sábado, 31 de julho de 2010

Patrícia Mamona excelente lugar de finalista!

No seu primeiro campeonato sénior, Patrícia Mamona provou todo o valor que já tem e abre ainda mais expectativas para o seu futuro, com uma excelente participação no Triplo-Salto onde alcançou o 8º lugar final, tornando a saltar mais 2 vezes acima dos 14 metros, marca que era inédita em Portugal até Junho passado, concluindo com 14.07 numa prova que teve na ucraniana Olha Saladuha a vencedora destacada com 25 centímetros de avanço para a italiana Simona La Mantia

Marisa Barros 8ª e Ana Dias 18ª

A lituana Zivile Balciunaite, com 2.31.14, foi a vencedora da Maratona feminina, com Nailya Yulamanova da Rússia a 1.01 e a italiana Anna Incerti a completar o pódio a 1.34
Marisa Barros comandou até cerca dos 27 quilómetros mas quebrou na altura do ataque que a futura vencedora desferiu, chegando a estar em 12º aos 35 quilómetros para reagir no final e ainda acabar em lugar de finalista, 8ª posição, com 2.35.43. De registar que Marisa participou debilitada por uma amigdalite que lhe obrigou a tomar medicação que atacou o estômago. Durante a corrida teve dores de ouvidos e garganta. Sem estes problemas, Marisa acreditava poder lutar pelas medalhas.
Ana Dias fez uma prova muito esforçada e acabou bastante desgastada mas feliz pelo seu feito. Terminou em 18º com o tempo de 2.41.02
Apesar do tempo quente e duro, das 43 atletas à partida, chegaram 36, tendo-se registado apenas 7 desistências entre as quais as de Fernanda Ribeiro e Mónica Rosa, o que obstou a que Portugal se classificasse na Taça da Europa onde eram exigidas 3 atletas.
A desistência de Fernanda Ribeiro foi por ter sofrido um toque no tendão, numa das viragens, o que lhe provocou cada vez mais dores até ser obrigada a desistir. Mónica Rosa chegou de ambulância à zona de meta, a soro e débil.

Selecção nacional em grande apura-se para a final!

Ricardo Monteiro, Francis Obikwelu, Arnaldo Abrantes e Yazaldes Nascimento estiveram em grande na eliminatória da estafeta dos 4 por 100 metros ao alcançarem a 3ª posição na sua série e no total das 2 séries, com 39.09
A final disputa-se amanhã às 18.35

sexta-feira, 30 de julho de 2010

Francis Obikwelu até aos Jogos Olímpicos Londres 2012!

Felizmente para todos nós, Francis Obikwelu vai adiando aquilo que anunciou no ano passado, o seu abandono da competição.
Informou hoje que vai entrar no programa olímpico para os Jogos de Londres 2012.
Recorde-se que o atleta é o recordista não só nacional mas também europeu dos 100 metros com a fabulosa marca de 9.86 realizada nos Jogos Olímpicos de Atenas a 22 de Agosto de 2004.
Um record que ameaça prolongar-se por mais uns bons tempos!

Lemaitre com inacreditável final realiza a dupla

Christophe Lemaitre juntou a vitória nos 200 metros aos 100, numa prova com final impressionante. À entrada na recta, Lemaitre era 6º e parecia fora de qualquer medalha. A cerca dum metro da meta era 3º. Em cima da meta 2º. Na meta 1º! Parecia autenticamente que Lemaitre tinha ligado algum foguete nos metros finais que o içaram ao patamar dos poucos que conquistam no mesmo campeonato a dupla vitória.

Gaspar Araújo esteve perto mas foi um grande vencedor!

Com uma marca de qualificação no Salto em Comprimento masculino de 8 metros, Gaspar Araújo realizou 7.87, mas depois de no primeiro ensaio ter feito uma marca que daria para se qualificar. No entanto foi um salto nulo.

Para Gaspar Araújo foi uma grande vitória devido ao que passou, como se pode atentar nas suas palavras: "Estou satisfeito pois a minha época começou mais tarde já que fui operado para retirar uma massa fibrosa que tinha entre o pulmão e o coração (tinha 1,6 kg), estive muito parado (6 meses) e consegui treinar para estar aqui. Foi excelente"

Abeylegesse venceu o ouro 3 dias depois de vencer a morte

A medalha de ouro dos 10.000 metros femininos, a turca nascida etíope Elvan Abeylegesse, viveu momentos de terror 3 dias antes da vitória europeia, quando se encontrava a acampar em altitude, 2.000 metros, em Erzurum. No dia que ia regressar, Abeylegesse foi apanhada no meio duma torrente de lama provocada por uma violenta e brutal chuva, tendo ficado presa na lama e sido salva por uma grua.
No mesmo dia voou para Istambul e daí para Barcelona, e 3 dias depois voou para o ouro nos 10.000 metros!
Na foto, já a caminho do carro da protecção civil depois de milagrosamente ter sido salva.

Marco Fortes a 3 centimetros do apuramento

Na qualificação do peso, Marco Fortes esteve sempre em posição de apuramento para no final ser irremediavelmente ultrapassado por 3 centimetro. Alcançou 19.48 e no último ensaio viu 4 atletas ganharem-lhe a posição.

Sónia Tavares 5ª na sua série

Na sua série de apuramento dos 200 metros, onde se qualificavam as 3 primeiras, Sónia Tavares terminou na 5ª posição com o tempo de 24.14

Alberto Paulo apura-se para a final!

Decorreram as 2 séries de eliminatórias dos 3.000 metros obstáculos, com a presença de 3 portugueses.
Na primeira esteve presente Pedro Ribeiro que terminou na 10ª posição com o tempo de 8.45.18
Na segunda série, grande exibição de Alberto Paulo que terminou em 4º lugar, posição que dá qualificação automática. O seu grande tempo foi de 8.30.26. Mário Teixeira foi 11º com o tempo de 8.42.53
A final realiza-se no domingo às 19.15

50 kms Marcha

O francês Yohann Diniz venceu os 50 kms Marcha com o tempo de 3.40.37, numa prova marcada por muitas desistências e algumas desclassificações, como foi o caso do português António Pereira que abandonou.
Augusto Cardoso foi o 14º classificado tendo realizado o tempo de 4.03.40
Terminaram 15 dos 27 atletas à partida.

Jéssica e Sara estão na final dos 5.000

As eliminatórias dos 5.000 metros femininos foram canceladas após se saber que estariam presentes apenas 19 atletas. Como o apuramento era para 15, considerou a organização não haver necessidade dum desgaste suplementar para eliminar apenas 4, alargando a todas as 19 a presença na final.
Uma óptima notícia para Jéssica Augusto e Sara Moreira pois assim correriam cerca de 36 horas após a prova de 10.000 e passaram a ter um bom período para recuperarem até à final de domingo, agendada para as 19.40

Europeu - Horário dia 6 - Domingo 1

Horário do último dia, Domingo 1 de Agosto

09.05 - M - Maratona - Final (José Moreira / Luís Feiteira / Fernando Silva / Alberto Chaiça / Hermano Ferreira)

18.30 - F - Altura - Final
18.35 - M - 4x100 - Final (Selecção Nacional)
18.45 - M - Disco - Final
18.50 - F - 4x100 - Final
19.10 - M - Comprimento - Final
19.15 - M - 3.000 obstáculos - Final (Alberto Paulo)
19.40 - F - 5.000 - Final (Jéssica Augusto / Sara Moreira)
20.15 - F - 1.500 - Final
20.40 - F - 4x400 - Final
20.55 - M - 4x400 - Final


Europeu - Horário dia 5 - Sábado 31

Horário do 5º dia, Sábado 31

09.05 - F - Maratona - Final (Marisa Barros / Fernanda Ribeiro / Ana Dias / Mónica Rosa)
09.10 - M - Disco - Qualificação
09.15 - M - 4x100 - Eliminatória (Selecção Nacional)
09.45 - F - 4x100 - eliminatória
10.15 - F - Heptatlo Comprimento
10.20 - M - 4x400 - Eliminatória
10.50 - F - 4x400 - Eliminatória

17.00 - F - Heptatlo Dardo
17.00 - M - Vara - Final
17.30 - M - Peso - Final
18.05 - F - 100 barreiras - 1/2 final
18.10 - F - Triplo-Salto - Final (Patrícia Mamona)
18.35 - M - 800 - Final
18.50 - F - 200 - Final
19.05 - M - Dardo - Final
19.10 - M - 400 barreiras - Final
19.25 - F - 100 barreiras - Final
19.45 - F - Heptatlo 800
20.20 - M - 5.000 - Final

quinta-feira, 29 de julho de 2010

Jéssica Augusto recebe a sua medalha

Foi com um sorriso feliz, bonito e orgulhoso que Jéssica Augusto recebeu a sua tão ambicionada medalha de bronze dos 10.000 metros femininos.

Naide e o pódio que Portugal não viu!

Agendado para as 21 horas, imediatamente a seguir ao dos 100 metros masculinos, o pódio de Naide Gomes no Comprimento não foi televisionado para Portugal pois a RTP2 decidiu finalizar a transmissão imediatamente a seguir ao pódio dos 100 metros, e quando faltava 1 escasso minuto para a cerimónia que premiava a nossa atleta.
No mínimo... bizarro!

Arnaldo Abrantes 7º na sua série nas meias-finais

Depois de se ter brilhantemente apurado para a meia-final dos 200 metros masculinos, Arnaldo Abrantes foi 7º na sua série, com o tempo final de 20.88.
Tal como referiu no final da prova "Soube bem estar entre a elite!"

Mbengani 10º na eliminatória dos 5.000

Foi debaixo duma forte chuvada que se disputou a primeira série das eliminatórias dos 5.000 metros masculinos com a participação de Eduardo Mbengani que terminou em 10º com o tempo de 13.50,22, insuficiente para se apurar para a final

Terminaram as dúvidas, Obikwelu é 4º

Após o apelo, foram visionadas imagens de vários ângulos, que deu para a delegação portuguesa ter a certeza que Obikwelu foi efectivamente 4º, apesar de ser por uma, digamos, "nano-micro" margem.

Novo record nacional para Patrícia Mamona!

Depois de a 11 de Junho ter quebrado a barreira dos 14 metros (ver notícia aqui) Patrícia Mamona bateu novamente o record nacional do Triplo Salto ao alcançar 14.12
Uma prova mais da notável evolução desta atleta que ficou em 7º na sua série apurando-se brilhantemente para a final!

Portugal apresentou recurso

O caso da chegada dos 100 metros masculinos ainda não terminou. Devido a novas provas entretanto recolhidas, a delegação portuguesa apresentou recurso da rejeição do protesto.
Espera-se uma decisão até final da manhã.
Entretanto, a cerimónia protocolar está agendada para hoje ao final do dia.

Arnaldo Abrantes apurado para a meia-final!

Arnaldo Abrantes, com 20.87, terminou brilhantemente na 2ª posição a sua eliminatória dos 200 metros, apenas batido pelo vencedor dos 100 metros de ontem, o francês Lemaitre, que venceu em 20.64

Protesto de Portugal rejeitado

Depois de analisadas novamente as imagens, e agora sem a pressão do estádio à espera, a organização decidiu manter a classificação dos 100 metros masculinos que foi ontem atribuída.

Edi Maia parte a vara

Edi Maia terminou a sua qualificação do Salto à Vara. Passou 5.10 mas na derradeira tentativa dos 5.30 partiu a vara!

Europeu - Horário dia 4 - 6ª feira 30

Horário do 4º dia, 6ª feira 30, com 11 finais.


06.35 - M - 50 kms Marcha - Final (António Pereira / Augusto Cardoso)
09.00 - F - 100 barreiras - Eliminatória
09.05 - F - Salto em Altura - Qualificação
09.20 - M - Dardo - Qualificação
10.00 - F - Heptatlo 100 barreiras
10.30 - M - Peso (Marco Fortes)
10.40 - M - 3.000 obstáculos - Eliminatória (Alberto Paulo / Mário Teixeira / Pedro Ribeiro)
11.05 - F - Heptatlo Altura
11.20 - F - 200 - Eliminatória (Sónia Tavares)

17.30 - F - Vara - Final
17.35 - M - 110 barreiras - 1/2 final
17.35 - M - Comprimento - Qualificação (Gaspar Araújo)
17.45 - F - Heptatlo Peso
18.00 - F - 200 - 1/2 final
18.25 - M - 200 - Final
18.35 - F - 400 - Final
18.50 - M - 110 barreiras - Final
19.00 - F - 1.500 - 1/2 final
19.20 - F - Martelo - Final
19.25 - F - 3.000 obstáculos - Final
19.55 - F - Heptatlo 200
20.25 - M - 400 - Final
20.40 - F - 400 barreiras - Final
20.50 - F - 800 - Final
21.00 - M - 1.500 - Final

quarta-feira, 28 de julho de 2010

JÉSSICA AUGUSTO MEDALHA DE BRONZE!

Fruto dum momento extraordinário de forma, Jéssica Augusto esteve imperial nos 10.000 metros femininos, alcançando muito justamente a sua mais que merecida primeira medalha em pista, que se vai juntar às 8 que já possui do Corta-Mato.
Jéssica foi 3ª numa prova inteligentemente gerida percorrendo a distância em 31.25,77. A vitória foi a para a grande favorita, diriamos mesmo vencedora antecipada, Elvan Abeylegesse, que terminou com 31.10,23, enquanto a russa Inga Abitova foi medalha de prata com 31.22,83.
O perigo chamado Hilga Kibet a outra grande favorita, terminou no 4º lugar mas a 11 segundos da nossa atleta que a controlou sempre.

Grande realce também para Dulce Félix 9ª com 33.12,93, ela que muito recentemente esteve parada por fractura num pé. De louvar e aplaudir a sua exibição e esforço.

Sara Moreira começou muito bem mas acabou por desistir. Na 6ª feira terá a qualificação dos 5.000 metros.

Jéssica subirá ao pódio amanhã às 18 horas portuguesas.
Muito humana e nunca de se esquecendo de ninguém, Jéssica dedicou a medalha a Inês Monteiro, impossibilitada de estar presente nesta prova por lesão.

Delegação portuguesa protesta classificação de Obikwelu

Não concordando com o 4º posto atribuido a Obikwelu, a delegação portuguesa protestou a classificação dos 100 metros masculinos.
Até amanhã de manhã deverá haver uma decisão final.

Recorde-se que já houve casos precedentes em que pela dúvida se atribuíram medalhas ex-aequo.

Obikwelu não ganha uma medalha por... um nada!

É difícil falar da final dos 100 metros masculinos. Por um lado, Francis Obikwelu não era favorito e a presença na final já era um inteiramente justo reconhecimento de carreira. Terminar na 4ª posição da final, então mais é de louvar.
Mas... fica uma enorme dor por não ter ganho uma medalha, sabe-se lá porque distância ou critério!
Atentemos na classificação final:
1º Christophe Lemaitre 10.11
2º Mark Lewis-Francis 10.18
3º Martial Mbandjock 10.18
4º Francis Obikwelu 10.18
5º Dwain Chambers 10.18
Por aqui se vê que o tempo do 2º ao 5º foi rigorosamente o mesmo! Depois de cortarem a meta houve cerca de 5 minutos de suspense enquanto analisavam a chegada. Pela foto, não era visível qualquer diferença. Veio então a sentença e Obikwelu ficou em 4º. Tanto foi 4º como poderia ter sido medalha de prata, que era o corolário duma carreira.
Foi uma prova fenomenal do nosso atleta e só poderemos estar todos muito felizes e orgulhosos!
Mas ao mesmo tempo... dói!

NAIDE GOMES MEDALHA DE PRATA!

Naide Gomes regressou brilhantemente às medalhas alcançando o 2º lugar no Salto em Comprimento com 6.92, exactamente a mesma marca que a vencedora, a letã Ineta Radevika que venceu no desempate pela 2ª melhor marca numa competição extremamente competitiva e emocionante.

A cerimónia protocolar está agendada para amanhã às 21 horas.

Obikwelu na final!

Nas meias-finais dos 100 metros, eram apurados os 2 primeiros de cada uma das 3 séries, mais os 2 melhores tempos. Correndo na 3ª série, Obikwelu liderou para terminar em 2º, já em desaceleração com o apuramento directo garantido, com 10.25, tendo Portugal assim mais um atleta em lugar de finalista (8 primeiros)

João Ferreira foi 6º na sua série

Nos 400 metros barreiras, João Ferreira terminou a sua participação no Europeu ao concluir a sua série em 6º lugar com o tempo de 52.27. O vencedor foi Stanislav Melnykov com 50.32
Termina assim o programa matinal. Logo teremos um fim de tarde de emoções com Jéssica Augusto, Dulce Félix e Sara Moreira nos 10.000 metros, Naide Gomes no Comprimento e Francis Obikwelu nos 100 metros.
Força a todos!

Irmãs Tavares no Salto à Vara

A participação das irmãs Eleonor e Sandra Tavares terminou na qualificação do Salto à Vara onde, naturalmente, não se qualificaram. E digo naturalmente pois a marca que possuem, 4.30 e 4.35 (que é record nacional) está abaixo do que seria necessário para a qualificação, numa especialidade onde ainda temos muito para evoluir.
Eleonor passou aos 4.05 e Sandra 3.95, quedando-se pelos 23º e 24º lugares entre 25 participantes.

De destacar que as atletas não participaram com as suas varas habituais por terem sido partidas no avião, esperando agora que a Air France pague os 4.000 euros de prejuízo, por a companhia ser responsável pelo sucedido.

Quanto ao prejuízo desportivo, aí não há nada a fazer...

Vera Santos 6ª, Ana Cabecinha 8ª e Inês Henriques 9ª

As atletas russas dominaram os 20 kms Marcha femininos, monopolizando o pódio.
Depois duma época vitoriosa, mas também muito desgastante, Vera Santos terminou na 6ª posição, Ana Cabecinha foi 8ª e Inês Henriques 9ª.
Portugal obtém assim mais 2 colocações nos 8 primeiros lugares (os tais chamados lugares de finalistas que dão pontos aos países)

Europeu - Horário dia 3 - 5ª feira 29

Horário para o 3º dia, 5ª feira 29, em que irão ser conhecidos os donos das medalhas de mais 5 especialidades

09.05 - M - Decatlo 110 barreiras
09.15 - M - Vara - Qualificação (Edi Maia)
09.45 - M - 110 barreiras - Eliminatória
10.00 - M - Decatlo Disco
10.30 - M - 200 - Eliminatória (Arnaldo Abrantes)
11.30 - F - Triplo Salto - Qualificação (Patrícia Mamona)
12.10 - M - Decatlo Vara

16.30 - M - Decatlo Dardo
17.30 - M - Altura - Final
17.45 - M - 5.000 - Eliminatória (Eduardo Mbengani)
18.30 - M - 400 barreiras - 1/2 final
18.40 - M - Triplo - Final
18.55 - M - 200 - 1/2 final (Arnaldo Abrantes)
19.20 - F - 100 - 1/2 final
19.40 - F - Dardo - Final
19.50 - F - 800 - 1/2 final
20.10 - M - Decatlo 1.500
20.45 - F - 100 - Final

terça-feira, 27 de julho de 2010

João Vieira recebeu a sua medalha

João Vieira acabou de receber a sua tão merecida medalha de bronze mas foi pena ter à sua frente um estádio que doía de ver tão deserto, em estranho contraste com as grandes assistências dos Mundiais de Berlim do ano passado ou mesmo do Europeu de Nações em Leiria.

Yousef el Kalai bem posicionado

Se a opinião pública apenas dá importância às medalhas, a pontuação que define cada país e a sua importância atlética é dada pelos 8 primeiros, os chamados lugares de finalistas. Foi exactamente o que Yousef el Kalai consegui nos 10.000 metros onde se aguentou muito bem até ao final e não esmoreceu quando perdeu o combóio da frente a pouco mais de 2 quilómetros do final. Completou a prova em 29.07,61 que lhe deu o brilhante 8º lugar.
José Rocha foi 19º com 29.50,41 enquanto Rui Pedro Silva, cujos problemas sentidos desde o início da época o têm condicionado, acabou por desistir.

Obikwelu em grande vence a sua série!

Nos 1/4 de final dos 100 metros, Francis Obikwelu venceu de forma categórica a sua série. Arrancado muito forte, o que não costuma ser seu hábito, ganhou logo um bom avanço que geriu até ao final, fazendo 10.27
A meia-final e final estão marcadas para amanhã.

Liliana Cá em bom nível

Sem possibilidades reais de alcançar a difícil marca de qualificação no Lançamento do Disco, 60 metros, Liliana Cá esteve em bom nível alcançando 55.47, terminando assim a sua participação no Europeu.
E com este resultado, terminaram as provas matinais de hoje, numa manhã marcada pelo forte calor que prejudicou todos os atletas.

Naide Gomes qualificada

Ao obter de imediato 6.81, Naide Gomes qualificou-se automaticamente para a final do Salto em Comprimento, cuja final é amanhã às 19 horas.

Antónia Borges esteve bem

Com 17,50 como marca para qualificação, e tendo 16,25 como seu record pessoal, era altamente improvável que Antónia Borges conseguisse a qualificação no peso.
Alcançou 16.08 à 3ª tentativa, perto do seu record pessoal, depois de no primeiro lançamento ter chegado aos 15,42 e no segundo ter feito nulo.

Patrícia Lopes com record pessoal

Patrícia Lopes concluiu a sua participação no Europeu ao realizar a eliminatória dos 400 metros barreiras, finalizando em 5º lugar com novo record pessoal, 56.78

JOÃO VIEIRA MEDALHA DE BRONZE!

Terminaram neste momento os 20 kms Marcha masculinos, primeira prova deste Europeu, e Portugal já tem uma medalha!

Brilhante prova de João Vieira que terminou em 3ºlugar, conquistando a medalha de bronze!
O seu irmão Sérgio Vieira foi 21º depois de ter perdido cerca dum minuto ao 3º quilómetro por se lhe ter descalçado um sapato.

Europeu - Horário dia 2 - 4ª feira 28

Horário para o 2º dia, 4ª feira 28, dia de seis finais

07.05 - F - 20 kms Marcha - Final (Vera Santos / Inês Henriques / Ana Cabecinha)
09.00 - M - Decatlo 100
09.10 - F - Martelo - Qualificação
09.30 - F - Vara (Eleonor Tavares / Sandra Tavares)
10.00 - M - Decatlo Comprimento
10.30 - F - 3.000 Obstáculos - Eliminatória
11.10 - M - 800 - Eliminatória
11.30 - M - Decatlo Peso
11.50 - M - 400 barreiras (João Ferreira)

17.00 - M - Decatlo Altura
17.30 - F - Disco - Final
17.35 - F - 400 - 1/2 final
18.00 - M - 400 - 1/2 final
18.50 - M - 100 - 1/2 final (Francis Obikwelu)
19.00 - F - Comprimento - Final (Naide Gomes)
19.15 - F - 400 barreiras - 1/2 final
19.25 - M - Martelo - Final
19.40 - M - 1.500 - 1/2 final
20.05 - F - 10.000 - Final (Jéssica Augusto / Sara Moreira / Dulce Félix)
20.45 - M - 100 - Final (Francis Obikwelu)
20.55 - M - Decatlo 400

segunda-feira, 26 de julho de 2010

Europeu - Horário dia 1 - 3ª feira 27

Horário para o 1º dia de competição, 3ª feira 27, que conta logo com três finais.

07.05 - M - 20 kms Marcha - Final (João Vieira / Sérgio Vieira)
08.30 - M - Martelo - Qualificação
09.00 - F - 400 barreiras - Eliminatória (Patrícia Lopes)
09.30 - F - Peso - Qualificação (Antónia Borges)
10.30 - M - 400 - Eliminatória
11.10 - F - 800 - Eliminatória
11.30 - F - Comprimento - Qualificação (Naide Gomes)
11.45 - F - Disco - Qualificação (Liliana Cá)
11.50 - M - 1.500 - Eliminatória

18.05 - F - Dardo - Qualificação
18.10 - M - Altura - Qualificação
18.30 - M - 100 - 1/4 final (Francis Obikwelu)
18.35 - F - Peso - Final
19.10 - F - 400 - Eliminatória
19.20 - M - Triplo - Qualificação
19.30 - F - Dardo - Qualificação
20.05 - M - 10.000 - Final (Rui Pedro Silva / Yousef el Kalai / José Rocha)

domingo, 25 de julho de 2010

No Europeu... aos 50 anos!

Olhando para os inscritos no Europeu de Barcelona, realça-se a nossa Fernanda Ribeiro, multi-campeã, que aos 41 anos ainda compete ao mais alto nível e vai participar na Maratona!

Não é, no entanto, record de idade. Esse está na posse de Nicole Brakebusch-Leveque, francesa, que aos 47 anos participou na Maratona dum Europeu.

Este record deverá ser batido este ano, a menos que algum imprevisto aconteça, pois Marlene Ottey, jamaicana de nascença, a viver desde 1998 na Eslovénia onde se naturalizou em 2002, irá batê-lo por ter... 50 anos de idade!
É verdade, 50 anos de idade e vai estar presente num evento desta natureza!
Registe-se que o seu primeiro Europeu foi em 1980, cumprem-se agora 30 anos.

Ainda mais surpreendente é saber em que especialidade esta atleta vai competir. Naturalmente que estarão a pensar em provas de fundo, especialmente Maratona. Pois não, é em velocidade pura!
Marelene vai fazer parte da equipa eslovena de estafetas 4x100.

No seu palmarés, salienta-se a presença em 7 Jogos Olímpicos, 29 medalhas em grandes competições internacionais, sendo 8 olímpicas e 14 do Campeonato do Mundo.

Marlene já tinha surpreendido tudo e todos quando nos Jogos Olímpicos de Atenas 2004 chegou às meias-finais aos 44 anos (ver foto).

Um caso raro de longevidade!

Prova do Bodo - Pombal

Depois de 27 edições como Meia-Maratona, esta corrida pombalina inserida nas Festas do Bodo converteu-se este ano para 10 quilómetros.

Olhando para o número de classificados, 317, não se notou particular diferença com os últimos anos em que foi Meia.

Com partida às 18.30, o calor ainda apertava mas não foi suficiente para abrandar os atletas da Conforlimpa que monopolizaram o pódio. Licínio Pimentel venceu com 30.02, 30 e 37 segundos, respectivamente, à frente dos seus colegas Ricardo Ribas e José Ramos. Seguiram-se-lhes o sportinguista Luís Pinto, David Bowen, Carlos Costa, José Luz, Nelson Cruz, Isaac Kiplagart para fechar o top-10 outro elemento da Conforlimpa, Paulo Gomes.

No sector feminino, Anália Rosa do Maratona foi a vencedora com 34.50, 41 segundos de avanço sobre Doroteia Peixoto, com a queniana Jacklyne Rionori a completar o pódio, à frente de Madalena Carriço e da internacional sportinguista Sandra Teixeira.

sábado, 24 de julho de 2010

Inaugurada pista coberta no Jamor!

Finalmente Lisboa tem uma pista coberta onde os atletas de alta competição possam continuara a treinar no inverno!
Foi inaugurada hoje e fica no Centro de Alto Rendimento do Jamor para o Atletismo.

O novo centro é constituído pela pista coberta, pista de 400 metros exterior, sala de musculação, balneários, gabinetes médicos, de fisioterapia, de psicologia e recuperação pós-esforço.

Ontem passei por lá e o centro pareceu-me muito bem construído e organizado, com boas infra-estruturas, em complemento com a pista externa que recebeu um novo tartan e está em óptimo estado.

Boas notícias!

sexta-feira, 23 de julho de 2010

Irina Rodrigues foi 5ª

Irina Rodrigues foi 5ª classificada na final do lançamento do disco do Mundial de Júniores a decorrer em Moncton, Canadá.

Ser a 5ª melhor do mundo é uma honra mas Irina estava, naturalmente, à espera duma medalha, até pelo facto de deter a 2ª melhor marca entre as participantes e ter estado nos 2 primeiros ensaios em lugar de pódio, tendo depois sido ultrapassada.
"Estou triste! Eu tentei fazer melhor mas não consegui" foram as suas palavras no final duma prova que se disputou num dia chuvoso.

quinta-feira, 22 de julho de 2010

Hoje é dia de Irina Rodrigues

Estão a decorrer em Moncton, Canadá, os Mundiais de Pista Júniores.

Um dos nomes portugueses mais sonantes e com mais possibilidades reais de alcançar um excelente resultado, é a lançadora do disco Irina Rodrigues.

Na passada 3ª feira, Irina qualificou-se para a final, tendo alcançado o 4º posto mas com um lançamento um pouco abaixo do seu melhor. Mas tal como afirmou "O que era importante nesta fase era passar à final e isso eu consegui garantir. A marca não foi das melhores mas vamos ver como corre na final".

Final que está marcada para hoje às 23.40 e para a qual desejo toda a sorte à simpática atleta.

quarta-feira, 21 de julho de 2010

Meia-Maratona da Ponte Vasco da Gama com novo percurso

Este ano apelidada de Meia-Maratona do Centenário, pelos 100 anos da implantação da república, a Meia-Maratona da Ponte Vasco da Gama vai nesta edição conhecer um novo percurso, pretendendo-se torná-la menos dura e mais rápida.

Assim, a partida será em pleno tabuleiro, fazendo com que se percorram apenas 2 quilómetros da Ponte, cortando-se assim a subida inicial de 2 quilómetros.

De seguida, vai pela Av. D.João II até à zona de Santa Apolónia, num percurso de ida e volta.

Como em tudo, haverá diversas opiniões, e estou convencido que a maioria gostará mais deste figurino. A minha opinião é contrária. O percurso anterior tinha uma identidade própria e fazia a diferença entre as Meias. Assim, fica uma espécie da 25 de Abril onde se sai do tabuleiro e passado pouco estamos numa longa recta de ida e volta e onde não se vê o fim.
Mas esta é apenas a opinião de quem gosta de provas com alguns desníveis e com curvas que vão quebrando a monotonia. E se a monotonia numa corrida de 10 quilómetros gere-se bem, numa Meia, pelo menos para mim, já é mais complicado.

De salientar que as inscrições já estão abertas custando 12 euros até 10 de Setembro, passando para 17 euros entre 11 e 24 de Setembro.

Cancelada a Corrida de São Bernardo em Alcobaça

Depois de 2 edições com sucesso, a 3ª edição da Corrida de São Bernardo em Alcobaça, agendada para 21 de Agosto, não irá para a estrada por ter sido cancelada, o que é de lamentar.

Uma senhora chamada Yelena Isinbaeva

Quantas e quantas histórias ouvimos de pessoas que chegam a um lugar de topo e de imediato se esquecem de quem os ajudou, ficando no alto do seu pedestal convencidos que são o supra sumo da importância, providos dum egoísmo que os cega?

Pois felizmente que há histórias ao contrário, histórias de quem nunca se esquece de quem lhe fez bem.
Leiamos então esta duma atleta famosa, a melhor das melhores, Yelena Isinbaeva.

Isinbaeva começou muito jovem na actividade desportiva praticando ginástica artística, onde se sobressaiu até chegar aos 15 anos e ter que procurar novos horizontes.
Foi então que o seu treinador de ginástica, Alexandr Lisovoi, ao ver na televisão uma saltadora com vara checa, notou que Isinbaeva poderia ter jeito para esta especialidade e aconselhou-a nesse sentido.
6 meses depois veio o primeiro título em Moscovo nos Jogos Internacionais Juvenis em 1998.
E o resto, escusado será de relatar pois todos conhecemos a colecção inacreditável de records que a russa foi alcançando, sempre num patamar acima de todas e chegando a valores impensáveis pouco tempo antes.

Ora recentemente Isinbaeva visitou a sua terra natal, Volvogrado, e como habitualmente deslocou-se à escola onde praticava ginástica. Aí, encontrou-se com o seu antigo treinador e soube que ele andava a tentar mudar do seu apartamento de escassos 28 metros quadrados por a sua família ser composta por 4 pessoas.

2 dias mais tarde Isinbaeva comunicou-lhe que lhe oferecia um apartamento. Depois do choque inicial, Lisovoi recusou mas Isinbaeva insistiu dizendo "Fizeste mais por mim do que eu por ti"

Em Setembro será a mudança, com festa de inauguração e com uma convidada especial, Yelena Isinbaeva, uma campeã dentro e fora das pistas!

terça-feira, 20 de julho de 2010

Portugal com presença record no Europeu!

A selecção portuguesa participou com 34 atletas no Europeu de Budapeste 1998. De seguida, Munique 2002, registou-se o record de 40 atletas, número que reduziu para 28 em Gotemburgo 2006.
Agora, neste Europeu de Barcelona, Portugal regista a maior representação de sempre com 42 atletas.
E mais poderiam ser se não estivessem de fora por lesão nomes como Nélson Évora, Rui Silva e Inês Monteiro.

Eis a nossa selecção:

Femininos:

Jéssica Augusto - 5.000 / 10.000
Dulce Félix - 5.000 / 10.000
Sara Moreira - 5.000 / 10.000
Marisa Barros - Maratona
Fernanda Ribeiro - Maratona
Ana Dias - Maratona
Mónica Rosa - Maratona
Naide Gomes - Comprimento
Sónia Tavares - 100 / 200
Patrícia Lopes - 400 barreiras
Eleonor Tavares - Vara
Sandra Tavares - Vara
Patrícia Mamona - Triplo Salto
Antónia Borges - Peso
Liliana Cá - Disco
Vera Santos - 20 km Marcha
Inês Henriques - 20 km Marcha
Ana Cabecinha - 20 km Marcha

Masculinos:

Francis Obikwelu - 100 / 200 / 4x100
Arnaldo Abrantes - 200 / 4x100
Ricardo Monteiro - 4x100
Yazaldes Nascimento - 4x100
Eduardo Mbengani - 5.000
Yousef el Kalai - 5.000 / 10.000
Rui Pedro Silva - 10.000
José Rocha - 10.000
Alberto Paulo - 3.000 obstáculos
Pedro Ribeiro - 3.000 obstáculos
Mário Teixeira - 3.000 obstáculos
João Ferreira - 400 barreiras / 4x100
Edi Maia - Vara
Gaspar Araújo - Comprimento
Marco Fortes - Peso
José Moreira - Maratona
Luís Feiteira - Maratona
Fernando Silva - Maratona
Alberto Chaiça - Maratona
Hermano Ferreira - Maratona
João Vieira - 20 km Marcha
Sérgio Vieira - 20 km Marcha
António Pereira - 50 km Marcha
Augusto Cardoso - 50 km Marcha

Uma delegação que prima não só pela quantidade como pela qualidade. Boa sorte a todos!

segunda-feira, 19 de julho de 2010

Curiosidade - Correr em linha recta

Segundo um curioso estudo apresentado na Revista Spiridon sobre as opções de correr ou não descalço, refere em determinada parte que foram efectuados estudos laboratoriais envolvendo a mecânica da passada e onde se concluiu que apenas 37% dos corredores testados conseguiam correr sobre uma linha recta previamente definida durante um traçado de 500 metros. No entanto, correndo descalço, esse valor aumentava para 89%!

Conclusão: Quando se corre descalço opta-se por correr naturalmente mais em linha recta enquanto calçado a deslocação é feita mediante microcurvas que não são mais do que as oscilações naturais provocada pela força do impacto dos pés no solo.

Este fenómeno provoca que numa competição de 20 quilómetros, essas microcurvas obrigam ao atleta percorrer quase 100 metros a mais! (meio metro em cada 100 metros)

Claro que depois no final entram outros factores como a comodidade e prevenção de lesões, algo que, contundo, nomes como Abebe Bikila ou Zola Budd (na foto) quiseram demonstrar o inverso...

domingo, 18 de julho de 2010

Dulce Félix com mínimos para o Europeu!

No momento em que se encontrava num fantástico momento de forma, Dulce Félix fracturou um pé em Março passado.
O Europeu de Barcelona parecia assim fora de questão mas num esforço de enaltecer, Dulce conseguiu ontem com a sua vitória nos 5.000 metros nos Campeonatos de Portugal de Pista, rubricar os mínimos. O seu tempo foi de 15.44,89 marca que não reflecte tudo o que Dulce pode alcançar mas que se torna assinalável pela recuperação que tem vindo a empreender e onde sobressai uma vez mais todo o seu querer.