domingo, 21 de abril de 2019

Na sempre fascinante corrida de Constância

O grupo de amigos, Isa, Vitor, eu, Mafalda, Júlia e Sequeira
É sempre uma Boa Viagem ir a Constância!

Qualquer corrida é especial. Mas umas tocam-nos ainda mais. E sem dúvida que dentro do universo das corridas de 10 km, há uma que tem aquele que considero o meu percurso favorito da dupla légua, Constância. 
A esse facto, junte-se uma vila linda, em festa, gente simpática, e esta prova tem marca obrigatória no meu calendário.

No entanto, o que fazer quando calha a uma semana duma Maratona, como foi este ano e já tinha sido em 2015? Fácil! Participa-se mas em ritmo mais controlado sem dar o máximo como costumo fazer neste trajecto propício a boas marcas.

Num dia de calor mais parecido com verão do que primavera, a beleza do local onde confluem o Zêzere e o Tejo, deixou uma marca de desolação pelo tão baixo caudal de ambos. Desde que aqui venho, e hoje foi a 11ª vez, nunca vi o rio tão vazio, em grande contraste com aquele ano que o estacionamento já estava inundado e se a prova tivesse sido no dia seguinte, pura e simplesmente não se realizava devido à estrada também estar inundada.
Se o rio está assim em Abril e se não chover muito mas muito mais, como será em Agosto? Além de recearmos um ano de incêndios pela secura dos solos.

Regressando à prova, na partida era visível um menor número de participantes, creio pela concomitância com a Scalabis. Classificaram-se 333 atletas, contra 452 de 2018.
O vencedor masculino foi o mesmo, Cristiano Borges, agora a representar o Sporting, com a particularidade de ter feito menos 1 segundo que a marca da sua vitória no ano passado (32.45). A vencedora feminina, Emilia Pisoeiro do Águeda foi a 4ª na geral absoluta e a sua marca de 34.14 foi a melhor aqui registada desde Fernanda Ribeiro em 2008.
Havia um prémio de 1.250 euros para quem batesse o record de percurso, tanto masculino como feminino, mas esses cheques transitam para 2020.

A minha corrida foi muito certinha, sem arriscar nada mas a manter um interessante e confortável ritmo. Marquei 55.50, tendo cortado a meta em equipa com a Isa e Vitor e a sentir-me bem e a saborear o prazer de aqui correr. Pena que seja preciso esperar mais um ano para a próxima...

A armada 4 ao Km a aproximar-se da meta 

Sempre com a habitual boa disposição

E aí está a meta!
Depois dum revigorante duche nos Bombeiros e dum belo almoço, tempo para passearmos pelas tendas da festa anual, sempre com propostas interessantes (e deliciosas!).


A próxima prova é... (glup!)... a Maratona da Europa em Aveiro. Mas sobre isso, falarei daqui a uns dias, no último artigo antes da que espero seja a minha 12ª meta em Maratona.





Esta prova disputou-se 2 dias após uma triste notícia, a do falecimento do amigo Egas Branco.
Egas foi um dos pioneiros das corridas abertas a todos. E fez parte daquela equipa que me apoiou incansavelmente durante a minha Maratona de estreia, tendo estado também no primeiro treino de 30 quilómetros, um mês antes. 
Deixo aqui a minha sentida homenagem e agradecimento por tudo, Egas. Nunca te esqueceremos!

Egas a cortar a meta numa Maratona Spiridon em tempos pioneiros

No dia do meu primeiro treino de 30 Km (04/11/2012)

E na equipa maravilha que me apoiou na estreia em Maratona (09/12/2012)


20 comentários:

  1. Muito, muito grato e emocionado. O Egas era daqueles sempre pronto a ajudar quer fosse na corrida como na vida. Vai ser muito complicado e duro continuar com o Último Quilómetro que sempre foi um projecto feito e pensado a dois "mas enquanto houver estrada para andar a gente vai continuar". Vamos buscar força a amigos muito especiais e tu és um deles.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Força Jorge! Não deixes o UK até em memória do Egas

      Grande abraço

      Excluir
  2. Hoje em dia existem muitas provas por todo o país. apesar de haver mais praticantes, as pessoas tb se vão espalhando.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, sem dúvida!
      Sou do tempo que para fazermos uma corrida num domingo, e com raras excepções só havia ao domingo, por vezes era necessário desencantar uma longe. Hoje em dia há em todos os locais e em ambos os dias do fim-de-semana. É muito positivo menos para quem organiza que vê o seu esforço repartido com outros eventos.

      Excluir
  3. Caro João,
    Um treininho para aquecer os motores antes da grande prova
    Bom descanso ativo para tudo correr bem.
    Abraço
    MIKE
    Happyrun

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Os motores aqueceram e bem pois esteve calor! :)

      Muito obrigado e um abraço

      Excluir
  4. Boas sensações a uma semana, é o que se quer! É uma "pena" que a SNR tenha calhado no dia de Constância, gostava que um dia lá fosses para ver a tua opinião. Um ano destes tens que ponderar uma jornada dupla :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, foi pena mas também só este ano é que calhou jornada dupla. No ano passado quando me fui inscrever já estava esgotado. Se não fosse estar a uma semana do grande dia, teria feito jornada dupla. Assim, só eventualmente poderei conhecer a Scalabis em 2020. E digo eventualmente pois depende da data. Pode coincidir com o fim-de-semana da Maratona de Madrid...
      Um abraço

      Excluir
  5. Tão perto e tão longe!

    Quando aí morava acima de 400 metros era algo que me dava calafrios e agora pura e simplesmente não consigo encaixar.

    É sempre uma zona muito agradável e é mesmo muito triste ver o estado dos rios, agora em Abril...

    Páscoa 2020?

    Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hélder, não entendo o que queres dizer com "Quando aí morava acima de 400 metros era algo que me dava calafrios e agora pura e simplesmente não consigo encaixar.". Referes-te a quê?
      Páscoa 2020, novamente Constância! :)
      Um abraço

      Excluir
    2. Tens razão, João.

      Desculpa o meu comentário anterior, tu e os teus leitores.

      Por vezes percebo que o meu filho de 9 anos já escreve melhor que eu...bom...

      Refazendo e fazendo um pequeno enquadramento:

      Cresci aí, na vizinha Praia do Ribatejo.

      Vivi desde os 7 até aos 18 e a minha mãe e tia ainda lá habitam, aliás, vou para lá este fim de semana.

      Mas, e pratiquei atletismo na adolescência, qualquer distância superior a 400 metros era como se fosse a Maratona ;) e como tal nem pensar em correr o GP de Constância.

      Actualmente, que me arrasto em distâncias até superiores em treinos de Domingo só porque sim, nem sempre passo a Páscoa para esses lados para poder participar.

      Outra prova em que não tenho desculpa é o Trail do Almourol, que inclusive já teve edições a passar na Praia do Ribatejo.
      Este ano ainda não vi o percurso.

      Como tal...2020 (até por ser um ano que traz outras marcas e recordações da minha infância/adolescência).

      Um abraço e obrigado.

      Excluir
    3. Ah! Agora já percebi :)

      Vemo-nos lá em 2020. Sim? :)

      Um abraço

      Excluir
    4. :)
      Vou fazer mesmo um esforço pois já estive a ver quando calha o fim de semana da Páscoa: no fim de semana seguinte ao aniversário do pirralho lá de casa.
      E o Trail do Almourol ainda tem uns quilómetros à beira rio na Praia do Ribatejo.

      Abraço

      Excluir
    5. Sim, é a 11 de Abril

      Até lá :)

      Excluir
  6. Parabéns pela tua prova, em modo aquecimento para Aveiro :) Já desde a primeira vez que te li a falar desta prova, que fiquei curiosa. Ainda não foi desta, mas espero lá ir um dia!

    Que tenhas uma excelente e tranquila semana, sem percalços! Vemo-nos em Aveiro ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tranquila semana... é como quem diz :)
      Hoje tive um treino muito mau. Até ficaria preocupado se não me sucedesse sempre isso em semana de Maratona :)

      Beijinhos e uma semana o melhor possível para ti. Até Aveiro :)

      Excluir
  7. Adorei o dia!
    Uma prova lindíssima como sempre e no final um alegre convívio entre amigos.

    É um orgulho ter amigos como vocês! Adoro estes momentos de convívio pós prova!

    Beijinhos e força para Aveiro! Vais ser muito feliz!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado Isa e é também um enorme orgulho ter-vos como amigos :)

      Beijinhos e até Aveiro (ai ai...)

      Excluir
  8. Muito bom … dá vontade de experimentar, mas são tantas e é longe para mim. Um dia quem sabe. Agora já sabes .. tic, tac, tic, tac :)
    Aquele abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É sempre no sábado de Páscoa. Um passeio em família e um rico dia passado :)

      Um abraço :)

      Excluir