domingo, 25 de novembro de 2012

A sempre magnífica Mendiga!

 
O bonito troféu comemorativo da 25ª edição

Como eu gosto desta prova! 

Lamento só a ter descoberto em 2010, mas depois de descoberta, não mais a quero perder! E assim, pelo 3º ano consecutivo rumei a esta vila exemplo.

E porque digo vila exemplo? Uma população com cerca de 1.000 habitantes que se une em bloco para organizar e receber, da maneira tão especial como Mendiga recebe, os atletas que vêm dos mais diversos pontos do país para este evento onde a corrida é apenas o pretexto.

População unida só com esse fim em vista, sem qualquer tipo de interesse adicional ou pessoal, no que é um verdadeiro exemplo para todos e em especial para o momento que este país atravessa.

Portanto, e antes de falar da corrida em si, não posso deixar de endereçar o meu maior reconhecimento a todos que fazem desta prova de Atletismo, que comemorou hoje a 25ª edição, um momento inesquecível da temporada!


E nota-se logo o ambiente diferente quando chegamos a Mendiga. Aquele pavilhão multiusos transborda de ambiente saudável, ajudado pela doce Feira de Produtos Regionais que é uma tentação para a vista e sabor.
Depois da corrida, o sempre muito bem servido almoço, com animação especial duma banda que a todos contagia.
Seguem-se as cerimónias de pódio e sorteios de diversos bens por todos os atletas, a que este ano não pude assistir por compromissos inadiáveis e que me obrigaram a sair pouco depois das duas horas.

Nos últimos anos a participação estabilizou-se na casa das 4 centenas, o que se manteve este ano com 432 atletas (menos 10 que 2011), sendo 43 femininas (10%).


E o mais rápido a percorrer os 16.300 metros do percurso foi o sportinguista Carlos Silva que inscreveu o seu nome e do clube pela primeira vez na galeria de vencedores. Para tal, marcou 50.29 e distanciou por 30 segundos João Vieira do Reboleira e Euclides Varela (Individual), ambos creditados com o mesmo tempo.


No sector feminino, a benfiquista Vera Nunes também triunfou pela primeira vez, registando 1.00.40, por curiosidade exactamente o mesmo tempo que a última portuguesa que aqui tinha ganho (Madalena Carriço 2010). Anabela Gomes dos Joaninhas de Leião foi 2ª a 1.57 e a preparar-se para ir defender o seu título de Maratona daqui a duas semanas. Completou o pódio a individual Emilia Kumos (1.03.44)

Colectivamente, vitória para o Vermoil, seguidos pelo Vidais e Arrudense.


A minha corrida acabou por ser mais rápida do que planeei e que era a 6 ao Km, pois nesta fase não convém abusar. Mas senti-me bem e deixei-me ir fazendo a média de 5.47 e marcando 1.33.07, apenas mais um minuto do que 2011 quando corria doutra forma sem estar com todo e exclusivo foco na Maratona.
A temperatura estava a ideal para correr. Quanto à chuva, foi constante mas daquela que apelidamos miudinha, portanto sem prejudicar. 
Na partida estava ao lado do João Branco, um muito saudado regresso, mas logo após o tiro fugiu-me. Chegou a ter cerca de 100 metros de avanço mas a meio apanhei-o, o que o espevitou para fugir novamente e já não se distrair mais! 

Completei assim, muito bem, a minha corrida nº 240 e a nº 50 com a camisola dos 4 ao Km. E por falar na equipa, não quero deixar de enviar daqui uma mensagem muito especial a uma grande amiga que tem sofrido lesões neste último mês e meio mas que parece estar a sair desse momento negro. 
Força Sandra! Fazes falta às corridas!

E pronto. Esta foi a última corrida antes do grande dia, marcado para de hoje a duas semanas. Já não há mais corridas até lá, nem treinos especiais, apenas treinos de manutenção. 
Por outras palavras, acho que vem aí a pior parte da preparação, a parte da espera e da ansiedade a aumentar...






20 comentários:

  1. Vamos lá "rapaz"!
    Agora é aguentar estas duas semanas e depois despachar a maratona!
    Sei que é uma fase complicada porque só se pensa na prova e isso aliado à redução dos km dá um nervoso desgraçado!
    Mas tenta pensar noutras coisas, focar a atenção noutras coisas e ter calma!
    Estas quase maratonista!
    Forte abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que vão ter que me aturar muito nestas duas semanas! :)

      Excluir
  2. Parabéns João, só mostra como estás cheio de força para o desafio que te espera!
    Não conhecia esta prova (nem esta freguesia, confesso), mas deixou-me cheia de vontade de correr em locais mais "pequenos".

    Beijinhos e agora é só manutenção.. dos nervos! :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, esta é daquelas que vale mesmo muito vir conhecer!

      Quanto à manutenção da forma, é mais fácil que a dos nervos! :)

      Beijinhos

      Excluir
  3. Como eu sei como te sentes... ;)
    Respira fundo, está quase!!!

    Forte abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, calculo que estejas a passar o mesmo... :)

      Um abraço e força!

      Excluir
  4. Pois é Jorge. Faltam 14 dias para o grande momento. Agora é só rolar nos treinos que faltam.

    Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Tiago

      PS - Não sou é Jorge... :)

      Excluir
  5. Olá João,

    Apesar de todas as atrocidades que te têm ocorrido este ano, amigo, só te tenho a dizer que és um herói e que conseguiste chegar até aqui com o teu plano cumprido.

    Fizeste tudo o que podias fazer, todos os treinos que deverias fazer e da forma que devias... Tiveste cabeça, força, energia e muita vontade... e agora... agora é tentares não pensar muito e ... como diz a nossa Mafaldinha, uma perna a frente da outra : )

    Vais conseguir e eu (que tanto me doeu a alma de não te conseguir acompanhar nos treinos), apenas desejo poder acompanhar-te nos primeiros 10 Kms da prova da tua vida, que se tornou nossa também.

    Força amigo.

    Sandra Martins

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não te preocupes Sandra, não acompanhaste fisicamente nos treinos mas transmitias a tua força.
      Agora essa de dizeres para não pensar muito... aqui para nós que ninguém nos ouve, não penso noutra coisa! :)

      Beijinhos e força para ti

      Excluir
  6. Caro João, parabéns fizeste um boa prova.
    Acho que estás em boas condições para fazer um brilharete dia 9. Acho que nesta prova entraste no teu modo económico de corrida(um ritmo bom e de maratona não me enganarei de certeza)Foi um ultimo teste que irá dar-te muita motivação para a nossa estreia.

    como vai esse joelho.

    abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Jorge

      O joelho está a dar tréguas. Quanto ao brilharete, é o cortar a meta.
      Vamos ver

      Um abraço e força

      Excluir
  7. 240 corridas?!?!! É muita corrida. Parabéns!

    Já falta pouco...
    Tu vais conseguir.
    Beijinhos e boa semana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Isa

      Tomara eu ter a tua convicção

      Beijinhos

      Excluir
  8. Grande incentivo para o Objectivos principal.Era bom que o tempo fosse igual na maratona , pois esse tipo de chuva ajuda(pelo menos a mim).abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá amigo

      Vamos meter uma cunha ao S.Pedro!

      Um abraço

      Excluir
  9. Olá João,

    Estás animado e isso é o principal!
    Agora é cuidar do corpo e mentalmente fazer o percurso, para quando chegarmos ao dia nem precisarmos de pensar :)

    Um beijinho

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Animado... mas com muito medo...

      Beijinhos

      Excluir
    2. Medo? Medo de quê?
      Tens medo compra um cão, de preferência de grande porte para te puxar pela Almirante Reis acima. ;)
      Brincadeira à parte, leio variadíssimos relatos de atletas que cortam a meta de uma maratona mal preparados, com peso a mais, com treinos a menos, etc.
      Se vai ser fácil, acho que não. Se vais conseguir, claro que sim!!!
      SEM MEDOS!!! :-D

      Um abraço.

      Excluir
    3. Sim Pedro, posso utilizar a palavra medo pois é a correcta e que acaba por ser normal dado que vou fazer algo que nunca experimentei e sei que fica acima dos meus limites.
      Ter medo não é cobardia pois por vezes falta de medo pode ser inconsciência. Ter medo e enfrentar esse medo pode ser também sinal de coragem.
      Perante o medo temos três hipóteses: Fugimos, ficamos imobilizados ou lutamos. E eu vou lutar!

      Já te apercebeste que esta espera está a começar a afectar-me... :)

      Um abraço e bons treinos

      Excluir