coisa do outro mundo!

    Continuação de bons treinos para a Maratona.

    Abraço :)

    ResponderExcluir
  7. Acho que deve ser uma prova com ambiente leve de noites de Verão... Talvez seja para o ano que me junto a vocês!

    Beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E não te vais arrepender! :)

      Beijinho e força para domingo :)

      Excluir
  8. Olá João! Tive pena de não vos cumprimentar. Fiz as coisas de forma a chegar cedo a Peniche pois sabia que encontraria muita gente que gostava de cumprimentar. Na última hora tivemos que resolver uma "burocracia" com o dorsal de um RBR e acabámos por chegar à zona de partida já muito em cima da hora. Foi aquecer e alinhar.
    Fica para uma próxima! :)

    O primeiro blogue que me "convenceu" a ir a Peniche foi este! Por isso, obrigada João pela "boleia" Adorei e vou voltar!

    Beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico muito satisfeito que te tenha influenciado a conhecer esta clássica de estrada :)

      Beijinhos e boas corridas

      Excluir