quarta-feira, 1 de maio de 2013

32ª Corrida Internacional do 1º de Maio


Disputou-se hoje pela 32ª vez a Corrida Internacional do 1º de Maio, evento que é disputado ininterruptamente desde 1982, sempre com 15 quilómetros de distância.

Esta corrida associa-se à data que simboliza o dia do trabalhador e as suas lutas por justos direitos, algo que hoje em dia no nosso país ganha maior significado quando se assiste impunemente à perda de direitos, alguns demoraram décadas a conquistar e à custa de vidas humanas, para agora se perderem em avalanche.

Hoje a organização mereceria a habitual boa nota com que sempre nos brindaram, não fosse um problema, grave, afectando os últimos atletas, talvez cerca de centena e meia. 
Qualquer imprevisto pode sempre suceder e apenas não acontece a quem nada faz, mas o único que não pode mesmo suceder é a falta de água pois isso pode colocar em risco os atletas.
Ora no primeiro reabastecimento, já tarde pois apenas cerca dos 7 quilómetros, a água esgotou com ainda muitos atletas em prova, atletas que apenas tiveram direito a hidratarem-se aos 11 quilómetros. 
Felizmente não esteve um dia quente, pois isso agravaria a situação, e há que analisar muito bem o caso para evitar repetições futuras.


E foi pena pois foi a nódoa que manchou uma boa organização e que foi recompensada por um novo record de participação, após o do ano anterior que foi fixado em 1.463, aumentando hoje para 1.493
A participação feminina foi de 191 atletas (12,8%) 

Euclides Varela do NucleOeiras e Vera Nunes do Benfica estrearam-se a ganhar esta clássica. Euclides realizou 46.27, sendo acompanhado no pódio por Carlos Silva do Sporting, que cortou a meta 8 segundos depois, e Hermano Ferreira da Conforlimpa a 49 segundos do vencedor.

No sector feminino, Vera Nunes triunfou em 54.41, seguida por Claudia Pereira do Moinho Vermoim com 57.22 e Margarida Dionísio da Garmin Olímpico de Oeiras em 59.36.

Colectivamente, triunfou o Garmin Olímpico de Oeiras com 3 atletas nos 9 primeiros (5º António Sousa, 7º Pedro Conceição e 9º Mário Cassaca), seguidos pela Odimarq Alumínios e Patameiras.


Esta foi a minha 4ª prova em 10 dias e, especialmente tendo em conta que no domingo disputei uma Meia-Maratona, hoje a intenção era participar e rolar calmamente, o que funcionou na perfeição.

Para ajudar estava preocupado com uma dor no joelho esquerdo quando andava mas a correr não o senti. Depois da corrida a dor regressou mas agora em menor escala.


Fiz a prova toda com a Isa e a Marta, atleta dos Bip-Bip. Fomos sempre em andamento controlado e, não tivesse sido a falta de água tinha sido uma prova perfeita. O tempo final 1.32.27

A próxima será dia 12 a Meia-Maratona de Setúbal  

Devido a um imprevisto, hoje não há as habituais fotografias da Mafalda.





19 comentários:

  1. 4 provas em 10 dias??!! Isso é que eu nunca conseguia fazer!
    Espero que esse joelho não dê problemas!
    Um abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas o total das 4 passa por apenas um quilómetro metade do que fizeste em 12 horas. Isso sim!!! :)

      Um abraço

      Excluir
  2. Tirando a falha da água, que poderia ser mais grave se estivesse um dia quente, eu até gostei desta prova.
    Foi pena não ter rolado tão bem como tu e a Marta, pois a respiração não estava muito boa. Começo a achar que o meu organismo tem qualquer coisa contra provas de 15 km, pois tenho ficado sempre adoentada em vésperas destas provas...Que é estranho, lá isso é.

    Obrigada pela companhia :)

    Beijinhos e melhoras do joelho

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O joelho parece que está controlado, obrigado, espero que tu também.
      Agora a próxima de 15 é nas Fogueiras, espero que nada te aconteça :)

      Beijinhos

      Excluir
  3. Não consigo ver as fotos (problema da minha net), mas desde que tenha terminado a sorrir, é o que interessa! :)

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  4. Campeão, foi uma bela manhã esta.

    Abraço!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Toda a manhã é boa quando se corre! :)

      Um abraço

      Excluir
  5. Foi uma boa prova, apesar dessa situação do abastecimento que também me afetou. Na altura fiquei chateado.

    Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, foi uma boa prova, como sempre!

      Um abraço

      Excluir
  6. Uma belíssima prova com um tempo excelente para correr. Em boa verdade é daquelas corridas que só começa verdadeiramente na Praça do Comércio :)
    O João correu com GPS ? Gostava de confirmar se a prova tem mesmo os 15Kms anunciados.
    Um abraço
    Ricardo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, corri e tem os 15 kms. Aliás, a certificação pode ser vista aqui:
      http://www.corrida1maiocgtplisboa.com/1maio/images/stories/rel_1maio_medicao.pdf

      Um abraço

      Excluir
  7. Eu fui uma das "felizes" contempladas com a falta de água. Custou-me um pouco. Mas essa é a única falha a apontar (apesar de ser das piores falhas que uma organização pode cometer, também concordo).
    De resto foi uma manhã muito bem passada. Gostei muito. Uma prova a repetir com toda a certeza.

    Beijinho

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exacto, uma manhã muito bem passada como são as manhãs de corrida.

      E foi um prazer conhecer pessoalmente a Run Baby Run! :)

      Beijinhos

      Excluir
    2. Ainda não fiz o meu relato deste dia, mas um dos pontos altos que irei referir é sem dúvida ter tido o privilégio de conhecer os "4 ao km" e os "Bip-Bip Runners"! :) O prazer foi meu! ;)

      Excluir
  8. Mesmo com esse contratempo, foi uma boa prova da tua parte (eu não sofri a falta de água, mas imagino que tenha sido pouco simpático para a subida da Almirante Reis).

    Agora é recuperar e depois atacar a Meia de Setúbal.

    Bons treinos.

    Abraço :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vantagens de se correr mais rápido: Não falta a água! :)

      Um abraço

      Excluir