domingo, 29 de junho de 2014

Viva Peniche!

Os quatro 4 ao km presentes, Eberhad, eu, Vítor e Isa 

Entre o 3º e o 4º km, por entre aplausos do entusiasta público, uma senhora de idade gritava para os atletas "Viva Peniche!". De imediato pensei que esse seria o título mais indicado para este artigo, por ser bem merecido.

A nível de entusiasmo popular, e das que conheço no nosso país, há duas que se destacam, São Silvestre da Amadora e Corrida das Fogueiras em Peniche. Curiosamente ambas têm factores, além da pre-disposição das suas gentes, que influenciam. Um é a data ser fixa, último dia do ano para a Amadora e último sábado de Junho para Peniche, outra é o facto de ser nocturna e há algo que julgo também influenciar. Ambas colocam atempadamente cartazes pela cidade a avisar da corrida e dos cortes de trânsito, o que mais faz a população relembrar que se vai realizar o evento, servindo praticamente como um convite. 
É que grande parte das restantes provas, que todos nós atletas sabemos da sua realização, passam completamente ao lado da respectiva população que apenas se dá conta na altura da mesma, muitas vezes ficando de pé atrás por ter a estrada cortada. 
Por outras palavras, se é importante a divulgação junto dos atletas, também o é junto da população, como forma de atrair.
De realçar que, pelo menos 6 horas antes do tiro de partida, já os altifalantes emitiam a reportagem da corrida e seus preparativos.


Estive presente pela 7ª vez e como sempre esteve tudo muito bem. A única dificuldade é o afunilamento que se regista logo após a partida, chegando-se mesmo a andar, e que só permite corrermos ao ritmo de cada um a partir dos 600 metros. No nosso caso, iniciámos a corrida 3.07 após a partida e gastámos cerca dum minuto mais no 1º km que em relação aos seguintes.
Esta corrida esgotou as inscrições em 28 dias, ficando fechada a 2 meses da sua realização. No entanto, devido à sua extensão e largura no resto do percurso, tem capacidades para aceitar muito mais atletas, se exceptuarmos o local da partida e seus primeiros metros. 
Está em estudo, ao que apurei, um novo local de partida, que poderá ser junto aos bombeiros, o que evitaria esse congestionamento e permitiria a participação de muitos mais atletas.

O historial deste evento é impressionante, como se comprova pelo número da edição, a 35. Curiosamente, também foi a minha 35ª corrida de 15 kms. E que bem que me correu!

A minha intenção, atendendo ao que tenho passado e à necessidade de termos sempre que adaptar os objectivos à situação actual, era de correr a um ritmo certo e conseguir baixar da hora e meia, o que consegui, marcando 1.28.44 e ficando a escassos 18 segundos dos melhores 15 kms deste ano, em Mafra, o que daria um tempo melhor em cerca dum minuto sem a tal hora de ponta inicial.


Fui sempre no limite adequado ao momento e à extensão e sempre fazendo uso da regularidade em termos de kms. 
Nos primeiros 8,5 kms acompanhei a Isa e o Vítor mas sabia que ao chegar ao escuro iria ceder um pouco, devido às minhas limitações visuais no escuro (tenho o chamado contrário da visão dos gatos). Confesso que por volta dos 11 tive uns 100 metros de quase pânico pois nessa altura não tinha nenhum atleta a um máximo dum metro de mim, não via nada e não sabia se estava a ir na ou a sair da estrada. Felizmente que apareceram uns candeeiros ao fundo o que deu para entender que a linha seria recta. 
Tenho que equacionar um frontal no futuro.

E pronto, corri bem, fiquei muito feliz por isso, vim duma semana onde pude realizar os treinos todos que tinha planeado, o que não foi possível no último mês e meio e não vai acontecer nesta semana devido a um exame na 5ª feira e que requer uma preparação exigente.

E além da corrida, o dia foi óptimo. Fomos com o casal Isa & Vítor, picnicámos junto à Lagoa de Óbidos, visitámos a Prisão de Peniche, recordando algo que não pode ser esquecido, toda a atrocidade que se praticou a quem apenas pensava diferente ou constava que pensava diferente, e o que é bom nas corridas é juntar a componente turismo e agradável convívio.


Cortaram a meta 2.288 atletas, a 2ª melhor participação de sempre a 44 do ano passado, o que significa que faltaram uns quantos atletas que estavam inscritos, o que não permitiu que quem estivesse de fora participasse  É sabido que há sempre imprevistos mas não custa nada avisar a organização que aquele dorsal está livre, permitindo assim a sua utilização por quem tivesse contactado a organização e não tivesse vaga. A nossa equipa fez isso, por lesão da Marta, e assim alguém que já não esperava pode participar. Não custa nada e ajuda alguém que ficou de fora.

Quanto a vencedores, dois em estreia: Mihail Laleo da equipa Os Braguinhas, 49.10, e Catarina Godinho do Moitense, 55.50. De referir a participação de 414 atletas femininas (18,1%)




Dois ovos de gaivota


30 comentários:

  1. VIVA PENICHE!
    Esta prova é mesmo espectacular e imperdível!
    O dia foi excelente e culminou com uma corrida fantástica! Adorei! (mais uma vez)

    Beijinhos e que continues a correr como correste ontem :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Assim o espero! :)

      Beijinhos e uma excelente semana! :)

      Excluir
  2. João, parabéns pela tua prova!
    Parece que, aos poucos, estás a voltar à tua melhor forma.
    Gostei muito da prova e de todo o dia passado em tão boa companhia.

    Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Foi um muito bom dia onde tudo correu pelo melhor! :)

      Um abraço e uma excelente semana! :)

      Excluir
  3. EM PENICHE É TUDO MALTA FIXE! Foi o que eu gritei inúmeras vezes durante uma das minhas participações nessa prova que para mim tem um lugar de destaque no meu coração ( e publico delirava com isso)...!

    "Querias" sair da estrada? Isso fiz eu uma fez e ainda me enfiei um meio metro por um silvado abaixo! Depois o trail é que é perigoso :)
    Mas conforme "desci" também sai de lá! Tivesse sido noutro local do percurso e não terias conhecido este teu amigo! Agora nas Fogueiras tento sempre ir no meio da estrada!

    Grande prova a tua! Num mar de problemas e "sacas" um tempo assim! Olha eu por mais que corra não chego lá!

    Grande abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não chegas lá agora mas já chegaste um mar de tempo melhor!

      He he, essa frase de Peniche é gira!

      Um abraço

      Excluir
  4. Enquanto corria lembrei-me precisamente disso: "como esta, em termos de apoio popular, só a SS. Amadora"!

    Envolver a população na Corrida, poucos conseguem se calhar porque poucos e se interessam. Mas dá uma vida á prova difícil de alguem ficar indiferente.

    A Corrida das Fogueiras já era uma das minhas de Top, e ontem mais uma vez, confirmei isso mesmo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sem dúvida, Ana!

      Beijinhos e boas corridas

      Excluir
  5. Assim dá outro gozo, as coisas bem feitas e planeadas, tenho mesmo que experimentar Peniche.
    E sim, despachar-me a inscrever.
    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Peniche é imperdível para o atleta de pelotão!

      Um abraço

      Excluir
  6. Parece que sou a 100ª seguidora, não tem prémio?

    Uma corrida deliciosa pelas emoções e fotografias.

    Nunca tinha visto ovos de gaivota.

    Obrigado pela partilha.

    Beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Deveria haver um prémio sim senhor! :)

      Eu também nunca tinha visto ovos de gaivota. Foi questão de aproveitar uma saída da mãe e ir lá num instantinho tirar a fotografia antes que a mãe regressasse :)

      Beijinhos

      Excluir
  7. Não tenho palavras para o que senti na primeira participação nesta prova João. Realmente espetacular! Sem dúvida a repetir nestes próximos anos!

    Parabéns por mais uma prova cumprida!

    Um abraço



    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O que deveria ser mais habitual, apoio do público como se vê e sente lá fora, cá é um caso raro, por isso significa tanto para nós

      Um abraço e boas corridas

      Excluir
  8. É uma prova especial, sem dúvida alguma! Nunca participei na SS da Amadora, mas não consigo imaginar alguma tão especial como esta, e não estou só a falar do apoio popular! Foi só a minha segunda participação mas adorei! Só se acontecer alguma coisa grave é que vou falhar para o ano! Um abraço e parabéns! Vi-te a ti, à Isa e ao Victor a cruzarem a meta, fizeram os 3 provas excelentes!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se um dia puderes, vem à da Amadora que não te arrependerás :) (sim, sei que o problema é estares longe para o dia que é)

      Obrigado, fizemos sim, excelentes provas :)

      Um abraço e até à próxima!

      Excluir
  9. Parabéns João! A minha visão também não é das melhores no escuro, por isso consegui entender-te no "semi-pânico" daqueles metros no escuro. :) Mas estás a melhorar, e é o que interessa!
    Beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É o que interessa! :)

      Beijinhos e boas corridas :)

      Excluir
  10. Opá, perdi mais uma... Ando a meter a leitura 'blogueira' em dia e fico roidínha ao ler estes relatos. Chego quase a lamentar o facto de ter estado de férias!
    Muitos parabéns por mais uma prova!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nunca te lamentes por estares de férias :)))

      Beijinhos e força para... eh pá... vi agora que já estamos em Julho ou seja... para o próximo mês!!!

      Excluir
  11. Com grande pena minha, este ano não pude ir. Mas para o ano conto voltar a uma das minhas (e da maioria) provas de eleição.
    Parabéns pelo resultado obtido João.
    Abraço e boas corridas.
    PS - Tudo de bom para o exame de 5ª feira.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Tigas. Mais do que o exame, o complicado é a preparação, nomeadamente não comer nas últimas 24 horas!

      Um abraço e força para essa preparação :)

      Excluir
  12. Este ano deixei passar esta bela prova, volto para o ano.

    Força na preparação para o exame João não é realmente algo fácil de se fazer.

    Abraço

    ResponderExcluir
  13. Meu Caro João
    Bela crónica sobre a corrida das fogueiras e sobre o que ela representa. Obrigado!
    Não nos conhecemos pessoalmente. Mas o meu caro tem uma virtualidade, deu-se-me a conhecer na paixão das suas crónicas, nos registos para memória futura, que liberta na rede internauta e pelos quais lhe estou muito grato.
    O João que provoca tal sentimento de afectividade e empatia em todos os colegas e companheiros reflecte a admiração consumida em partilhar o espaço das suas vivências…sorte a dos seus companheiros de corridas e… a minha. Falo em admiração para exprimir o meu reconhecimento cortês do quanto com tal me identifico.

    Estive em Peniche, como em algumas outras corridas desde há pouco mais de um ano a esta parte. Nunca sentimos o aperto de mão, mas os encontros mais importantes já foram combinados pelas almas antes mesmo que os corpos se vejam...quem sabe um dia o virtual possa chegar ao real.
    Um abraço,
    Vítor Melo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro Vitor Melo

      Fico muito sensibilizado com tão simpáticas palavras e fico a aguardar podermos cumprimentar-nos numa próxima prova.

      Um abraço e boas corridas!

      Excluir
  14. Parabéns João como sempre excelente descrição dos acontecimentos.Estou para ir a essa prova á muitos anos mas por este ou aquele motivo não tem sido possivel , todos me falam bem dela , pode ser que 2015 seja o primeiro ano.Um grande abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então marcamos encontro para 2015 :)

      Um abraço

      Excluir
  15. Parabéns João pela excelente prova.

    Lá pelo km 10 ainda pensei que conseguisse aguentar o teu ritmo e ir contigo até à meta, mas tal não foi possível, em parte porque a tua forma parece estar de volta.

    Espero que esteja a correr tudo bem.

    FORÇA e a forma volte em força e rapidamente.

    Abraço.
    Fernando Varela

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Fernando. Esta semana a tal forma que estava a reaparecer sofreu um grande retrocesso, em virtude do tal exame, mas vamos ver.

      Um abraço

      Excluir