domingo, 19 de junho de 2016

Uma muito agradável manhã no Centenário da Aviação Militar

Antes da prova (debaixo da pala do Pavilhão de Portugal)

Foto de equipa com o Eberhard (a quem um furo quase o fazia chegar tarde)

Em 2014 a Aviação Militar completou o seu centenário, festividade que originou uma série de eventos que se prolongam até ao próximo mês e onde constou uma corrida na Base Aérea de Sintra em 2014, 2ª edição em Ovar 2015 e hoje a 3ª, desta feita no Parque das Nações.

Uma organização cuidada, ao serviço do atleta e onde nada houve que tenha corrido menos bem.

Sabia-se à partida que a prova não iria ser fácil. com o tipo de piso a ser o desafio. Num cálculo nada cientifico, deveremos ter corrido cerca dum quilómetro em alcatrão, outro em terra e passadiços e uns 8 em empedrado. E quem conhece o Parque das Nações, sabe que tipo de empedrado estou a falar.
Junte-se o calor e o desafio a vencer aumentava. 

Alinhado para a partida. Será que se consegue perceber a minha disposição?
Sabia assim que esta prova não era para tempos mas para desfrutar. E acabei por juntar o melhor dos dois mundos. Desfrutei e alcancei uma excelente marca para este tipo de piso e calor, 54.18

A aquecer costumo correr um bocadinho, paro um par de minutos e depois aqueço mais a sério. Na 1ª fase não deu para ter indicações mas na 2ª pensei "hoje há João!".

E assim foi. Parti, imprimi um ritmo bom e certo, possível para o empedrado e para aguentar o calor sem dar o berro antes da meta. Nas partes mais fáceis em termos de piso, estiquei e tive forças para no último quilómetro fazer os melhores mil metros da corrida.

Aos 7 e tal
Não, não. O corredor de emergência não sou eu!
Apenas me preocupo com o meu tempo e não classificação mas por vezes o lugar também transmite o valor da prestação. Ora, até Alverca era bem raro classificar-me na primeira metade do pelotão e consegui-o em Alverca, Belém e quase, quase hoje, faltou-me apenas ficar 2 lugares à frente deste pelotão de 573 classificados.

Por outras palavras, nestas últimas 4 corridas de 10 quilómetros, corri muito bem nas difíceis (Alverca, Belém e esta) e na que era propícia, saiu-me um daqueles dias onde tudo corre mal.
Ando ao "troncário"...

A cortar a meta (com os 2 pés no ar)
Próxima prova: A minha 9ª participação na clássica e mítica Corrida das Fogueiras em Peniche, já este sábado.




O sorriso antes da partida, manteve-se até ao final (e com uma linda medalha)

25 comentários:

  1. Parabéns!
    Essa prova nunca seria para mim pois consegui reunir tudo o que eu mais detesto: empedrado, calor, a distancia mais a solidão e monotonia de correr no Parque das Nações!
    Já para a semana vais estar numa das 5 provas de estrada que eu mais amo correr são elas Corrida Internacional do 1º de Maio, Corrida da Liberdade, Corrida do Avante, Corrida da Fogueiras e Meia Maratona de São João das Lampas E não dou classificação a essas provas, estão todas em primeiro lugar! Quer dizer a Meia Maratona de São João das Lampas está em primeiro lugar por uns segundos! Tinha que estar na frente Mestre Fernando Andrade!
    Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Solidão no Parque das Nações? Hum... isso não foi hoje. Até um grupo excursionista aplaudiu entusiasticamente (claro está... eram estrangeiros)

      Um abraço

      Excluir
  2. Parabéns para o João e para o Eberhard, abraço.

    ResponderExcluir
  3. Eu estive na primeira edição em 2014 e gostei muito, teve uma organização cinco estrelas por parte dos militares.

    Boa prova João! Lá nos veremos nas Fogueiras!

    Um abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Vito, um abraço e até às Fogueiras!

      Excluir
  4. João, isso foi quase um trail! Estás aqui estás a fazer a estreia. :-)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estreia em trail? Eu já fiz os Trilhos de Monsanto, do Dinossauro, Corrida do Guincho e Corrida do Monge. Já me estreei há 6 anos em trails...

      Excluir
  5. Boa prova João. Parabéns. Empedrado é o meu maior pesadelo, só de olhar já me começa a doer o joelho doreito :)
    Até sábado então ;)
    Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Carlos, um abraço e até sábado.

      ps - Será a tua estreia em Peniche?

      Excluir
    2. Sim... estou em pulgas. Já estou à anos para ir :)
      Abraço

      Excluir
  6. Bom resultado João e mais importante ainda a boa disposição ao inicio e fim.

    Abraço

    ResponderExcluir
  7. Decididamente, uma prova para desfrutar (não serão todas?).

    Mas estou com o Jorge e o Carlos, até me dói o meu joelho dirito só de pensar no empedrado e eianda mais no do parque das nações.

    Já não tenho um furo "prái" há 4 anos e foi num fim de uma corridinha em Monsanto.

    Ou seja, isto de correr dá cabo dos pneus!

    Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Por isso é que eu gosto de chegar de madrugada às corridas, precavendo furos e afins :)

      Um abraço!

      Excluir
    2. E um furo quando se está na função de dar abastecimento numa maratona e tem de se chegar ao local do abastecimento com a água?!
      Pergunta ao Egas como foi! Olha foi uma mudança de pneu estilo F1 :) Agora um sujeito ri-se mas na altura foi cá um aperto!

      Excluir
  8. Boa prova João!!

    Força para as fogueiras.

    Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Tiago!
      Também vais lá?

      Um abraço

      Excluir
    2. Este ano não, fica para o ano, acordei tarde e as inscrições já estavam encerradas :-)

      Boa prova.
      Abraço

      Excluir
    3. Sim, quando as inscrições abrem, tem que ser uma corrida de sprint :)

      Excluir
  9. Parabéns amigo! =)
    Grande tempo numa prova com pisos nada fáceis!
    E agora força para uma prova espectacular nas Fogueiras.

    Beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado amiga!
      Fogueiras? Vamos ver, vamos ver :)

      Beijinhos

      Excluir
  10. Muito bom João , força nisso .Grande abraço.

    ResponderExcluir