domingo, 4 de novembro de 2012

TRINTA!

Um grande obrigado a todos!

O objectivo de hoje passava por um treino que mais não era do que um verdadeiro teste à estreia na Maratona e ao plano que idealizei para mim. Plano baseado em tudo o que tenho lido e ouvido e que moldei à minha realidade. 

Para tal, a intenção foi consolidar distâncias de Meias, fazendo várias tanto em corrida como em treino, para depois testar uma distância de 30 quilómetros, algo que já dá para ter uma noção mais ligeira do que vai ser e do que se vai encontrar na prova.

A minha máxima distância era de 23 quilómetros, ainda distante em 19 duma Maratona, e a 7 do objectivo de hoje. E esse objectivo passava também por fazer-me acreditar que é possível cumprir a distância, pois a nível psicológico é um número já na dezena anterior.

Claro que o resultado tanto podia ser dar confiança, como fazer-me entrar em pânico se o teste não resultasse. Mas, como já perceberam pelo título, CONSEGUI!

5 quilómetros já tinham ficado para trás

Para tal, e antes de entrar no relato propriamente dito, quero agradecer a quem de forma tão gentil ajudou-me nesta tarefa. Além da sempre presente Mafalda que vai convivendo com as minhas "loucuras", um obrigado muito especial à Lúcia, Rute e Egas Branco, pela sua presença, fosse a correr comigo ou a apoiar-me no caminho. Também à Isa e Sandra que desde o início se disponibilizaram a acompanhar-me mas que ficaram impossibilitadas tanto por lesão como por doença.
E deixando propositadamente para final, o Jorge Branco que esteve presente a apoiar-me no caminho, tendo para tal vindo expressamente de Muge!
Há gestos de amizade que calam bem fundo e permanecem connosco para sempre!

Apesar da persistente e forte chuva durante toda a noite, tivemos tréguas absolutas de quem "manda lá no tempo", proporcionando uma temperatura ideal para correr. E foi assim que eu, a Lúcia e a Rute arrancámos perto das 9.20, sem eu saber até onde conseguiria ir. Tinha à minha frente uma folha em branco que a iria tentar compor da melhor maneira que conseguisse.

A intenção era percorrer o percurso da Maratona até à Meia (entre Cais do Sodré e Santos), dar aí a volta e retomando a Maratona a partir de perto do seu 34º km. Chegaria ao Estádio perto dos 29.500 e era só questão de dar uma voltinha de 500 metros por ali para perfazer os 30.

Com 16 percorridos, já faltavam menos do que os que tinham passado

Este plano acabou por sofrer um revés quando me enganei após o Estádio do Sporting. Baralhei-me, andámos às voltas, sabia que tinha que passar sobre a Padre Cruz e finalmente vimos uma passagem. Não reparámos, porém, que estávamos a passar sobre a 2ª Circular e não a Padre Cruz (não me perguntem como é que fiz isto que não sei!).
Como estava convencido que tinha sido a Padre Cruz, dizia que tínhamos que ir em frente que iríamos passar no Colombo.
Às duas por três, só oiço a Rute dizer "Ali é o Santa Maria e aqui a Católica!". Foi o momento que percebemos que não estávamos um pouco enganados mas sim muito enganados!

Subimos então a Avenida Lusíada de modo a darmos a volta para ir apanhar a estrada que leva até ao Zoo, daí até Sete Rios e retomar o percurso da Maratona.

Foi aí, em Sete Rios, que a Lúcia se despediu de nós com 14 quilómetros feitos. Mais à frente, na entrada na Fontes Pereira de Melo, encontro com os nossos três apoiantes (Mafalda, Jorge e Egas), que já tinham estado pouco depois dos 5. 
No Marquês, aos 16,5 foi a vez da Rute parar. Devo confessar que estes 16,5 passaram-se num instante devido à companhia e a aí interroguei-me como seria para a frente. Mas o que é certo é que me sentia bem e certinho. 
Como adoptei ritmo de Maratona (à volta de 7 por km), a respiração ia o melhor possível e as pernas até então também.

Após tanto quilómetro, fazer a Almirante Reis é duro!

Passei na Meia aos 20.100 o que dei para ver que com aquele engano encurtei um quilómetro exacto. Mais à frente registei que tinha acabado de bater o meu record de distância (23 kms) e lá continuei bem até aos 24. É aí que as pernas começaram a refilar comigo, logo na altura crítica de entrar na Almirante Reis e na sua quase imperceptível subida a olho nu mas que vai fazendo muita mossa.

As dificuldades começaram a aumentar mas tive a surpresa, que já não esperava, de encontrar o trio de apoiantes perto da Alameda. Um bocadinho mais de força, que a tinha mas as pernas é que já estavam a doer um bom bocado, e lá fui até ao Areeiro. 

Aí, como as dores apertaram, decidi andar um bocadinho, talvez uns 150 metros que foram a única vez que não corri, e que bem me fez pois as pernas foram ao sítio e retomei duma maneira que me deu a sensação que estava em automático. Enquanto estivesse a correr, tudo bem!

Falta quilómetro e meio e o Jorge não regateia palmas

E foi assim que cheguei às imediações do Estádio mas com 28.500, devido ao tal quilómetro de engano. Por isso, lá dei uma volta suplementar a todo o exterior para tornar a passar pela entrada com 29.700, fazendo então 150 para lá, 150 para cá e parar o relógio com 30 quilómetros exactos e o tempo de 3 horas 29 minutos e 17 segundos.
E foi como gosto, pois na 1ª metade gastei 1.46.08 e na 2ª 1.43.09, o que é sempre um muito bom indicador!

O mais curioso é que no final a respiração continuava boa, as queixas eram só de alguma dor nas pernas.

E foi assim que cheguei aos meus primeiros 30 quilómetros! Agora, é que começo a realizar bem o que fiz, ao mesmo tempo que recordo tanta coisa do meu passado no Atletismo (desde 2006).

Este está feito, para a semana é a Meia da Nazaré, depois outro treino longo em Lisboa (talvez de 25), a que se segue Mendiga a duas semanas do dia D.
A partir daí, é ir reduzindo para poupar energias para aquilo que apelido da "minha medalha de ouro olímpica". Conseguir cortar a meta numa Maratona!

(Sei que costumo escrever muito mas hoje acho que ainda foi mais. Também foram 30 kms de relato...!)

Feito! Venha a Maratona!

31 comentários:

  1. Isso mesmo João "Que venha a 1ª Maratona!!!"

    Com Amigos é tudo mais fácil.

    Um grande beijinho e boa recuperação (ACTIVA, que isto é para continuar!)

    ResponderExcluir
  2. Coisa melhor que fazer um treino longo só se for ir ajudar um amigo a cumprir um objectivo/sonho!
    Foi o que fiz hoje com imensa felicidade e alegria!
    Quando for de novo necessário é só avisares!
    Parabéns e aquele abraço.

    ResponderExcluir
  3. Boa João, vais ter de insistir muito nos treinos mais longos, na Maratona vais chegar ao Martim Moniz por volta dos 37kms, a parte crítica desta Maratona é a partir daí. É verdade que dos 21kms e até chegares ali é tudo muito plano mas a 1ª parte da prova é demolidora até chegar ao Corte Inglês, depois é preciso correr com muita concentração até chegar ao ponto crítico, ali chegado vais ter o prazer de correr os últimos 5kms desta tua 1ª Maratona, vai doer mas a determinação de chegar ao Estádio vai ser mais forte e a tua satisfação vai ser enorme. Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pelas preciosas dicas, amigo Adelino!

      Excluir
  4. Parabéns João e a todas as lebres. Vais conseguir...

    Um abraço

    ResponderExcluir
  5. Olá João!!!!
    Que bom!!! 30Km! Vais fazer os 42Km! Acredito em Ti.
    Quando fores fazr outro treino para a Al. Reis avisa que irei contigo.
    Este fds estive em retiro com o maridão, para carregar baterias. Só corri hoje de manha para dizer que tinha ficado 3 dias parada.
    Pra semana vais à meia da Nazaré e eu vou à corrida da Ajuda. Depois daí é contagem decrescente e treinos especificos para a meia.
    Vai dizendo qq coisa.
    Um beijinho grande e boa semana
    Gi

    ResponderExcluir
  6. Quase que podia repetir as palavras do Joaquim Adelino. Mas vitórias são vitórias. E pela de hoje um forte abraço.

    ResponderExcluir
  7. João, se conseguiu fazer 30 km também vai de certeza fazer os 42 Km.
    Continuação de bons treinos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado e foi um prazer conhecer-te!

      Excluir
  8. Grande João!!!
    Mas também com esses apoios tudo é mais "fácil".
    Vai ser duro? Vai, mas se não fosse não tinha piada.
    Forte abraço!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exactamente Pedro!
      Se não o fosse, era uma corrida igual a todas as outras!

      Um abraço e força

      Excluir
  9. Parabéns! Não tinha dúvidas de que ias conseguir, mesmo com os "ajustes ao percurso" pelo meio. ;)
    Agora é SÓ mais 12km! Com o apoio que terás ao longo da prova os kms vão passar mais depressa e cruzas a meta de MARATONISTA cheio de orgulho pelo trabalho feito! Os amigos dão sempre aquele empurrãozinho final... Foi um bom treino! :)

    Beijinhos e continuação de boas corridas!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado por aqueles tão agradáveis 16,500!

      Beijinhos

      Excluir
  10. Isso mesmo João! O pior está (quase) feito, que é a preparação. Vamos! Força para a grande Maratona1

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É... esta fase é complicada pois é muita carga e já há uns tempos que as pernas andam "zangadas" comigo. Mas têm que se aguentar, pois então!

      Um abraço e obrigado

      Excluir
  11. Parabéns João!
    Fiquei mesmo feliz quando soube que conseguiste.
    Estás a treinar bem e vai correr tudo bem no dia 9 de Dezembro.
    Fiquei cheia de pena por não ter podido ir com vocês. A sério, fiquei mesmo em baixo, mas quando soube que conseguiste fiquei muito feliz.
    Dia 18 não quero faltar =)
    Beijinhos e força!
    Tu consegues!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Isa. Com tanto apoio que recebo, tenho mesmo que conseguir! :)

      Excluir
  12. Se tenho sabido antes tinha ido contigo, apanhava-te aqui em sete rios e fazia o meu treino, se voltares fazer isso avisa-me por favor...
    beijinho, claro que vais conseguir.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Eugénia e até domingo na Nazaré

      Excluir
  13. Parabéns,amigo e companheiro João.
    A primeira fase - treino para a prova - está quase cumprida e, bem.

    É, acredito, a mais difícil, a que tem mais e maiores obstáculos, a que causa maior desgaste físico e psicológico.

    Conseguindo ultrapassá-la, cumprindo os objectivos previamente delineados, na prova haverá sempre a possibilidade de desfrutar na totalidade da beleza que, em si, tem o se conseguir concretizar um sonho de qualquer corredor.

    Continuação desse espírito é preciso.

    Boa sorte

    Uma abraço

    Rui Varela

    ResponderExcluir
  14. Muitos parabéns João. 30km é obra. Continuação excelentes treinos. E nos 42,194km quando as pernas pensarem que já estão cansadas, irá ter o apoio de todos os amigos reais e blogosféricos (bonita palavra), para o "empurrarem" até à meta.
    Eu irei participar na prova de estafetas e vou fazer o 1º percurso, por isso, irei em seguida para o estádio, para o ver passar a linha de chegada.

    ResponderExcluir
  15. Muito obrigado Tiago

    E boa estafeta! (O ano passado também fiz o 1º percurso da estafeta)

    ResponderExcluir