domingo, 22 de fevereiro de 2015

Um desafio de 30 e os parabéns ao Sequeira pela milésima prova!!!

Muitos parabéns, Sequeira! (foto da 25ª Maratona, Berlim 2014)

Hoje, no Grande Prémio do Atlântico, o conhecido Manuel Sequeira chegou ao número mágico de mil provas! Não, não há engano, escrevi mesmo MIL!

Tendo realizado a sua primeira corrida a 15 de Setembro de 1980, o Sequeira não mais parou. E entre 25 Maratonas, 5 Ultra-Maratonas, 149 Meia-Maratonas e muitas outras centenas de provas, totalizou hoje o número bem redondo com 3 zeros. 

Muito haveria por dizer e saber deste fantástico percurso que vai dos tempos pioneiros ao nossos dias mas, para ficarem a saber mais deste grande exemplo para todos nós, aconselho que leiam uma entrevista que irá ser publicada de amanhã a 3 semanas, 16 de Março, início da semana que nos levará até à Meia da Ponte onde o Sequeira irá participar pela 25ª vez em outras tantas edições.

Não percam pois essa entrevista. Para já, vai um grande abraço de parabéns ao Sequeira!

Quanto ao meu longo, 11º de 16 da operação Paris, está feito. Mas nunca se pode dar, seja o que for, como adquirido, tudo pode mudar dum dia para o outro. 

E foi isso o que senti na pele. Se tenho andado imparável, na 5ª feira quebrei animicamente, devido a um problema não relacionado com a corrida e que vamos ver no que vai dar.

No treino de 6ª feira fui uma sombra de mim próprio, nem me apetecia correr, o que é grave para mim. Ontem também andei sem energia mas hoje falei muito comigo e esforcei-me para tentar fazer o que queria, um treino de 30, o que se afigurava muito difícil.

Fui buscar forças ao facto de querer oferecer este treino de 30 a grandes amigos que me têm apoiado imenso e que acreditam sempre que consigo.

Sabia que o início era importante até entrar em modo automático. Decidi então fazer um treino sem direcção planeada, indo ao sabor do momento. Já faço a descrição do caminho mas posso dizer que consegui realizar os 30 quilómetros e sempre a correr, sem andar um metro que fosse.

Ao contrário dos dois anteriores, este acabei no limite, sendo que nos últimos 4 só a vontade de chegar ao número mágico de 30 fez que lá chegasse.

Foi duro, muito duro, mas fiz! 

Para a 1ª Maratona realizei apenas um treino de 30, e andei um bocadinho. Para a que seria a 2ª, também fiz apenas uma e também andei uns bocados. Para Sevilha e Porto não pude, pelas razões que se sabem, fazer nenhum de 3 dezenas mas para Paris já é o 3º e sempre a correr, sem andar um único metro. 

E este com a agravante adicional de, o que sucedeu pela primeira vez, ter sido completamente sozinho, sempre sem companhia. 
Ou melhor, foi com a companhia de todos os que me apoiam. e isso teve toda a importância.

O percurso, ao sabor do momento, foi: Parti do Inatel de Oeiras, indo pelo lado de dentro até ao jardim de Oeiras. Passei então, junto ao McDonalds, para o passeio marítimo, tomando a direcção de Carcavelos, indo até ao final da praia, saindo para o Praia-Mar e tomar a estrada para a estação de Carcavelos, passando para o outro lado e indo junto à linha, direcção Parede.

Na Parede, dei uma volta pelo Bairro da Escola Técnica, passando pela casa onde vivi entre Outubro de 1973 e Janeiro de 1982. Segui para o centro da Parede, continuando para S.Pedro e chegar a S.João do Estoril, dando uma volta pelo liceu onde andei 5 anos e onde em 17 de Outubro de 1977 conheci a Mafalda.

Fui apanhar a marginal e regressei à Parede, tomando a estrada junto à linha mas agora do lado mar. Ao passar no Junqueiro fui dar uma volta pelo bairro, passando ao lado da primeira casa onde vivemos quando casámos, entre Janeiro de 1982 e Novembro de 1985. 

Fui ter ao Praia-Mar e depois entrei no bairro construído no antigo pinhal de Carcavelos onde na minha adolescência fiz umas quantas loucuras de bicicleta e somei uns belos tralhos.

Segui até à estação de Carcavelos, centro de Carcavelos, Palmeiras, Sassoeiros e Oeiras onde aos 24 pus-me a subir a Cândido dos Reis. Aproveitei, já agora, para passar no Moinho das Antas pela casa onde vivemos entre Novembro de 1985 a Novembro de 1995, completando assim a volta, não programada, das habitações.

Daí até à estação de Paço d'Arcos, jardim e regresso ao passeio marítimo onde andei o suficiente até perfazer os 30 km em 3.27

Vamos ver o que os próximos dias me reservam mas, haja o que houver, o sonho de Paris ninguém me tirará.

Ah! E quanto aos 30, ainda quero somar um quarto.

Nota final - Também fui buscar inspiração a um filme que vi ontem, Invencível (Unbroken de nome original), realizado pela Angelina Jolie e que relata a história verdadeira de Louis Zamperini, atleta olímpico em Berlim 1936, com apenas 19 anos e como preparação para o que seriam os seus jogos a sério em Tóquio 1940, evento cancelado pela 2ª guerra mundial, e que acabou por estar no Japão, prisioneiro de guerra, sofrendo uma série de horrores, resistindo sempre, indo buscar forças sabe-se lá onde. Se puderem, não percam.   
   

22 comentários:

  1. Vou começar pelo fim.
    Li o livro, e como os filmes dos livros que leio são sempre desilusões e eu tenho medo de horrores de me desiludir com este, o que NÃO quero de todo, dado que foi protagonizado pelo grande actor e realizado pela grande MULHER!!! Estou com medo de apanhar uma desilusão. E por isso por enquanto, vou-me ficar assim. :)

    Sequeira!!!!
    GRANDE SEQUEIRA!!!
    Muitos parabéns a esse grande atleta e que maravilha, 1000 provas. Fantástico!!

    Quanto a ti.
    Já te disse ma volto a dizer, és uma força da natureza e por isso será difícil deitar-te abaixo.
    FORÇA!!!
    Se a vida fosse feita de momentos bons apenas, não teria piada. Sei que o problema em nada é simples, e não estou a desvalorizar.
    Mas não quero que te deixes vencer por essa fase menos boa.
    Tu consegues e pensa que por vezes apenas acontecem estas coisas para nos abanar um pouco.
    Vai ser só um abalo... a tempestade irá passar a km's. Tenho a certeza amigo.
    FORÇA!!!
    ACREDITA EM TI E NAQUILO QUE ÉS!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Parabéns ao Sequeira. Fantástico ainda mais no meu caso que nunca fui um “animal” de muitas provas!

      Quanto a ti já sabes que és o meu herói!
      Hoje na solidão da recta de um estradão cheio de gravilha, (aquele piso que nem é técnico nem é alcatrão e chateia como tudo!), cansado, a correr contra uma parede de vento e contar postes da electricidade para ver se avançava pensei em ti!
      Ainda estou a metade dos teus 30 mas quero muito lá chegar! E quero fazer a “coisa” e também por ti e para ti!
      Acredita que não há ventos e marés que te derrubem campeão!
      Força!
      Aquele abraço.

      Excluir
    2. A tua "coisa" vai ser uma "coisa" monumental! FORÇA!

      Um abraço

      Excluir
  2. Obrigado amigo João. Este número de mil provas não tem grande significado para mim pois já podia ter sido ou ser então daqui a algum tempo. Com mais significado para mim, as 25 maratonas que completei e o ser totalista da meia maratona da Ponte 25 de Abril. E já agora, o facto de nunca ter desistido numa prova.
    Quanto a ti, força anímica para encarar os dias que se seguem. Optimista q.b. e continuação de bons longões, como dizem os brasileiros.
    Abraço,
    Sequeira

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Sequeira e, mais uma vez, PARABÉNS!

      Excluir
  3. Grande Sequeira! Mil provas não são para qualquer um. Parabéns!

    Quanto a ti João, parabéns por mais um longo! E este feito sozinho. Não foi fácil, mas conseguiste!
    Força para o resto da preparação rumo a Paris!

    Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Vítor. Não foi fácil, pelas razões que sabes, mas está feito,
      Um abraço e força para Sicó!

      Excluir
  4. Parabéns ao Sequeira...impressionantes números e sem nunca desistir de uma prova!!!
    Quanto a ti João, muita força para enfrentar tudo....
    Grande Abraço

    ResponderExcluir
  5. Amigo, estás de parabéns por mais um longo realizado. E ainda por cima nas condições que estavas.
    Tiveste muita força! Vais ser muito feliz em Paris! Vamos todos!

    Quanto ao grande Sequeira está naturalmente de parabéns pelas 1000! Número impressionante! E foi um prazer ter estado com ele no grande dia.

    Beijinhos e boa semana!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado amiga e tenho a certeza que vão ser muito felizes no domingo. Estou a fazer toda a força!!!

      Beijinhos

      Excluir
  6. 1000 provas.... É OBRA!

    João, todos temos dias assim, com pouca motivação, mas é passageiro! Força!

    Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não, Luis, não é um caso de pouca motivação. Motivado estou e muito, senão não teria feito o treino que fiz. É uma questão dum problema que me afectou.

      Um abraço

      Excluir
  7. Pensa que foram 30km dos bons, cheios de memórias... (Adoro que ainda te lembres do dia exacto que conheceste a Mafalda! <3 :) )
    Está quase, força!
    E parabéns ao Sequeira! Que números impressionantes!
    Beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então ia lá esquecer-me do dia que conheci a Mafalda! :)

      Obrigado e beijinhos

      Excluir
  8. João, 30 Kms, sozinho, nessas condições mentais, já foram um teste superado com distinção ou não estivéssemos nós habituados a permanentes provas de superação da tua parte.

    Que esse obstáculo seja rapidamente ultrapassado e regresse depressa toda aquela energia que temos visto nos teus últimos posts.

    Um grande abraço e, claro está, muitos parabéns ao Sequeira. 25 maratonas e 25 edições da meia, a juntar às outras 950 provas é obra !
    Ricardo_A

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Ricardo. Foi duro, foi, mas está feito!

      Um abraço

      Excluir
  9. Parabéns pelos 30 Km e boa sorte para a maratona que se aproxima!

    ResponderExcluir
  10. Parabéns ao Sequeira pela seu astronómico n.º de provas é atleta fenomenal.
    E obrigado João pelo excelente relato do treino de preparação para a Maratona de Paris e esses problemasitos que vão surgindo é a vida dum atleta que tem dias bons e menos bons. Mas com o passar do tempo esse desanimo transforma-se numa força interior que só os grandes atletas superam, com resultados comprovados como o nosso amigo Sequeira. Boa prova vai correr tudo bem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, Mário, tudo vai correr bem em Paris. Aliás, tem sido uma preparação muito acima das mais optimistas perspectivas!

      Um abraço

      Excluir