domingo, 9 de abril de 2017

O prazer de correr no Autódromo do Estoril (Corrida Rádio Comercial)

A equipa 4 ao Km presente: Aurélio, Conceição (caminhada), Eberhard, eu, Luís e Marta (num regresso que se saúda). Todos com o dorsal colocado menos o Eberhard a quem lhe calhou o "número do diabo", 666! (eh eh eh)
Antes de relatar a corrida que participei hoje à tarde, quero congratular a nova maratonista Oriana pela sua estreia na mítica distância e logo "dans la plus belle ville du monde", Paris!
Concluir uma Maratona é um acto de muita dedicação, esforço e superação e é sempre uma felicidade quando se sabe que alguém conhecido conseguiu. Muitos e muitos parabéns Oriana!

Correr no Autódromo do Estoril! Arrancar na recta da meta e ir até à primeira curva, uma direita que na sua saída entronca com o fim da linha de boxes. Nova curva à direita e uma nova, esta bem fechada que dá início a uma subida que nos leva até à chamada curva VIP para, depois duma esquerda pronunciada, entrarmos na recta paralela. Recta com uma ligeira curva a meio mas que na trajectória correcta se faz a direito. Termina na parabólica interior para, após nova recta, ligeiramente a descer, ter outra curva apertada, à direita, e começar a subir para a antiga curva do tanque que, devido a não ser possível criar aí uma escapatória, foi substituída pela variante, uma direita a abrir para uma esquerda muito fechada e apertada, saindo-se em aceleração para um esse, chamado esse de Senna, que dá entrada na fabulosa parabólica exterior, em homenagem ao circuito de Monza, e que termina na recta da meta para nova volta em prazer.

Sim, fruto de muitos e muitos fins-de-semana passados no Autódromo a assistir a corridas de automóveis, desde F1, F2, F3, Sport-Protótipos, WTCC, ITC, etc, conheço cada metro deste circuito de olhos fechados.

Assim, correr a pé ali é um enorme prazer e um desfilar de grandes momentos que cada curva e cada recta trazem. Momentos que estão gravados na memória e que fazem parte do historial automobilístico mundial.

Tanta história neste asfalto!
Foi a 3ª vez que aqui corri. A primeira em 2008 num dia que abriram o circuito à actividade física para cada um fazer o que quisesse. Eu, claro, corri! A segunda em 2014 na Corrida Jumbo na única das 4 edições que pude estar presente pois as restantes 3 coincidiram com o estar ausente em férias.

Após 3 semanas de grandes marcas (sub 2 horas na Meia da Ponte, sub 50 na APAV e record dos 15 nos Sinos), esta seria uma corrida para ir a um ritmo jeitoso mas confortável, sem ir ao limite. Apontava fazer os cerca de 8.300 metros à média de 5.20 a 5.25

E efectivamente, ao marcar 45.02, registei uma média de 5.22 mas... não foi nada confortável pois acordei muito constipado e, ao estar muito entupido, a respiração fez-se com dificuldade, o que originou estar sempre muito ofegante.

Mas fiz o que pude e o prazer superou qualquer dificuldade.

Quanto à organização e ambiente, estiveram extraordinários, com uma série de actividades para todos e uma enchente de atletas, apesar de ter sido divulgada mais tarde mas com o aliciante de ser gratuita. E muito atleta correu de manhã na Corrida do Benfica e esteva aqui à tarde (a partida foi às 16.30). Nem o calor esmoreceu os atletas.

Seguramente um evento que se deseja fixe-se no calendário!

Agora é tempo de recuperar esta inoportuna constipação pois Sábado é dia de uma corrida sempre especial por ter o percurso que mais aprecio nas provas de 10 km, o Grande Prémio da Páscoa de Constância.

Até lá e uma excelente semana!

Classificação Geral (quando disponível)

15 comentários:

  1. Apesar do calor e de constipado ainda aceleraste bem ;)
    Nós só corremos uma vez no Autódromo e também gostámos muito.
    Gostei de ver tantos 4 ao km reunidos! Grande equipa!

    Beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Isa!
      Fiz o possível...
      Correr ali é um espectáculo :)

      Beijinhos e força para Madrid!!! :)

      Excluir
  2. Grande prova João!
    Correr no autódromo do Estoril é sempre uma ocasião especial.
    Tudo a correr bem em Constância!

    Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Vítor!
      Desde que possa respirar em condições, venha Constância :)
      Um abraço e um bom estágio para Madrid!:)

      Excluir
  3. Não te mates no sábado senão estou desgraçado!
    Correr no autódromo já eu corri 42,195 km! :)
    Abraço.
    Nota: Já tinha saudades da Piolha! 4 ao km sem ela não é a mesma coisa!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tá descansado! ;)

      Um abraço e força!

      Excluir
  4. Foi a segunda vez que ali corri, e cada vez gosto mais :) Acho que vi todos os que estão na foto, menos o João, lol. Excelente prova!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É um prazer correr ali!

      Cruzamo-nos para a próxima.

      Um abraço

      Excluir
  5. Não sendo um grande adepto da F1 - desde o desaparecimento do Senna, sobretudo - sempre tive curiosidade em correr no autódromo. Adorei a experiência! Foi uma tarde simpática, ainda mais por ter estado na vossa companhia. Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também foi um prazer ter estado contigo. E também ter-te visto a passar à grande :)

      Um abraço

      Excluir
  6. Isso é capaz de ser giro ... quem sabe um dia não te faço companhia.
    Grande abraço
    P.S. Vais às Fogueiras este ano? Eu já estou novamente inscrito ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Faz companhia, faz! :)

      Sim, estamos inscritos para as Fogueiras (a Isa e Vitor também) :)

      Um abraço

      Excluir
    2. :):):):) ... então vemo-nos em Peniche :)
      mas desta vez antes de me meter na converseta contigo vou comer qualquer coisita para não ser como no ano passado ;)
      Abraço

      Excluir
  7. Obrigada João! :')
    A Maratona foi incrível, foi dura, foi quente (a temperatura máxima chegou aos 28º), foi tanta coisa!
    Corri depressa demais, corri devagar demais, andei quando não consegui correr, andei quando não conseguia respirar, andei quando conseguia correr mas a cabeça não queria.
    Aos 12kms achei que ia desistir, aos 13kms decidi que ia acabar, fosse como fosse.
    Acabei com a certeza que vou voltar a fazer uma maratona (sem saber qual ou quando) porque tenho a certeza que sou capaz de melhor. Tenho a t-shirt de finisher, a medalha, e esta certeza, que é o melhor prémio de todos.
    Obrigada pelos conselhos, mas principalmente pela inspiração!
    Um beijinho,
    Oriana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ora cá está a Maratonista! :)
      Muitos e muitos parabéns, Oriana. O que relatas é exactamente o carrossel de emoções por que passamos durante uma prova desta envergadura. Mas a certeza é sempre uma e uma só: cortar aquela meta!

      Segui com muita emoção e expectativa a tua prova pela aplicação (não sei se viste mas deixei lá algumas mensagens)

      Bom descanso agora e aproveita o momento que é bem merecido!

      Beijinhos

      Excluir