domingo, 8 de abril de 2018

Na Corrida do Benfica (quem arrisca, nem sempre petisca, mas foi bom)

No final da prova, a armada 4 ao Km presente a ser fotografada dentro do belo estádio (Eu, Orlando, Aurélio e Sofia)

Aqui a uma hora do início da prova em frente ao Colombo

Hoje foi dia de participar na Corrida do Sport Lisboa e Benfica, homenageando agora no nome o saudoso António Leitão, brilhante medalha de bronze nos Jogos Olímpicos de 1984 em 5.000 metros.

Registei a minha 3ª presença mas as anteriores foram em 2007 e 2008, o que significa que já não entrava há 10 anos e pude constatar muitas mudanças e todas para melhor.
Se a edição de 2007 tinha sido bem organizada, a de 2008 foi um desastre. Foi daqueles dias em que tudo que podia ter corrido mal a nível organizativo, correu mal. 

Hoje deparei-me com uma corrida muito bem organizada e com uma estrutura humana profissional e empenhada em proporcionar o melhor ao atleta.

Entre muitos factores, enuncio aqui pequenos pormenores que fazem a diferença. Começo por sexta-feira quando levantei os dorsais. Como a file era grande, vinha até fora do museu, num dia muito chuvoso. Então instalaram uma série de filas de toldos para o pessoal estar abrigado enquanto aguardava a entrada.
Outro pormenor era o dorsal tinha impresso números de emergência médica para qualquer eventualidade.
E finalmente a partida por vagas. Sou forte defensor deste tipo de partida nas provas cuja participação assim o justifica. O tempo da classificação é o do chip, o que dá maior justiça à lista, e todos podem começar a correr logo desde a partida. Além de a partida ficar escalonada de forma decrescente dos mais rápidos aos menos rápidos, o que faz que o trânsito inicial seja a direito e não a desviar nas partidas tradicionais onde muitos se esquecem de que "cada macaco no seu galho" e partem mais à frente do que o seu potencial, obrigando os atletas mais rápidos a fazerem constantes desvios, com o consequente perigo de queda e mesmo de carambola.

Com o grande Nuno Sentieiro, já colocados na nossa caixa de partida
A manhã apresentou-se boa para correr, sem vento, sem chuva e temperatura qb. 
A táctica que idealizei foi diferente do que tem sido. Em Constância marquei 52.40 (mas aquele percurso assenta-me como a melhor luva), fazendo uma prova de trás para a frente. Hoje decidi imprimir um ritmo mais forte de início para ver até onde dava. Se aguentasse, o que tinha sérias dúvidas, marcaria um tempo fantástico para o momento actual. Se quebrasse, iria gerir no restante. Foi assim um risco calculado e planeado, sem qualquer problema em assumir se não resultasse, como sucedeu.

Iniciei a prova em bom estilo no primeiro quilómetro e, aproveitando o mais favorável segundo, dei-lhe aí mais forte (4.54). Ao terceiro apercebi que a bateria não teria carga para todo o tempo de prova mas tentei ver até onde ia. Tal como disse, foi uma experiência para aquilatar do que posso fazer ou não e do que tenho que trabalhar melhor. 
Fui aguentando pois aproximava-se o aliciante da passagem pelo estádio, momento sempre marcante e que passa rápido demais para o que queríamos. 

No parque de estacionamento interior que dá acesso ao relvado e onde se sobe de piso, tive a certeza do "kaput" nessa subida mais inclinada, mas mantive com a tal cenoura da passagem pelo relvado.
Faço aqui um parêntesis para relembrar quem estranhou que o GPS não tivesse chegado aos 10 km que aqui perdiam o sinal.

A passar dentro do estádio. E não, o rabo de cavalo não é meu! (Foto Luís Duarte Clara)


(Foto Correr Lisboa)
Quando dei por mim já estava cá fora, a placa dos 5 km a aparecer, a cruzar-me com os dois primeiros que vinham colados (Rui Pinto e André Pereira, tendo o Rui depois ganho uma vantagem decisiva) e a ter que dar "uma acalmada no pneu", frase tantas vezes dita pelo meu super-herói Ayrton Senna.

Para "desfacilitar" a segunda metade é a mais dura e tive aí que ir poupando a tal energia na bateria que estava a chegar a níveis críticos. Entretanto cruzei-me com a Ana Dulce Félix que fez a sua corrida de regresso pós-maternidade. Um regresso que se saúda.

A boa notícia é que, apesar de ter expectavelmente quebrado, consegui resistir num ritmo agradável. Apenas no último quilómetro comecei a perder várias posições, não por diminuir o andamento mas por não acompanhar o aumento do mesmo como outros faziam pela aproximação da meta. Meta que cortei em 54.48, tempo que considero satisfatório. Pensando na paragem de 7 semanas, considero que foi uma boa corrida. Muito em especial pelas ilações que tirei para saber melhor o que terei que ajustar nos treinos.

Quase na meta. Quem julga, pela minha cara, que estava a dar as últimas, não se engana! (foto Luís Duarte Clara)
Para a semana, a prova a disputar são os 20 Km Cascais-Lisboa, prova englobada em concomitância com a Estafeta Cascais-Lisboa, a prova mais antiga do país ainda no activo, com a sua 79ª edição que, na realidade é a 80ª dado que a primeira foi considerada a edição 0, tendo sido realizada em 1932.
O meu objectivo é terminar abaixo das 2 horas. Esperemos que não esteja vento contra pois, caso sopre desse lado, será a prova completa!

Uma boa semana para todos! Em princípio regresso aqui na sexta-feira com uma efeméride especial da história mundial do Atletismo em geral e da Maratona em particular.




A medalha da prova

O saco do Kit e respectiva camisola. 

25 comentários:

  1. Olha que tirando essa cor que acho que não te fica bem, gosto de ler que a prova é bem organizado e com atenção aos atletas.

    Essa dos toldos então demonstra isso mesmo e como uma coisa tão simples pode provocar uma experiência tão mais agradável.

    Quanto à tua prova, e numa prova destas João, que esperavas? É de ficar mesmo no vermelho :)

    Agora a sério, vá, desgaste normal de quem está a voltar.

    Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não entendo essa da cor. O amarelo não me fica bem? :)

      Boa essa de ter ficado no vermelho durante a prova, eh eh

      Um abraço

      Excluir
  2. Muitos parabéns, João! É incrível a forma tão objectiva e racional como encaras as tuas participações nas provas :) É preciso muita cabeça para saber que, de facto, estás ainda a recuperar de uma paragem longa e tens de ir ouvindo o corpo, testando os limites, e ir afinando os treinos.

    Não tenho dúvidas de que vais atingir o teu objectivo para a semana :)

    Beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado Inês.
      São alguns anitos de experiência... :)

      Como está tudo a correr?

      Beijinhos e FORÇA!

      Excluir
    2. Vai correndo! Ahahah :)

      Está quase aí e os nervos são muitos... Mas agora não há nada a fazer, a não ser não estragar o que está feito :)

      Excluir
  3. Grande João!
    Gostei de te ver! Aliás, como parti muito de trás, na caixa da 3ª vaga, e como a prova tinha zonas de sentido contrário, já te tinha visto anteriormente, pelo que fixei-me neste objectivo durante a corrida: "apanhar o João, para o cumprimentar!" Obrigado! :):):)

    Concordo contigo em absoluto. Uma prova desta dimensão em termos de número de participantes, surpreendeu pela positiva, por tudo correr tão bem! Gostei!

    Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também gostei de te rever!
      Sem o saber, fui a fazer de lebre, eh eh

      Um abraço e boa continuação

      Excluir
  4. Parabéns por mais uma, João! Também estive lá ontem mas não te vi (ou não fosses rápido demais para mim ahahahah).

    Beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Fabiana!
      Estava muita gente, não era fácil encontramo-nos.
      Correu-te bem? Espero que sim

      Beijinhos :)

      Excluir
  5. Olá João.

    Os meus parabéns pela excelente prova.

    Para o ano nesta altura tens de vir até Ílhavo à meia-maratona, esta sim é que é uma grande prova, não essas de camisolas vermelhas ;)

    Beijinhos e continua assim cheio de força. :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado Lígia!

      Correu-te bem? Estás melhor?

      Beijinhos e boas corridas :)

      Excluir
    2. Obrigada por perguntares.

      Dadas as circunstâncias não "correu" muito mal, fiz 1h46m41s, 5º lugar do meu escalão. Na segunda parte da prova, devia aumentar a velocidade progressivamente, mas não consegui como pretendia, as pernas não respondiam.
      Se o "bicho" não me voltar a pegar, já consigo preparar-me melhor e fazer o tempo que tanto ambiciono ;)
      Mas fiquei satisfeita na mesma, no fim estive um bom pedaço no convívio com o pessoal bem disposto que gosta de participar neste tipo de desporto. Nisto tudo é o que vale mais a pena ;)

      Beijinhos

      Excluir
    3. Não foi muito mau?!? Tomara eu um dia conseguir 1.46.41!!! :) (o meu melhor são 1.51.26)
      E como estavas...
      Muitos parabéns, grande atleta!!!

      Beijinhos e boa recuperação

      Excluir
  6. Parabéns por mais uma corrida, lampião! ;)
    Parecíamos malmequeres no meio de tanta papoila! (mas somos todos papoilas, que fique sublinhado)! :)

    O teu corpo está a encontrar o seu ritmo! Venha os 20 Cascais-Lisboa! Tenho a certeza que vais ser muito feliz!

    Beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado e muitos parabéns pelo regresso em grande :)

      Sim, vai correr (literalmente) tudo bem nos 20 Km :)

      Beijinhos e boa continuação :)

      Excluir
  7. Fizeste uma coisa que eu tenho andado a reletir, que é apostar em dar tudo desde o início da prova. E tal como tu pensaste, se for para dar o estoiro, paciência! Mas um dia destes a ver se falo disso no meu cantinho...

    De qualquer forma, boa prova João! Lá nos veremos para a semana nos 20km em Linha!

    Um abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois, por vezes temos que arriscar demais para ver a reacção. E há alturas em que até resulta, como no ano passado na Corrida Santo António onde deu para novo record dos 10 :)

      Até domingo! Eu vou atrás de ti (mas não colado, eh eh)

      Um abraço

      Excluir
  8. Muito bonita, a camisola! Não há duvida que a partida em vagas é benéfica. Ah, e este post vale pela fotografia do teu rabo de cavalo. Fica-te bem!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fica, não fica? Então não o vou cortar! :)

      Um abraço

      Excluir
  9. Parabéns por mais uma etapa no teu processo de regresso aos tempos dourados. Confesso que não me recordo se nos anos em que participei já havia partida por vagas (penso que sim, mas não sei se não estou a visualizar a partida do GP Natal).

    O rabo de cavalo é um must para as próximas provas, bem arrumado dentro do chapéu. :D
    Um abraço e até domingo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado! Não sei se regressarei a esses tempos, apenas sei que vou trabalhar para isso.

      A do rabo de cavalo foi bem apanhada :)

      Um abraço e até domingo

      Excluir
  10. Mais uma prova superada na caminhada para a boa forma.
    Arrancando forte no início, costuma-se pagar mais tarde, não é?
    Grande abraço
    MIKE
    Happyrun

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado Mike!
      Nos últimos dois anos consegui algumas vezes esse "milagre" de arrancar forte e não pagar mais à frente. Desta feita foi só para analisar :)

      Correu-te bem Berlim?

      Um abraço

      Excluir
    2. A preparar o "relatório" :)
      Será um relatório ou uma epístola?
      Amanhã já vais ver :)
      Abraço
      Mike
      Happyrun

      Excluir
    3. A aguardar com expectativa :)

      Excluir