terça-feira, 25 de abril de 2017

Mais um ano a correr livremente na Corrida da Liberdade

4 dos 5 elementos dos 4 ao Km presentes (eu, Eberhard, João Cravo e Aurélio). Faltou a Rute na foto

40ª edição da Corrida da Liberdade (minha 10ª participação). Uma corrida diferente, uma corrida não competitiva onde a intenção é comemorar a liberdade em festa, algo tão caro a um povo em geral e também aos atletas de pelotão em particular pois antes do 25 de Abril não existia a liberdade de podermos participar em corridas. Corridas abertas a todos cheiraria logo a algo revolucionário aos olhos de mentes retrógradas e cinzentas que temiam conspiração em tudo.

Tal como no ano passado, a partida deu-se ao lado do mercado e não no quartel, dado que este pertence agora à GNR. 
O que me deu a sensação, e não foi apenas a mim, é que este ano ainda estavam mais atletas do que o habitual. Na recta da subida do quilómetro inicial, olhando para a frente e para trás, não me admiraria se o número não tenha chegado aos dois milhares.

Como no domingo, na Estafeta, foi dia de dar forte e feio, culminando com novo record aos 5 numa marca impensável há pouco tempo atrás, estava planeado que esta era para fazer num ritmo mais à desportiva. 
Não imaginava era ser tão rigoroso (na realidade calhou...), pois marquei 58.52 para os cerca de 10.700, média exacta de 5.30, quando tinha planeado fazer uma média de... 5.30
Acertar isto ao segundo já quase parece de profissional!


Como sempre o ambiente foi muito bom e característico desta prova/festa.
É bom nunca esquecer o tesouro que é viver em liberdade, e basta olhar para uma série de países para melhor apreciarmos o que temos. E nem esquecer o que passámos há mais de 43 anos. Eu era ainda adolescente, não me apercebi nem dum décimo mas recordo o medo e o "estrangulamento" mental de muitas acções triviais e de muito difícil compreensão aos olhos de hoje.


Uma referência especial a Nuno Santiago pelas suas palavras durante a prova, em relação ao trabalho que desenvolvo no histórico de resultados e que está cada vez mais difícil de manter pelo crescente número de corridas cada fim-de-semana. Se não tivesse agora o tempo que tenho disponível, já não seria possível. Não o faço para isso mas cai sempre bem ouvir os elogios que proferiu e agradeço.

Próxima prova, aí já novamente em ritmo competitivo, 2ª feira, Corrida do 1º de Maio.

Uma boa semana a todos!  

24 comentários:

  1. Não sabia que o quartel agora era da GNR e já não se fazia a partida lá dentro! Acho que se perdeu um grande simbolismos e penso que a GNR poderia facultar a partida da prova dentro do quartel. Enfim fiquei triste. Vão-se perdendo o valor sentimental das coisas! Uma abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é pena...
      Era simbólico!

      Um abraço

      Excluir
  2. E desculpem lá mas faltar a Rute na foto é uma falha muito grave!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ehehe... Fui eu que apareci "de surpresa" mais tarde. :)

      Excluir
    2. Não se faz Dona Rute! É tão raro ver a Rute em versão asfaltada! Tenho saudades! :(

      Excluir
  3. Olá João, será que me sabe dizer o nome dos vencedores absolutos (11km) da Corrida da Liberdade? (ou indicar-me a quem souber) Sei bem que foi a "liberdade" a vencer, mas precisava de identificar os vencedores para uma notícia sobre o evento.

    ResponderExcluir
  4. Olá João, será que me sabe indicar o nome dos três classificados da prova máxima (11 km)? Obrigada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Teresa

      Estou a tentar saber. Mal tenha conhecimento, actualizarei aqui:
      http://joaolima.net/Provas/Corrida_da_Liberdade_Lisboa.htm

      Excluir
  5. Obrigada João, vou estar atenta! Acha que também consegue saber os tempos?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dificilmente. A última vez que divulgaram os tempos do vencedor foi no ano 2000...

      Excluir
    2. Olá Teresa. Só hoje consegui obter os resultados. Aqui estão:

      PERCURSO 'A' - PONTINHA - RESTAURADORES

      --- FEMININOS:

      1ª - DORSAL 1402 - JOANA FONSECA - INDIVIDUAL
      2ª - DORSAL 330 - LUCILIA SOARES - CATAGAS VULCANO
      3ª - DORSAL 2857 - LAURA GRILO - CLUBE PEDRO PESSOA

      --- MASCULINOS:

      1º - DORSAL 2676 - PEDRO NOGUEIRA - ESTABIL MAFRA
      2º - DORSAL 2677 - JORGE CRUZ - ESTABIL MAFRA
      3º - DORSAL 344 - FRANCISCO ROCHA - AMIGOS ATLETISMO MAFRA

      Excluir
  6. Isso é que foi "correr nas horas", certas!
    :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eh eh, parece que sim! :)

      Beijinhos e boas corridas!

      Excluir
  7. És grande João Lima ...continua o bom trabalho ..o teu site é uma referencia .

    ResponderExcluir
  8. Caro João Há algum tempo que acompanho as palavras de dedicação e incentivo que posta neste seu blog e desta vez tive o muito prazer de o ter encontrado e poder cumprimentá-lo pessoalmente na Av.ª Fontes Pereira de Melo. A sua dedicação personifica o espírito sadio e enriquecedor que deve prevalecer. Um abraço amigo Vítor Melo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado Vitor pelas simpáticas palavras! :)

      Um abraço e boas corridas!

      Excluir
  9. Foi bom rever-vos!
    E olha que nesse teu ritmo de passeio... nunca mais vos vi! :D
    Beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também gostei muito de vos rever :)
      E tenho esperança de vos tornar a ver "naquela" prova :)

      Beijinhos e boas corridas!

      Excluir
  10. Grande abraço João. Belo texto e bela prova.
    Para quem fez a estafeta no Domingo está numa grande forma. Estou a ponderar mudar de clube e o que mais me está apaixonar é 4 ao km com meu amigo de longa data Aurélio Calado.
    Continuação de boas provas sempre em forma.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Mário!

      É uma questão de falarmos :)

      Um abraço

      Excluir
  11. Tenho pena de não termos estado presentes este ano, mas estávamos um bocadinho longe :)
    Esta é uma corrida muito importante no nosso país, pois é uma forma de celebração da liberdade alcançada!

    Beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não estavam cá mas estavam muito bem! :)

      Beijinhos

      Excluir