domingo, 23 de setembro de 2012

Corrida do Destak em óptima manhã


Após os 2.941 atletas classificados no ano passado, a Corrida do Destak na Marginal sofreu um decréscimo de concorrentes para 2.359, mesmo assim a 2ª melhor participação nas 5 edições, culpa também da chuva nocturna que terá afastado umas centenas.

E que bem se devem ter arrependido pois a manhã esteve ideal para a prática da corrida e a organização correspondeu inteiramente ao que já nos habituou. 
E aqui para nós que ninguém nos ouve, devem ser atletas ocasionais pois os habituais vão nem que chovam canivetes!

Dos que cortaram a meta, tivemos o bonito número de 448 atletas femininas, proporcionando a percentagem de 19%.
De referir a existência de 3 escalões de veteranas. 


O NucleOeiras não deixou os seus créditos por mãos alheias e monopolizou o pódio masculino, com Artur Santiago a vencer em 32.45, seguido por Luís Lima 33.22 (ambos veteranos) e em 3º e 1º sénior, Nuno Cardoso a um segundo do segundo lugar.
Seguiu-se Telmo Silva do Atibá e o vencedor das 2 últimas edições, João Marques do Reboleira que está a recuperar duma lesão.


Representando desta vez os Joaninhas de Leião, a imparável Anabela Gomes tornou a fazer das suas e venceu mais uma prova! Cortou a meta em 38.23 sendo seguida pela jovem triatleta Liliana Alexandre a 49 segundos e pela eterna Lucília Soares que com 40.02 fechou o pódio e conquistou mais uma vitória no seu escalão, seguida na geral por duas atletas do NucleOeiras, Mónica Moreiras e Katarina Larsson.


Para mim, esta prova proporcionou duas situações inéditas. Eu que costumo chegar sempre bem cedo ao local da partida, para evitar stresses que são reservados para 2ª a 6ª e para poder conviver com outros atletas amigos, desta vez fi-lo apenas a 15 minutos da partida. E a razão está na 2ª novidade. Pela primeira vez fiz um treino antes da corrida. Treino de 9 kms o que permitiu no final a soma de 19 kms o que dá sempre jeito quando o objectivo é meter kms para a aguardada, ansiada e temida estreia na Maratona.

Como moro em Porto Salvo, saí de casa a correr para a partida em Carcavelos. Não directamente, pois isso dava apenas 5,5 mas indo primeiro a Paço de Arcos, entrar para a Marginal, pois hoje era dia com trânsito cortado de manhã, e ir por ali como se estivesse em plena Corrida do Tejo ou Marginal à Noite mas sem o mar de atletas ao lado, pelo contrário pois a estrada ainda estava vazia. 
A temperatura estava fresquinha, o que foi uma benção, e cheguei à partida já o pessoal estava a começar a alinhar e sentia-me folgado.

Mesmo assim, dado o tiro de partida (ou melhor, a apitadela de partida), coloquei um ritmo muito suave pois não sabia como iria reagir. Mas como estava a sentir-me bem, em cada quilómetro baixava uns segundos, acabando por fazer uma corrida sempre em crescendo e acabando um minuto abaixo da hora, coisa que não esperava em virtude de ter na realidade 19 kms nas pernas.
Curiosamente, a média por km foi rigorosamente igual aos 9.600 da Corrida da Universidade Católica da semana passada, o que foi muito bom em virtude do treino inicial.

Como se sabe, tempos é o que não me preocupa nesta fase, nem vou comparar com os 50.55 que fiz aqui no ano passado onde os objectivos e velocidade eram diferentes, pois o que conta neste momento é meter kms para a Maratona.
A única excepção irá ser na Corrida do Tejo onde vou tentar ajudar uma atleta a bater o seu record pessoal. Mas também é positivo ter um fim-de-semana de menos quilometragem no meio de todos os outros que vão desde Meias a treinos de 30 (algo que nunca fiz mas que está marcado para 4 de Novembro).




Adivinha final. Vendo a fotografia que se segue, será que acabei feliz comigo nesta manhã de corridas?


7 comentários:

  1. Grande João!!!
    Belo treino longo de domingo.

    Forte abraço.

    ResponderExcluir
  2. Mais um belo texto João, obrigado pela partilha e parabéns.
    Relativamente à adivinha final não tenho dúvidas que ficaste contente e muito...a data da estreia da maratona, aproxima-se ... a correr :).
    Abraço e até domingo que vem na pote ;).

    ResponderExcluir
  3. Claro que acabaste feliz, sempre foi quase uma meia maratona...!
    Vamos à Nazaré?
    bj

    ResponderExcluir
  4. Claro que sim! A Nazaré é daquelas que não se podem perder! :)

    ResponderExcluir
  5. Vendo a fotografia dá para perceber que acabou a prova muito feliz.
    Força para esses treinos para a maratona e mais uma vez agradeço-lhe por me acompanhar na Corrida do Tejo.

    ResponderExcluir
  6. Parece-me que acabou feliz! O que, no fundo, é o mais importante.
    Uma boa prova num dia mais fresco do que os últimos tempos, esperemos que se mantenha! :)

    Boas corridas!

    ResponderExcluir
  7. Cá venho eu directamente das "trevas" dar-te os parabéns e um abraço!
    A minha forma foi-se toda e no domingo os 11 km, lentos, foram complicados!
    Não sei como me vou safar no domingo mas o importante foi ter estado em foram quando queria ou seja nas Lampas /Avante!

    ResponderExcluir