quinta-feira, 1 de novembro de 2012

Depois dos Advogados, Corrida D.Dinis também não se realizará


Mais duas provas que estavam agendadas e que desaparecem do calendário. 

É o caso da Corrida dos Advogados, que se realizou no Monsanto entre 2009 e 2011 integrada nos Jogos do Direito e que estava apontada para o próximo dia 4, e da Corrida D.Dinis em Odivelas, que seria a 18 de Novembro, após a sua estreia no ano passado e logo com assinalável sucesso patenteado nos 759 atletas classificados.

Assim, nesses dias 4 e 18 não se registarão provas na zona de Lisboa, enquanto a 11 irão ocorrer três (Corrida da Ajuda, Corre Jamor e Trilhos de Casainhos). Sem dúvida que seria necessário articular de forma positiva o calendário, no interesse dos atletas e das organizações.

7 comentários:

  1. É a Troika, amigo Joao Lima. Em contrapartida, a Fim da Europa e os Abutres já estão esgotados, vários meses antes.
    E no dia 11 de Novembro também há a "Mãe das Meias Maratonas": Nazaré.
    Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, sim, amigo Melo. Só pus as à volta de Lisboa. Nesse dia também estarei na "Mãe". Nazaré é visita obrigatória! :)

      Excluir
  2. Esse dia 11 está um exagero de provas!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não há entidade que controle! Ou melhor, haver... até há... mas não faz a sua parte!

      Excluir
  3. Caro Joao Lima, segundo foi informado irá para estrada dia 18 de Novembro, mais uma edição do GP da Caparica(ex prova do Raposense para o já à muito extinto Troféu Cidade de Almada).Prova terá partida e chegada junto à sede da Junta de Freguesia ,na Torre da Caparica, onde ja se realizaram anteriores edições.É uma prova que vai para frente num Concelho que infelizmente à muito vive de costas voltadas para a modalidade.Segundo sei a prova principal terá uma extensão de 9 kms!Boas corridas.1 Abraço

    ResponderExcluir
  4. Provas com altos valores de inscrição, mais custos de deslocação, alojamento e alimentação…

    O primeiro milho é dos pardais – Trilhos dos Abutres e Fim da Europa – embora esta para os lisboetas seja menos custosa… e não me parece que estas cenas de inscrições esgotadas assim dum pé para a mão sejam para continuar, infelizmente…

    Estou curioso para ver como vão reagir os atletas portugueses, quando no fim de Janeiro olharem para o seu salário e derem conta do saque de 30% no IRS, mais o aumento do IMI, mais os aumento de…

    Sejam eles da classe baixa, média/baixa, média ou média/alta… pelo o que me consta são cortes brutais na ordem dos 50 a 500 euros…

    Estou convicto que não vão ser só provas a ser canceladas, mas também atletas a cancelar provas…

    Porém, adorava estar total e redondamente enganado!!!

    Orlando Duarte

    ResponderExcluir