segunda-feira, 12 de novembro de 2018

Na Nazaré, a minha 60ª Meia foi a 2ª melhor

Paulo, Raúl, Tânia, eu, Vitor e Isa. "6 alegres sevilhanos" (sim, vamos todos estar presentes na Maratona de Sevilha a 17 de Fevereiro)

Fui pela 8ª vez à Nazaré para participar na Mãe das Meias e das Corridas Abertas a Todos em Portugal, após dois anos de ausência que se deveu a ter efectuado a Maratona do Porto na semana anterior, tanto em 2016 como 2017.

A tradição já não é o que era e o verão de São Martinho foi invernoso. Choveu toda a prova, mais forte na 1ª metade, mais fraco na 2ª, com especial realce a uma carga brutal um quarto de hora antes da partida, obrigando o pessoal a inventar abrigos (o meu, Isa e Vitor foi debaixo duma varanda) e passámos de aquecidos para gelados. Apenas abrandou para chuva normal a menos de 5 minutos do tiro de partida, não tendo dado para reaquecer. 

Hoje era o dia de dar tudo para, a partir deste momento, entrar em modo acalmia pois faltam escassas 3 semanas para a Maratona de Valência.

Para quem quando começou a correr achava que nunca iria fazer uma Meia-Maratona (na altura 10 km eram por mim vistos como o máximo dos máximos), hoje cumpri a minha Meia-Maratona número 60.

Para comemorar a dupla efeméride (último dia para puxar e 60 Meias), tinha colocado um objectivo ambicioso na cabeça. Tentar alcançar a 3ª melhor marca da minha carreira.

Para tal, teria que fazer menos de 1.56.17, de preferência entrando no minuto 55. As duas melhores marcas estavam completamente fora de questão por serem de 1.51.26 e 1.52.38, o que neste momento julgava não ser possível. Minuto 55 já era fantástico, até atendendo ao facto dessas duas marcas terem sido realizadas nos Descobrimentos com um percurso o mais favorável possível, enquanto este tem algumas poucas dificuldades.

Apesar de frio e os músculos pro-gelados, arranquei com um ritmo bastante bom mas conseguindo manter a respiração controlada. Tudo bem!

Não se percebe bem na foto mas chovia muito nesta altura (4º Km) - Foto ADAL
Durante o 2º quilómetro temos a primeira subida que aguentei não alterando significativamente a respiração, o que eram óptimos indícios.
Após a volta inicial de 5 quilómetros à vila, saída na direcção de Famalicão com a pronunciada subida para o viaduto (algo que não existia nas duas primeiras edições que participei) e tudo a continuar sobre rodas. 

Mais ou menos a meio, continuando a sentir-me bem e constatando que a 3ª marca estaria perfeitamente ao alcance, passei a visar o minuto 54.

Foto A Natureza Ensina
No local do retorno estava muito frio, e molhado como estava, senti-me gelado durante umas duas centenas de metros para depois tudo voltar à temperatura normal de esforço.

A média continuava ligeiramente a melhorar e comecei a sonhar com o minuto 53, o que seria brutal (adoro estas corridas em que o objectivo vai melhorando de x em x tempo!).

A única dificuldade na 2ª metade é a subida para o viaduto, menos pronunciada deste lado mas já com 17 quilómetros nas pernas, mas também decorreu da melhor forma. Por outras palavras, a respiração continuava muito bem controlada e as pernas respondiam muito bem.

Aos 18 comecei a fazer contas e a constatar que poderia não ficar longe do minuto 52... E isso parecia-me já estar a sonhar acordado. Continuei focado mas aos 19 tive a certeza. Se conseguir puxar agora mais um bocadinho, entro no 52.

E o que aconteceu quando pensei no minuto 52? Passar a visar baixar do 1.52.38 e assim marcar a 2ª melhor marca, algo completamente fora do radar antes e no início da prova.

Dei tudo o que tinha na que considero a parte mais difícil da prova, por questões psicológicas, que é percorrer a longa recta da marginal (é sabido que não me dou muito bem com longas rectas). Mas a cenoura da 2ª marca estava aí e foi com grande alegria e orgulho que cortei a meta em... 1.52.11!!!

Segunda melhor marca em 60 Meias e apenas a 45 segundos do record, num dia complicado em termos de piso, temperatura corporal e percurso, colocando aqui o percurso como comparação com os Descobrimentos.

Confesso que ainda há dias pensei na 1.51.26 e considerei que seria uma marca que já não chegaria lá mais. Neste momento penso que se estivesse como hoje, num percurso como os Descobrimentos e sem estar assim encharcado, se calhar...

Tudo isto prova uma vez mais que o treino faz muito bem. Em Outubro dei muita carga (relembro que nunca corri tantos dias e tantos quilómetros como nesse mês), e agora estou a colher os dividendos. 

E agora? Agora acabou! Acabou a forte carga e acabou puxar muito. A partir deste momento vou entrar em acalmia. 
No sábado ainda farei 20 quilómetros mas mais calmos e durante a semana, treinos de manutenção.

O grande dia, o grande objectivo de cortar a meta em Valência, aproxima-se a olhos vistos...

Resta-me agradecer à Isa e Vitor a companhia e boleia na viagem, e à Tânia, Raúl e Paulo a generosidade de nos terem facilitado o duche bem quentinho onde estavam hospedados e a companhia enquanto estivemos na bela vila da Nazaré.

Uma boa semana a todos!

Nota - Clicar aqui para ver a relação das minhas 60 Meias.



36 comentários:

  1. Olá João.

    Que excelente prova/molha, os meus parabéns. ;)
    Com treino e pensamento positivo tudo se consegue.

    Este ano na meia-maratona Manuela Machado, com chuva durante todo o percurso tornei-me uma sub1h50, nunca na vida eu tinha imaginado que o conseguia, embora tivesse trabalhado muito.
    O que só prova, que se nos esforçarmos e trabalharmos, alegres surpresas nos acontecem. :)

    Continuação de bons treinos.

    Beijinhos

    Lígia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sem dúvida Lígia! É como aquele que alcançava grandes resultados e os amigos diziam que ele tinha muita sorte, ao que ele respondia "e quanto mais treino, mais sorte tenho!" :)

      Beijinhos e muito obrigado

      Excluir
  2. Muitos parabéns!!! 60 meias maratonas?? Brutal.
    **

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado!

      É verdade, 60... Já tenho uns anitos disto :)

      Beijinhos

      Excluir
  3. A sorte dá um trabalho do caneco, não é João?

    Parabéns.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É, mas é dos bons trabalhos :)

      Um abraço e muito obrigado

      Excluir
  4. Muitos parabéns João!
    Pelo tempo desta (naquelas condições) e pela 60ª

    ResponderExcluir
  5. Parabéns João! Grande tempo dentro das condições climatéricas! Colher os frutos do trabalho dá um gozo tremendo! :) Grande abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se dá! E tudo também o sabes :)

      Muito obrigado

      Um abraço

      Excluir
  6. Grande tempo!
    As meias que se cuidem! Sim...depois de Valência! ;)
    Muitos parabéns! Beijinhos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que se cuidem :)

      Mas não é depois de Valência mas sim depois de Sevilha :)

      Beijinhos e muito obrigado

      Excluir
  7. A chuva que caiu antes da prova, não dava a entender que iria estar um tempo excelente para correr.
    E quanto ao teu tempo...espectáculo!!!
    Estás quase no ponto;)
    Obrigado pela companhia nesta ida à Nazaré!

    Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado Vítor!

      Desde que não seja o ponto de rebuçado... :)

      Um abraço e força para o que falta

      Excluir
  8. Grande descrição de uma bela prova!! boa prova em Valencia!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado Paulo e muitos parabéns pelo teu fantástico record!!!

      Um abraço

      Excluir
  9. Parabéns João. Excelente prova. Ter duche antes da prova não é para todos :p
    "Quanto mais treino mais sorte tenho." Tá tudo dito :))
    Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Edgar.
      O duche foi depois, não antes da prova :)
      Um abraço e boas corridas

      Excluir
    2. O duche quentinho foi depois (deve ter sabido pela vida).
      Estava-me a referir ao duche que a organização preparou antes da prova ;) eheh!!
      Grande molha!!

      Abraço

      Excluir
    3. Ah ah ah, não tinha percebido :)

      Excluir
  10. Caro João,
    Simplesmente ESPETACULAR esse tempo !
    Essas perninhas estão com a corda toda :)
    Interessante é andarmos atrás um do outro, ou seja, fui a Valência fazer a meia, passado um mês vais lá tu fazer a maratona.Vou a Sevilha fazer a meia a 27 de janeiro e vais lá tu passado um mês fazer a maratona :)
    Qual será a próxima coincidência?
    Gr abraço
    MIKE
    Happyrun

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado Mike! Esperemos que se mantenham assim e longe de qualquer daquelas coisas que a gente nem gosta de falar e que começa com le, acabam em ão e têm um s no meio.

      A próxima coincidência? É fácil: 3 de Novembro os dois na Maratona do Porto :)

      Força para esses treinos!

      Um abraço!

      Excluir
  11. Fantástico João. A voltar "àquela" fase … duas ou três semanas depois da Maratona é que vai ser :) … mas para já … Tic Tac Tic tac… :P
    Grande abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado Carlos! Umas 3 semanas depois de Maratona costumo ter um "ataque" de forma :)

      Quanto ao tic-tac, não és só tu a fazer. Já o sinto em cada momento :)

      Grande abraço e força para todas as tuas próximas corridas!

      Excluir
    2. A São Silvestre promete?

      Excluir
    3. Não... Essa não é para ir atrás de tempos :)

      Excluir
  12. Falta aqui o Jorge Branco, mas eu digo: O FURACÃO AMARELO ESTÁ DE VOLTA!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Furacão? Sou apenas uma brisa... :)

      Muito obrigado Filipe!

      Um abraço

      Excluir
    2. Espera, agora que penso nisso, era Torpedo, não era?

      Excluir
    3. Sim, o Jorge chama-me de Torpedo Amarelo :)

      Excluir
    4. Na Nazaré foi em modo Submarino Amarelo, tal foi a chuvada. :D

      Excluir
  13. Muitos Parabéns João .Pronto com esta paragem loga que já levo já me passaste , 60 meias concluídas !!! Fantástico ..faltam me duas . Pena que a Nazaré esteja a perder participantes já não é o que era foi lá que fiz a primeira .Fizeste uma excelente prova o que augura uma boa Maratona em valência. Continuação de bons treinos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado Joaquim e que rapidamente possas regressar a estas distâncias!

      Grande abraço

      Excluir
  14. Este homem é cá um maquinão!!!! Adorei cruzar-me contigo e ouvir "vais muito bem, falta 1,100 para virar :) Parabéns pelo tempo, foi brutal. E não tens nada que agradecer, foi um prazer receber-vos :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado Tânia e muitos parabéns por novo record. Estás imparável! :)

      Beijinhos

      Excluir