domingo, 15 de janeiro de 2017

Uma espectacular tarde no Nacional de Estrada


Imagine-se no que dará uma receita com estes 3 ingredientes: 
- Uma tarde primaveril 
- Um ambiente digno dos maiores eventos
- Um fabuloso percurso
Exacto! Só pode dar algo de espectacular e que fica na melhor memória.

Se depois do sol se pôr ficou frio, durante a prova, com a partida às 15 horas, a sensação era duma tarde de primavera, amplificada pelo percurso junto ao mar com um calmo Tejo como que a estender uma passadeira ao nosso esforço.

O percurso que foi delineado para este 24º Campeonato Nacional de Estrada, que englobou para a vertente popular a corrida Sport Zone a Correr com os Campeões, deveria ser aproveitado para eventos futuros pois trata-se dum percurso com tanto de belo como de exigente e selectivo.

Partida na pista do Estádio Nacional (que pena o estado de degradação que aquele tartan, ou o que resta dele, apresenta!), descida para a Marginal, subida para o Alto da Boa Viagem, descida para Caxias, retorno na Curva dos Pinheiros para na Baía dos Golfinhos dar-se um momento especial, a passagem pelo novel Passeio Marítimo, ainda não inaugurado mas deverá estar para breve pois aparentemente está praticamente concluído e vem reforçar mais o que de bom Oeiras tem feito com a criação de Passeios Marítimos que têm levado a população ao encontro do mar, na prática de exercício físico. No final do Passeio, passagem pelo túnel da estação de Cruz Quebrada e regresso à Marginal agora no sentido para Algés, onde se deu o retorno a dois terços da recta e regresso ao Estádio Nacional com a dura subida final.
Um grande e belo percurso!

Se no ano transacto, na Cidade Universitária, a organização surpreendeu pela negativa, desta feita tudo decorreu da melhor forma, proporcionado uma tarde a recordar.

A equipa presente: João Cravo, Aurélio e eu, reforçados na foto com a Cláudia e Conceição
Foi a minha 4ª presença em provas englobadas mo Nacional de Estrada, após as de 2012, 2013 e 2016.

Tinha decidido que decisões só à hora da partida, consoante as sensações que o aquecimento me desse. Estou em pleno período de preparação para a Maratona de Sevilha e era uma incógnita o que me reservaria a corrida apenas 6 dias após um puxado treino de 30 quilómetros.

Como as sensações foram boas, decidi começar ao ataque e logo analisaria. E deu para fazer uma prova toda ao ataque, onde mantive sempre um ritmo forte e certo, apenas um pouco quebrado na subida final mas, segundo o que ouvi, isso aconteceu também com os campeões, não há-de ter-me sucedido o mesmo.


O GPS foi dando sempre uma média para o minuto 50 alto e foi a pensar nesse minuto 50 que fui dando o que tinha para dar naquele momento. Sabia era que o 50 alto não dava margem para a natural quebra na subida final mas fui lutando, tal como lutei nessa subida que costumo fazer em treinos mas desta vez teve o peso de 9 km nas pernas feitos no limite. 

Ufa que acabou a subida!
Quando endireitou e entrei no Estádio, dei o máximo dos máximos e consegui acabar in extremis pois foram 50.59, o que em 161 corridas de 10 km, é o meu 9º melhor tempo de sempre, num percurso duro e apenas 6 dias depois dum puxado treino de 30, o que é um bom indicador.

No Nacional de Estrada e começando pelo sector feminino, a campeã foi Jéssica Augusto que dominou como quis a prova, marcando 33.14 e um avanço de 1.02 sobre Catarina Ribeiro, com a surpreendente Marta Pen Freitas em 3º. Colectivamente, triunfou o Sporting com Jéssica Augusto, Susana Godinho, Ana Mafalda Ferreira e Daniela Cunha, com o Águeda na 2ª posição e na 3ª uma surpreendente formação das Grecas

A campeã Jéssica Augusto
Foi o 3º título de Jéssica, após os de 2007 e 2008, num relação que conta com Dulce Félix com 5 títulos, Inês Monteiro 4, Jéssica Augusto e Sara Moreira 3, Fernanda Ribeiro e Conceição Ferreira 2 e com 1 título Albertina Dias, Ana Paula Oliveira, Helena Sampaio, Manuela Machado e Marina Bastos.
Colectivamente foi o 1º título do Sporting numa lista liderada pelo Maratona com 13 títulos, Braga 5, Benfica 4, Pasteleira e Sporting 1

As campeãs sportinguistas
No sector masculino, Hélio Gomes triunfou com uma marca abaixo da meia-hora, 29.58, com o pódio a ser completo por Alberto Paula e Samuel Barata. Colectivamente triunfou o Benfica com Alberto Paula, Samuel Barata, Hermano Ferreira e João Silva, tendo o Sporting terminado em 2º e o Maia em 3º.

O campeão Hélio Gomes
Foi o 1º título de Hélio Gomes numa relação dominada por Eduardo Henriques 5 vezes campeão, seguido por Luís Jesus e Rui Pedro Silva 3, Manuel Damião 2 e com 1 título temos Alberto Maravilha, António Pinto, Dionísio Castro, Fernando Couto, Hélio Gomes, Hermano Ferreira, Leão Carvalho, Licínio Pimentel, Manuel Magalhães, Paulo Catarino e Rio Silva. 

Os campeões benfiquistas 
Colectivamente, foi o 6º título do Benfica numa relação liderada pela Conforlimpa com 11, Benfica 6, Maratona 4, Terbel 2 e Sporting 1

A relação completa dos campeões:
Femininos:
Absoluta - Jéssica Augusto
Juniores - Sara Duarte
S23 - Rute Simões
V35 - Sofia Monteiro
V40 - Mónica Vieira
V45 - Carla Machado
V50 - Isabel Maldonado
V55 - Helena Mourão
V60 - Fernanda Nunes
V75 - Joaquina Flores


Masculinos:
Absoluto - Hélio Gomes
Juniores- Alexandre Figueiredo
S23 - André Pereira
V35 - Nélson Cruz
V40 - Paulo Gomes
V45 - Jorge Pinto
V50 - Eugénio Neto
V55 - José Manuel Borges
V60 - Silvestre Gomes
V65 - Fernando Chamusca
V70 - Albino Oliveira
V75 - Manuel Maia
V80 - Bernardino Pereira





16 comentários:

  1. Parabéns João! Continua um ano em grande.Grande abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado Joaquim. Estou a trabalhar para isso.

      Grande abraço

      Excluir
  2. Eu que já não gosto de estrada e muito menos de provas de estrada esse percurso mexeu comigo! Mas são questões de afectos da alma! Muitos desses locais tem grandes ligações de afectividade comigo! E depois essa subida final no Estádio Nacional nem me digas nada! E tu qualquer dia É sempre abaixo dos 50! CAMPEÃO! Forte abraço.

    ResponderExcluir
  3. Excelente crónica como é seu hábito. Gostei de falar consigo e trocar impressões (só pecou por escasso!) e fiquei feliz por si, o João passou por mim a todo o gás cerca dos 7km (ainda apareço numa das fotos) e fez uma boa prova, de trás para a frente, ao contrário de mim. Também tinha por meta os sub50 min, mas não foi um bom dia para mim, estava já cansado da viagem (de Bragança e no próprio dia...) e bastante ansioso, descurei até o aquecimento (quase não aqueci). Tal como o João, quebrei a barreira dos 50min em dezembro último e quero agora tornar me regular abaixo desse tempo. Um abraço e boas provas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha pois estás na foto da curva da Cruz Quebrada!

      Não reparei que te tinha passado.
      Fizeste uma rica prova para quem fez centenas de km no próprio dia. Mas valeu a pena, não valeu? :)

      Um abraço e força para as próximas

      Excluir
    2. Vale sempre a pena, correr é uma paixão (tardia no meu caso) e sim dadas as circunstâncias foi um bom desempenho da minha parte. Força para Sevilha, um abraço!

      Excluir
    3. Tardia... então no meu caso? A minha primeira corrida faltava-me uma semana para fazer 46. Agora estou perto dos 57...
      Nunca é tarde para começar algo movido pela paixão :)

      Um abraço e obrigado

      Excluir
  4. Tudo a correr bem portanto :) ... a boa forma está aí e veio para ficar. Muito bom.
    Grande Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Enquanto continuar a trabalhar assim, tudo está bem :)
      E tu também vais bem lançado!!!

      Força, muita força para domingo!!!!!!

      Grande abraço

      Excluir
  5. Parabéns, João!
    2017 segue no embalo do teu grande ano de 2016. :)
    Para continuar! ;)
    Beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esperemos que sim... ;)

      Obrigado e beijinhos

      Excluir
  6. Boa prova João! Vi pela televisão e o que me pareceu foi realmente uma prova bem organizada e com um percurso algo duro mas interessante, nada a ver com o ano anterior!

    Um abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E a tua percepção está completamente certa! :)

      Um abraço e obrigado

      Excluir
  7. Mais uma vez a fazeres uma prova espectacular! Abaixo dos 51 minutos e ainda por cima com essa dificuldade final! Muito bom!
    Continua assim amigo! =)
    Força para Sevilha onde já fomos todos muito felizes!
    Beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dei-lhe bem, não dei? :)

      Obrigado e vai ser uma bi-felicidade!

      Beijinhos

      Excluir