domingo, 4 de maio de 2014

A primeira corrida dos Faróis

Os 4 ao Km presentes (Eberhard, Marta e eu)
Eu com os vencedores dos dorsais que este blogue promoveu (Sandra, Marta, Marco e António)

Debaixo de muito calor, disputou-se hoje a 1ª Corrida dos Faróis, com partida em Carcavelos e chegada nos jardins do Casino Estoril.

Sendo uma prova e organização nova, o saldo é muito positivo, apesar de ensombrado por um pormenor de importância.
Os organizadores actuaram sempre de forma muito esforçada para agradar aos atletas, muito dinâmicos nas informações em especial no Facebook, e além dos pormenores habituais e obrigatórios, que não falharam, foram criativos com um pequeno-almoço de frutas diversas junto à partida e um dorsal que foge do habitual rectângulo, tomando a forma de farol.
O ponto negativo deu-se com a anunciada distância de 10 kms que acabou por ficar em cerca de 9.250 metros. Os atletas terão sido avisados através de megafone instantes antes da partida (como estava para trás, não ouvi). Segundo informações (não oficiais) que recebi, antes de se cortar para os jardins e ir para a meta, ainda regressaríamos à Marginal, o que acabou por ser cortado pela polícia.
É pena que tal tenha acontecido pois o esforço da organização não merecia este ponto negativo que acaba por ser um dos mais visíveis aos olhos dos atletas.

O original dorsal
Para 1ª edição, o número de classificados é agradável, 671 atletas, sendo excelente a participação feminina, 186 atletas (27,1%)

Para a história, ficam os nomes de Marco Mello (Atibá) e Alice Basílio (Amigos Atletismo Mafra) como os primeiros vencedores desta nova corrida.

Por volta do 2º Km
Quanto a mim, e segundo parece, ando com alguma nuvem mais escura por cima. Já não bastavam os problemas bronco-pulmonares, agora foi a vez de no sábado aparecer-me uma forte dor nas costas, ao nível da coluna, certamente causado por andar a tossir há tanto tempo, o que chegou a ameaçar esta corrida. Felizmente hoje estava melhor, com as dores a manifestarem-se mais quando me levanto duma cadeira ou a virar. A andar ou correr, não, apesar de, inevitavelmente, também sentir dores nas pernas pois isto está tudo ligado.
Ora como um mal nunca vem só, hoje não tive a sempre fundamental companhia da Mafalda pois ontem espetou um bico de palmeira no pé, ao nível do tornozelo, ficando o pé de tal maneira inchado que nem o conseguia apoiar. Hoje já está melhor mas ainda não deu para acompanhar.

Perto da meta, o meu sorriso já indiciava que a Marta ia conseguir bater o seu tempo 
Opps, aqui já há frustração


Mas todas as razões para sorrir na meta pois a Marta deu o que tinha e corrida foi bonita 

Quem eu fui acompanhar, foi a Marta, pois o objectivo era bater o seu record. Tínhamos combinado que ia a marcar o ritmo e tudo correu da melhor maneira com a Marta a responder bem, sempre bem disposta (sua imagem de marca) e apesar do calor e de algumas subidas, a média dava para bater o record em mais de 2 minutos.
Porém, e tal como já referi, faltou a distância necessária a homologar o que seria o seu novo máximo.
Não tínhamos ouvido a indicação antes da partida, por estarmos para trás, e apenas quando curvámos junto ao Casino e vimos o pessoal a entrar logo para o jardim é que caiu tudo. Até me saíram dois palavrões, frustrado que fiquei por o belo esforço da Marta não ir ser recompensado, como ela bem merecia.
Mas se fez assim esta prova, não acabando esgotada, até acelerando no final, e com este calor, a Marta prova que é só uma questão de tempo até fazer ainda melhor do que seria hoje (cá para mim, ainda baixa da hora este ano).


Já com as medalhas ao peito

27 comentários:

  1. Muito engraçado o dorsal! Realmente a historia de não ter os 10km certos é coisa para me chatear também... Não é que estejamos com alguma intenção de homologar um record nacional, mas parece sempre que a coisa fica incompleta! E o pior é que fica mesmo... Enfim, vamos mas é enxotar essa nuvem, o céu está limpo, a primavera está aí, não é tempo de andarem nuvens a ensombrar! Abraço e as melhoras!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Filipe, um abraço

      Excluir
    2. Apesar da originalidade, o material do dorsal era fraquinho, eu e dezenas de atletas ficámos sem dorsal ao molhar-nos. Mas o principal ponto negativo foi mesmo a distância...

      Excluir
  2. Realmente as tiveram ideias bastante engraçadas, mas quando ensombrado por um erro de distância tão grande, é coisa para chatear bastante.

    Um abraço João as melhoras!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, mas de resto foi tudo bom e tem pernas para continuar e bem

      Obrigado e um abraço

      Excluir
  3. João isso para o teu lado anda mesmo em maré de azar até a Mafalda! Rápidas melhoras para ela!
    Mas como não há bem que sempre dure nem mal que nunca acabe depois destas sucessões de nuvens negras vais ganhar o euromilhões no mínimo!

    A Marta vai bater um recorde e ainda este ano, aliás a Marta vai bater muitos recordes mas o que é feito do lenço dela? Nem a conhecia! Marta / Piolha sem lenço não é a mesma coisa!

    O dorsal deve ter sido um caso único de originalidade em Portugal! Pena a prova ter a distância encurta.

    Sou um observador meio distraído do fenómeno das novas provas de estrada em Portugal mas parece-me que há uma proliferação exagerada de provas de 10 quilómetros. Mas se o atletas gostam tudo e há clientes para as mesmas tudo bem!
    Mas caramba não há outras distâncias? Tenho a ideia que cada vez há menos provas de estrada de 15 km no calendário nacional. Estarei errado?
    Provavelmente isto também terá a ver com os custos da prova pois em termos de policiamento julgo que quanto maior for a distancia mais cara fica a prova.
    Enfim isto deve ser apenas um problema meu que, assumidamente, não gosto do 10 km!
    Gostava de ver mais provas de 15 km mas também de outras distâncias com os 12, os 18 km e mesmo os 25 e os trinta quilómetros. Gostava de ver mais variedade nas distâncias das provas de estrada e acho que a este nível estamos a regredir mas posso ser eu que estou errado.
    Um forte abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não creio que hajam menos provas de 15 do que há uns 10 anos atrás. Tens é toda a razão com os 25 e 30 e que seriam muito importantes pois actualmente na estrada, entre a Meia e Maratona, não temos nada.

      Obrigado e um abraço

      Excluir
  4. Vamos mas é soprar essas nuvens para bem longe. Já te disse e volto a repetir vocês têm que ir à bruxa!

    Quanto à prova, não há muito a dizer, a organização para 1ª vez apesar do percalço dos 10 serem 9.250 esteve muito bem e eu gostei :)

    Foi realmente pena não ter oficializado desta vez o meu recorde... mas oportunidades não irão faltar :)

    Beijinhos grandes e as melhoras para vocês dois!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também gostei, Marta! :)

      Obrigado e beijinhos :)

      Excluir
  5. João, parabéns por mais uma prova!
    Esperemos que os teus problemas físicos, desapareçam de vez. Estás a ser muito castigado por eles.
    E as melhoras rápidas da Mafalda.

    Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Vítor. Não tem sido fácil...

      Um abraço

      Excluir
  6. As melhoras da Mafalda e tu...hum...é soprar essa nuvem negra lá bem para longe!

    Realmente entre distância anunciada e real vai uma diferença demasiado grande para uma prova cuja inscrição não deve ter sido das mais acessíveis (lembro-me de ver há tempos e a ter excluído de imediato precisamente pelo valor da inscrição)

    ResponderExcluir
  7. Parece que anda a virar moda esta história da diferença entre as distâncias anunciadas e as distância efectivas no dia da prova. Enfim...
    Tirando isso, parece que foi um bom dia, apesar do calor, em especial para a Marta, certo? E para ti também: que és um reboque de luxo!! :))
    Beijinhos e parabéns por mais uma!

    ResponderExcluir
  8. Parabéns por mais uma prova para o currículo desportivo. Eu acredito que a Marta conseguirá bater o seu recorde dos 10km. Gostei do dorsal, é original! João, sempre ouvi dizer, depois da tempestade vem a bonança! Boa recuperação! Um abraço

    ResponderExcluir
  9. As melhoras para os dois, muito original o dorsal, no meio de tanta prova nova é triste ver sempre a mesma pasamaceira, quer nas distâncias, nos nomes das provas, nos percusos, enfim, mas como parece que há "clientes" há que continuar sem tão pouco tentar ser inovador, o que não foi o caso e se saúda naturalmente.
    Abraço João.

    ResponderExcluir
  10. Olá João...porra que isso para os teus lados anda difícil...olha, que passe rápido, as melhoras para ti e para a Mafalda tb.
    Isto de as provas não ter as distâncias que promovem é que não está com nada, principalmente quando vamos com um objectivo concreto...já me aconteceu algumas vezes, inclusivamente numa delas (que tinha menos ca.200m) eu teria muito boas hipóteses de baixar os 40min...mas pronto...nada a fazer. A Marta ainda vai muito a tempo, está na fase inicial da careira dela, é jovem...isso vai ser de recorde em recorde, não tenho dúvidas.
    Ahhh...e com esta lenga lenga ia-me esquecendo de te dar os parabéns por mais uma para o currículo....é menos uma para as 500 ;)
    Aquele abraço e uma boa semana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Para os 500 ainda falta muito, mas para os 300, estou a duas

      Um abraço

      Excluir
  11. Espectáculo! Lembraram-se de mim...um dorsal no formato de um I =)

    Foi pena a distância ter sido encurtada. É tão frustrante quando vamos para recorde e isso acontece. Mas há mais oportunidades e a Marta ainda tem muitos recordes para bater :)

    Estou a fazer montes de macumbas para que as coisas melhorem para esses lados :) FORÇA!
    Melhoras rápidas tuas e da Mafalda.

    Beijinhos e

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, é em forma de I :)

      Obrigado Isa, beijinhos e força para o que aí vem :)

      Excluir
  12. Adorei o pormenor do dorsal!
    Parabéns à Marta pela evolução que tem demonstrado e as melhoras para ti! Xô doenças!!
    :)
    Beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bem preciso desse xô :)

      Obrigado e beijinhos, Rute

      Excluir
  13. Mas isso pega-se???!
    Bom, depois da tempestade vem a bonança e os Bonanza!
    Espero que já estejam melhores.
    Quanto ao dorsal, distância já foi tudo dito, parabens por mais uma prova em boa companhia;).
    Abraço

    ResponderExcluir