segunda-feira, 30 de agosto de 2010

Dulce Félix vai ter estreia surpresa na Maratona de Nova Iorque!

A própria atleta dava a entender que chegaria um dia à Maratona, provavelmente no próximo ano, mas não imaginava que iria ser já este Novembro.
Dulce Félix recebeu através do seu empresário, Hugo Sousa, um convite para estar presente numa das mais conceituadas Maratona mundiais, a de Nova Iorque. Depois da insistência da organização e do convite se ter tornado irrecusável, Dulce e a sua treinadora, Sameiro Araújo, decidiram abraçar este enorme desafio.

Assim, a sua estreia na Maratona está marcada para 7 de Novembro, numa das 5 únicas Maratonas que pertencem ao World Marathon Majors onde, além de Nova Iorque, estão as provas de Boston, Londres, Berlim e Chicago.

Dulce declarou: "Foi um convite irrecusável e me surpreendeu, porque vai ser a minha primeira Maratona e nunca se sabe como poderá correr. A minha ideia e da treinadora era fazer uma no próximo ano, mas a organização de Nova Iorque demonstrou tanta confiança em mim, que acabámos por aceitar o desafio.
O que mais receio são os 42 km, o facto de estar a correr mais de duas horas. Estou a preparar-me psicologicamente para isso. Mas sempre tive vontade de experimentar, gosto de distâncias longas e julgo que vou adaptar-me.
Sempre confiei no trabalho da Sameiro. Para mais sabendo que treinou atletas que tiveram sucesso na Maratona. É ela que me aconselha em todos os aspectos.".
Conclui dizendo que a preparação será mais dura do que a prova em si. .
E por falar em preparação, Dulce vai disputar a 19 de Setembro a Meia-Maratona Great North Run, em Newcastle.

Recorde-se que esta época começou em grande para Dulce, culminando com a conquista dos 2 títulos nacionais de Cross, versão longa e curta. Quando se esperavam maiores cometimentos, nomeadamente no Mundial de Cross e Europeu de Barcelona, tudo se desmoronou com uma fractura no pé.

Agora, irá ser esta estreia surpresa na Maratona, desejando desde já toda a sorte que Dulce bem merece.

Trilhos do Monsanto - Classificações

Já estão disponíveis as classificações da 9ª edição dos Trilhos do Monsanto.

Pedro Rodrigues dos Leões de Porto Salvo foi o brilhante vencedor com a excelente marca de 42.09, menos 8 segundos que Sérgio Azevedo do Castelo de Paiva que, por seu turno, antecedeu 27 segundos José Sousa dos Águias de Alvelos.

Em femininos, Rosa Madureira do Matosinhos, com a fantástica marca de 49.22, terminou com o domínio de Lucinda Moreiras do NCL que tinha ganho as 3 últimas edições e que desta feita foi 3ª a quase 4 minutos da vencedora. Entre elas classificou-se Cátia Galhardo a representar o Estrela do Sul, a mais de minuto e meio da vencedora, uma prova mais do grande tempo que Rosa Madureira efectuou.

Classificaram-se 288 atletas, apenas menos 1 que no ano passado e a escassos 5 do record de 2008, 293 atletas.

domingo, 29 de agosto de 2010

9º Trilhos do Monsanto

(Faltava 1 quilómetro para a meta e já sorria para a fotografia)
(a alegria do dever cumprido)
(Imagem emblemática desta prova. Todas as fotos com a habitual qualidade da AMMA)

Após 131 provas já disputadas, fazia falta no meu "currículo" uma prova de características marcadamente de montanha.
Chegou hoje o dia com os 9º Trilhos do Monsanto. Para um atleta fraco como eu e a quem já aconteceram algumas lesões, as principais foram uma entorse no pé direito em 2007 e uma fractura no esquerdo em 2008, e colocando o pé muito de lado, este tipo de piso, com muita pedra solta e algumas descidas mais "atrevidas", fizeram com que andasse com medo desta prova, não nego. E confesso mesmo que dormi mal de noite pois estava nervoso.
Medo, sim, mas também uma férrea vontade de vencer este desafio.

Pelas fotografias, já se aperceberam que correu tudo bem. Aliás, correu mesmo muito bem pois corri de forma empenhada e inteligente, sabendo dar o que tinha quando era hora de dar e saber refrear quando era indicado.
Corre-se com as pernas e pulmões? Sim, claro, mas o mais importante é a cabeça e o que me deixa mais orgulhoso de mim próprio foi como a cabeça trabalhou durante a competição. Tinha um objectivo claro, vencer o percurso e foquei-me a 100% nisso, afastando qualquer hipótese de quebra, não ligando ao calor, ao cansaço, a nada mais. A cabeça estava sempre à frente, no momento de cortar a meta.
Há dias e dias e este foi perfeito.

Na altura que estou a escrever estas linhas, os músculos, que foram trabalhados doutra forma do que estão habituados, já estão a queixar-se, mas ao mesmo tempo já sinto saudades deste percurso entre árvores, com um cheiro e ambiente diferente do que estou habituado, e apetece-me encher o peito de orgulho e respirar uma vez mais o sabor destes trilhos.
Prova a repetir!

Quanto à parte competitiva, ainda não foram publicados os resultados mas mal estejam disponíveis irão aparecer aqui.

Rudisha bate record mundial dos 800 metros... novamente!

Faz hoje uma semana que David Rudisha bateu o record mundial dos 800 metros baixando de 1.41.11 (tempo de 1997) para 1.41.09
Pois não contente com o facto, Rudisha bateu hoje novamente o record, alcançando em Rieti, Itália, 1.41.01, menos 8 centésimos e quase baixando do 1.41
Depois de quase 13 anos, este record foi batido por 2 vezes em escassos 7 dias!

quinta-feira, 26 de agosto de 2010

1ª época da Liga Diamante chega ao fim

A bem sucedida Liga Diamante, que sucedeu à Liga Dourada, tem amanhã 6ª feira a última das 14 jornadas, a disputar em Bruxelas.
Última oportunidade para rever grandes campeões esta época e ainda o aliciante de se decidirem algumas classificações finais.
Como sempre, a SportTV2 transmite em directo a partir das 19 horas.
Ao contrário do que tem acontecido, não estão previstas participações de atletas portugueses.

quarta-feira, 25 de agosto de 2010

Marisa Barros vence em Espanha

Já recuperada do esforço da Maratona de Barcelona, aliada aos problemas que aí sofreu mas que não a impediram de alcançar um lugar de finalista, 8º, Marisa Barros venceu este fim-de-semana a corrida das 7 Águas em Valência, Espanha.
Triunfou em 52.06 e um enorme avanço de 2.37 sobre a queniana Magdaline Chemjor, tendo Doroteia Peixoto sido a 5ª classificada com 59.00
Na vertente masculina, a vitória foi para Shami Hassan com 46.15, enquanto Tiago Costa, com 50.09, e Bruno Jesus com 50.58, foram os 4º e 5º classificados

terça-feira, 24 de agosto de 2010

Luís Feiteira sai do Maratona

Luís Feiteira saiu pacificamente e de comum acordo com o Maratona Clube de Portugal, devido a objectivos e apostas diferentes.
Feiteira, sentindo que já lhe restam poucos anos ao mais alto nível, quer dedicar-se a 100% às Maratonas, tanto a nível de selecção nacional como às comerciais, não colocando de parte a hipótese de se juntar a um clube mais pequeno ou a uma multinacional.

segunda-feira, 23 de agosto de 2010

Corrida do Avante com 10.500 metros e novo percurso

A 23ª edição da Corrida do Avante, com data marcada para 5 de Setembro, estreará um novo percurso e passa a ter uma distância de cerca de 10.500 metros.
Em todo o seu historial, esta corrida, que já chegou a ter cerca de 14 quilómetros, sempre teve uma distância aproximada e nunca rigorosa.
Apesar do novo percurso, a partida e chegada mantêm-se nos mesmos locais. Assim, a partida é junto ao campo do Amora, segue para a Av. Baía Natural do Seixal, Rua 1º de Maio, Rua Conselheiro Custódio de Borja, Rua Fonte da Prata, Av. Silva Gomes, Ponte da Fraternidade, Av. da República (Arrentela), Rua D. Nuno Álvares Pereira, Rua Paiva Coelho (Seixal), Rua Manuel Teixeira de Sousa, Rua D. Nuno Álvares Pereira (regresso), Av. da República (Arrentela), Ponte da Fraternidade, Av. Silva Gomes (Amora), Rua Fonte da Prata, Rua dos Operários e chegada junto ao lago em plena Festa do Avante.
De salientar que a partida foi antecipada 15 minutos, passando para as 9.15 e que se mantém o prémio para os vencedores absolutos masculino e feminino, viagem de 4 dias na Ilha da Madeira, a gozar em Outubro.

domingo, 22 de agosto de 2010

David Rudisha bate record mundial dos 800 metros!

O queniano de 21 anos, David Rudisha, bateu hoje o record mundial dos 800 metros.
Rudisha vinha a ameaçar este novo máximo que fica estabelecido em 1.41.09, menos 2 centésimos de segundo que o anterior record do dinamarquês Wilson Kipketer, marca que reinava desde 1997, faria 13 anos a 24 de Outubro.
Este feito foi alcançado em Berlin e a intenção primária era bater o record deste meeting que perdurava há 25 anos, 1.42,98. Não só o bateu como bateu todo e qualquer tempo alguma vez efectuado nesta distância de 2 voltas à pista.
"Eu sabia que este era o meu dia!" foram as palavras do novo recordista mundial.

quinta-feira, 19 de agosto de 2010

Naide em 4º Reese vence meeting e troféu

Disputou-se hoje o Meeting de Zurique, 13º de 14 eventos pertencentes à Liga Diamante.
Única portuguesa presente, Naide Gomes jogava cartada decisiva para a vitória na Liga, dado que esta prova tinha valor diferenciado. Nas restantes a vencedora conquista 3 pontos, a 2ª 2 e a 3ª 1, nesta a pontuação era de 8-4-2, o que, devido ao grande equilíbrio na tabela, faria que se uma das primeiras vencesse garantia o ceptro. E esse prémio é nada menos nada mais que um Troféu Diamante (ver foto) criado pela Beyer de Zurique, uma das mais reputadas joalharias, e ainda 40 mil dólares (ao câmbio de hoje cerca de 31.000 euros).

A vencedora da prova, e consequente vencedora do troféu, foi a norte-americana Brittney Reese que saltou 6.89 logo à primeira tentativa e depois fez todos os restantes 5 ensaios nulos, o que já começa a ser habitual nela.
De referir que enquanto nos restantes meetings o concurso é decidido em 4 ensaios, neste, devido à especificidade da pontução, foram 6 como nas grandes competições.
Na 2ª posição, ficou a russa Luydmila Kolchonova com 6.73, seguida por Irène Pusterla, 6.70, e na 4ª posição Naide Gomes. Naide começou com nulo, fez de seguida 6.67 que viria a ser a sua marca, 6.54, nulo, 5.25 e 6.65.
Em 5º, classificou-se a campeã europeia, título conquistado a Naide no desempate pela 2ª marca, a letã Ineta Radevica, 6.57, mais 3 centímetros que a sensação do momento, a jovem russa Darya Klishina.

A última prova desenrolar-se-á em Bruxelas a 27 de Agosto.

quarta-feira, 18 de agosto de 2010

AMMA cria fórum

Sempre em evolução, a AMMA, conhecido e reconhecido espaço dedicado às modalidades amadoras, criou um fórum dedicado às mesmas modalidades.
Este fórum pode ser consultado aqui e recomenda-se a participação de todos os que se interessam por este fenómeno.

Uma vez mais, a AMMA está de parabéns pelas iniciativas a que se propõe, merecedoras de todo o nosso apreço.

terça-feira, 17 de agosto de 2010

Corrida Terras do Grande Lago passa de 25 para 32 quilómetros

A 3ª edição da Corrida Terras do Grande Lago, em Portel, com data marcada para 3 de Outubro, tem uma alteração significativa em relação às duas primeiras edições pois vê a sua distância aumentada de 25 para 32 quilómetros.
Passa assim de pouco mais de uma Meia-Maratona para, digamos, Meia-Maratona e meia ou, melhor, três quartos de Maratona.
Novidade, igualmente, é a inclusão do 1º Mini Trail Terras do Grande Lago, sem carácter competitivo, e com cerca de 16 quilómetros de extensão.
Esta 3ª edição partirá às 9.30 da manhã na Aldeia do Alqueva, seguindo por trilhos pela margem esquerda do Alqueva até à Amieira, e daí num misto de trilhos e estrada até ao Jardim de Portel.
O tempo limite para completar a prova é de 4 horas e 30 minutos (3 horas para o Mini Trail).
Todas as informações adicionais podem ser encontradas no site oficial.

segunda-feira, 16 de agosto de 2010

Troféu de Oeiras 2010-2011

Já se encontra disponível o calendário 2010-2011 do 29º Troféu das Localidades de Oeiras.
Das 16 provas que constaram este ano, temos uma diminuição de duas, pois desaparecem as provas do Bairro dos Navegadores e de Barcarena. Infelizmente, mais duas provas a juntar à relação que listei no artigo que pode ser encontrado aqui.
Temos assim escalonado o calendário da forma que se segue:
- 2010 -
01-11 Valejas
28-11 Caxias
08-12 Carnaxide
- 2011 -
30-01 Queluz de Baixo
27-02 Dafundo
13-03 Leião
27-03 Tercena
10-04 Joaninhas de Leião
01-05 Vila Fria
15-05 Outurela
22-05 Porto Salvo
29-05 Estádio Nacional
10-06 Ribeira da Lage
26-06 Linda-a-Pastora

Para mais informações e inscrições, o site oficial a consultar é este.

domingo, 15 de agosto de 2010

Jéssica também seleccionada pela Europa!

Já tinha referido (ver aqui) sobre a Taça Continental que se irá disputar em Split a 4 e 5 de Setembro, e para a qual Sara Moreira e Naide Gomes tinham sido seleccionadas.
Saíram agora as convocatórias definitivas e afinal iremos ter a presença de 3 portuguesas, pois também foi seleccionada para representar o continente europeu Jéssica Augusto, o que é de toda a justiça pela grande época e empenho que esta atleta tem demosntrado.
Assim, teremos nos 5.000 metros Jéssica Augusto, Sara Moreira nos 3.000 e Naide Gomes no Salto em Comprimento.
Sara correrá no sábado e Jéssica e Naide competirão domingo.

sexta-feira, 13 de agosto de 2010

Jéssica 10ª e melhor europeia em vitória de Dibaba

A prova dos 5.000 metros femininos do Meeting de Londres a contar para a Liga Diamante, era aguardada com inusitada expectativa pela riqueza dos nomes em disputa, e a expectativa não saiu defraudada pela emotiva prova..
E se num campeonato mundial ou Jogos Olímpicos existe o limite de 3 atletas por país, neste caso contávamos com 7 quenianas. além das 3 etíopes onde apenas faltou Meseret Defar.
Destas 10 atletas, 8 classificaram-se nos 8 primeiros lugares, numa grande luta onde o pelotão se foi partindo até restarem estas 8 atletas. A 500 metros do final, Tirunesh Dibaba teve um arranque que apenas Vivian Cheruiyot e Sentayehu Ejigu acompanharam para se isolar de forma demolidora nos últimos 100 metros e vencer com a marca de 14.36.41
A nossa Jéssica Augusto fez uma prova muito esforçada, numa táctica de pelotão que não a favoreceu, mas mesmo assim foi a última a sair do grupo das 8 africanas, terminando na 10ª posição, melhor europeia, 15.04.97 e um avanço de 43 segundos sobre a 2ª melhor europeia, e tendo logrado classificar-se à frente de 2 quenianas.
No ranking, Ejigu comanda com 13 pontos, seguida de Cheruiyot com 10 e Dibaba 8

Tyson Gay melhor marca mundial do ano

Depois de ter batido Bolt na semana passada, Tyson Gay provou o seu excelente momento de forma com a vitória e melhor marca mundial do ano nos 100 metros, prova realizada no Meeting de Londres a contar para a Liga Diamante.
Gay parou o cronómetro nos espectaculares 9.78, resultado que também é record deste famoso meeting.
Em relação ao ranking da Liga, Powell comanda com 10 pontos, Gay e Thompson contam com 8 e Bolt 6 mas já se sabe que não irá participar mais nesta época.

Alberto Paulo em 11º

Estreando-se em competições desta natureza e com este prestigio, Alberto Paulo cumpriu nos 3.000 metros obstáculos, prova integrante do Meeting de Londres para a Liga Diamante.
A prova foi dominada pelos atletas quenianos. Dos 5 presentes, 4 classificaram-se nas 4 primeiras posições, com a vitória a sorrir ao líder do ranking, Paul Kipsiele Koech, que gastou 8.17.70
Alberto Paulo foi o 11º com o tempo de 8.41.36

Naide 6ª em nova vitória de Klishina

A chuva que molhou a pista prejudicou o Salto em Comprimento no Meeting de Londres para a Liga Diamante, cuja melhor marca foi de 6.65, naquela que foi a 2ª vitória e consecutiva do novo fenómeno da especialidade, a ainda júnior Darya Klishina, russa de apenas 19 anos.
Klishina e Kolchanova, as 2 russas em competição, saltaram a mesma distância tendo o desempate sido realizado pela 2º marca.
Naide Gomes, cujos 4 saltos foram respectivamente de 6.32 - 6.17 - 6.38 e 6.45, terminou na 6ª posição, perdendo oportunidade soberana de se aproximar da líder do ranking Brittney Reese e até descendo de 2º para 3º, ultrapassada por Klishina.
Faltando apenas 2 provas, Reese comanda com 10 pontos, Klishina subiu ao 2º com 9 e Naide mantêm os seus 7 pontos.

quinta-feira, 12 de agosto de 2010

Cancelamento de provas. Um alerta?

É certo e sabido que sempre existiram provas que desapareceram e outras que foram aparecendo, um pouco como o ciclo da vida.
No entanto, o número de corridas que desde o ano passado têm sido canceladas ou deixado de se organizar, algumas mesmo a escassos dias da sua realização, tem sido deveras significativo.
Só para se ter uma ideia, e pegando apenas nas provas que constam no Histórico de Resultados das Provas Portuguesas na minha página de Atletismo, temos:
Uma relação de 20 provas a que ainda se pode juntar o Grande Prémio José Araújo (Aqueduto de Lisboa) que a esta hora tudo leva a crer que também tenha desaparecido, embora careça de confirmação oficial.

A que se deverá esta relação tão numerosa desde apenas o ano passado?
À crise, alegada ou verdadeira? Ao corte que as Câmaras e Juntas de Freguesia têm sofrido? Ao retrair de patrocinadores?
Uma coisa é certa, não será pelo número de concorrentes que na esmagadora maioria dos eventos batem o record de participação, o que não deixa de ser um paradoxo, mais concorrentes e menos provas.

Não tenho qualquer conhecimento de organização de provas mas, segundo tenho lido, os custos estão a disparar com taxas e policiamento. A maior parte funciona pela carolice e apoios publicitários.
Apesar do que alguns, poucos, dizem, o valor de inscrição é quase sempre bastante barato e nalguns casos simbólico. Especialmente tendo em conta tudo o que se recebe no final que, bastante vezes, é superior ao que se pagou.
Basta comparar com os restante países europeus onde as nossas provas mais caras (as Pontes) são um valor muito barato, e onde se recebe muito menos, além de que as nossas organizações são, na generalidade, bastante superiores ao que se passa lá fora.
Atenção que estou a falar de provas na generalidade e não aquelas Meias e Maratonas altamente patrocinadas onde muito português vai e fica com uma ideia diferente do que é o usual.

Só para dar um exemplo, deixo aqui um testemunho. Chantal Xhervelle, conceituada atleta, em entrevista ao suplemento Mundo da Corrida da Revista Atletismo de Dezembro de 2009, instigada a comparar as provas nacionais com as do seu país de origem, a Bélgica, não regateia elogios às nossa provas. Exemplifica com diversos factos como
- Os atletas que correm por clubes terem que pagar uma anuidade de aproximadamente 75 euros e um seguro de 25, pagando do seu bolso as inscrições nas provas que são bem mais caras do que cá. No final não há camisolas ou medalhas (só em raras provas muito patrocinadas). Se alguém quer ter uma camisola alusiva da prova, tem que a pagar.
- As inscrições costumam ser no dia da prova com longas filas antes da partida
- O horário das provas começa ao fim da manhã ou à tarde, ocupando muitas horas o que prejudica a vida familiar pois corta o dia todo.
- A entrega dos prémios demora largas horas para obrigar os atletas a consumirem no bar. E é raro haver prémios monetários e quando há é muito pouco.
A isto tudo acresce o facto do material desportivo ser muito mais caro na Bélgica, sendo raro haver saldos ou promoções.

Temos, como se vê, um bem que é obrigatório preservar e não esperar que outros tratem do assunto. Apetece-me adaptar uma frase de John Kennedy "Em vez de perguntares o que o teu país pode fazer por ti, pergunta o que podes fazer pelo teu país".
É que não basta chegar às provas, correr e exigir tudo. Tem que se colaborar. E quando digo colaborar, não refiro ajudar na organização mas ajudar a organização. Em quê?
- Não participar à "má fila", sem inscrição feita, e usufruindo de todo o evento
- Não dobrar os dorsais para só ficar o número, tapando os patrocinadores. Já ouvi atletas clamarem que para fazerem publicidade tinham que ser pagos, esquecendo-se que sem esses apoios não haveria prova nem brindes.
- Os clubes respeitarem as provas gratuitas e não inscrevendo todos os atletas para nem metade aparecer. Os organizadores têm que providenciar um número bastante alto de sacos que fica por entregar, com os custos inerentes. E não podem prever que vai faltar uma determinada percentagem de atletas para não correrem o risco de faltar para quem apareceu.
- Não exigir "brindes de ouro" por uma inscrição baixa.
- Os premiados não faltarem ao pódio pois essa é a altura dos patrocinadores se mostrarem. E se não houver atletas presentes na cerimónia, não há retorno. E sem retorno deixa de haver patrocínio. E sem patrocínio, deixa de haver prova!
- Idealmente, os restantes atletas também assistirem a essa cerimónia. Mas aqui também depende da celeridade com que o organizador realiza esse momento pois também não se pode exigir que fiquem ali centenas de atletas demasiado tempo presos.
- Criticar construtivamente sempre que haja para criticar mas também não se coibir de elogiar o que é merecedor. Para os organizadores carolas, é sempre reconfortante e motivador para continuarem a trilhar o caminho.

Estas são ideias que me ocorrem, ao sabor do momento e sem um estudo prévio e profundo, além da evidente ignorância sobre a matéria organizativa, mas com toda a vontade de poder colaborar e evitar este acumular de cancelamentos.
Que haverá muito mais ideias, sim! Deixo aqui o convite a todos para participarem com ideias e/ou criticas.
É que todos gostamos de ter provas para correr!

quarta-feira, 11 de agosto de 2010

Corrida Baía de Monte Gordo cancelada!

Agendada para o próximo dia 22, a Corrida Baía de Monte Gordo, que conta com 23 edições disputadas, foi cancelada.
O organizador, Grupo Desportivo Pic-Nic, afirma na página da prova que contam poder reeditá-la em 2011.

terça-feira, 10 de agosto de 2010

Jéssica, Naide e Alberto Paulo em Londres para a Liga Diamante

A mais prestigiada prova da Liga Diamante, a Aviva London Grand Prix, a única que se disputa em dois dias, realiza-se esta 6ª e sábado.

Sabendo a importância e prestigio de quem participa nestas provas, realça-se com muito agrado a presença de 3 portugueses, número não habitual.
Às cada vez mais internacionais
Jéssica Augusto e Naide Gomes, junta-se para este certame Alberto Paulo.

Jéssica Augusto irá, novamente, participar nos 5.000 metros e tem ao seu lado uma concorrência de luxo. Das 17 atletas confirmadas, temos apenas 4 europeias, que se juntam a 2 americanas e 11 africanas, repartidas por 4 etíopes e 7 quenianas.
Nestas, salientam-se os nomes de Meseret Defar, Vivian Cheruiyot, Sentayehu Ejigu, Florence Kiplagat, Linet Masai e ainda a super-campeã Tirunesh Dibaba!
Como se pode ver, uma prova de luxo e que se poderá assistir em directo na SportTv na 6ª feira às 20.27 e que mais parece uma verdadeira final mundial ou olímpica.
De realçar que a SportTv transmite a competição em ambos os dias.

Naide Gomes irá, naturalmente, participar no Salto em Comprimento onde, para já, há 8 atletas confirmadas, não constando Brittney Reese.
O favoritismo irá ser repartido entre a nossa Naide, a recente campeã europeia Ineta Radevica e a surpreendente e muito promissora Darya Klishina, atleta que já faz furor nesta especialidade apesar dos seus escassos 19 anos, não colocando de lado Lyudmila Kolchanova. A prova tem o seu início na 6ª às 18.03

Pouco habituado a estes meetings internacionais, esta é uma oportunidade de ouro para Alberto Paulo ganhar experiência e ir deixando o seu nome, competindo nos 3.000 metros obstáculos, corrida também agendada para 6ª feira, com o seu início previsto para as 19.34

A época acabou para Usain Bolt

Depois de curada a lesão no tendão de Aquiles, Bolt lesionou-se agora nas costas, lesão que poderá prejudicar os músculos das pernas e que, tendo em conta o Mundial de 2011 e os Jogos Olímpicos de 2012, o seu corpo clínico recomendou parar, fazer tratamento e descanso, para poder voltar a 100% nesse biénio tão importante.

segunda-feira, 9 de agosto de 2010

Trail Nocturno da Lagoa de Óbidos

Com a bonita Lagoa de Óbidos ao redor, disputou-se neste sábado a 2ª edição do Trail Nocturno da Lagoa de Óbidos, uma prova com algumas diferenças em relação ao ano anterior, nomeadamente a distância que passou de cerca de 38.700 para aproximadamente 42.200, equiparando-a a distância de Maratona, mantendo-se a prova denominada Curta com cerca de 21.100 (estilo Meia-Maratona). Outra alteração bastante significativa foi a hora de partida que passou das 23 horas de 2009 para as 19.30, o que evitou que os últimos classificados chegassem perto das 5.30 da manhã mas sim a umas mais próprias 2 da manhã.

Registou-se um aumento de 13 atletas classificados, de 133 para 146, e a presença de alguns que 6 dias antes estiveram na desgastante prova na areia Melides-Tróia com 43 quilómetros de extensão. Um exemplo foi a vencedora feminina, Chantal Xhervelle a quem lhe bastaram 4.20.46 para concluir o percurso. Maria Gabriel Ribeiro a cerca de 10 minutos foi a 2ª, Verónica Correia a 3ª, Margarida Pinto a 4ª e em 5º Susana Almeida, simpática atleta que conheci nas provas do Troféu das Localidades de Oeiras e que juntou mais um feito ao seu palmarés. Nota também de realce para a sempre inevitável Analice Silva (que também esteve em Melides), tal como a Célia Azenha e Cecília Nicolau, grandes atletas que bem demonstram o verdadeiro espírito do atleta de pelotão.
No sector masculino, Carlos Sá com 3.09.38 bateu por quase 7 minutos o vencedor do ano passado, Jorge Aires. Luís Mota foi o 3º a quase meia-hora do vencedor.

Na corrida Curta, se é que se pode dar esta designação a uma prova com a extensão de uma Meia-Maratona mas por percursos com o grau de dificuldade como este, Carlos Dias venceu com 1.48.02 e um avanço de mais de 23 minutos sobre o 2º Tiago Santos. Fernando Simão completou o pódio. Em femininos, Sara Brito foi a vencedora com 2.14.42, Helena Dias ficou a apenas 27 segundos e Lúcia Oliveira em 3º numa competição que viu 106 atletas cortarem a meta.

sexta-feira, 6 de agosto de 2010

Klishina bate Reese e Naide


Em Estocolmo, numa competição a contar para a Diamond League, a prova de Salto em Comprimento era dominada pela luta Brittney Reese e Naide Gomes, mas foi a jovem russa Darya Klishina, de apenas 19 anos, que conquistou a vitória.
Esta jovem e muito promissora atleta, que detêm o record russo júnior, marca que é a 2ª melhor júnior de sempre, começou com nulo enquanto Reese abria logo com 6.75 e Naide fazia apenas 6.33 que lhe dava a 8ª colocação ao final do primeiro ensaio. No 2º de 4 ensaios, Klishina herda o comando com 6.78, Reese fazia nulo e Naide apenas 6.16
3º ensaio e Reese repete o nulo, enquanto Naide com 6.62, saltava para 5ª, atrás também de Radevica, actual campeã europeia, a única atleta a ter batido Naide em Barcelona.
No último ensaio, Naide faz 6.72, saltando para 3ª, Reese tem o seu 3º nulo em 4 saltos e Klishina torna a fazer uma boa marca, sem bater a melhor que possuía e que lhe deu a surpreendente vitória.

Classificação final:
1ª 6.78 Darya Klishina
2ª 6.75 Brittney Reese
3ª 6.72 Naide Gomes
4ª 6.70 Luydmila Kolchanova
5ª 6.70 Ineta Radevica
6ª 6.61 Funmi Jimoh
7ª 6.57 Carolina Klüft
8ª 6.46 Olga Kucherenko
9ª 6.36 Brianna Glenn
10ª 6.26 Ivana Spanovic
11ª 6.24 Tatjana Kotova
12ª 6.20 Chaunte Howard-Lowe

Gay bate Bolt

Mais uma etapa da Diamond League, desta feita em Estocolmo, onde a grande expectativa era o primeiro duelo do ano entre Usain Bolt e Tyson Gay. E foi o norte-americano a vencer, com 9,84, com o Jamaicano em 2º 9,97
Gay quebra assim um longo período de invencibilidade de Bolt, tendo na partida conquistado um avanço que se revelou fundamental e que Bolt não conseguiu diminuir no resto da prova.

quinta-feira, 5 de agosto de 2010

Sara e Naide na selecção europeia!

Em Split, Croácia, vai disputar-se a 4 e 5 de Setembro a Taça Continental (que substitui a Taça do Mundo), certame que reúne selecções dos vários continentes (Europa, Américas, África e Ásia/Pacífico).

Portugal tem a honra de ver duas atletas serem seleccionadas para tão prestigiada selecção. Sara Moreira nos 5.000 metros e Naide Gomes no Salto em Comprimento.

Ambas aceitaram tão honroso convite que vem coincidir com o período de férias. Naide Gomes não tem, no entanto, impedimentos em treinar para estar ao seu melhor. Já Sara Moreira terá agora uma natural paragem, por razões mais que justificadas e felizes. É que Sara vai casar-se dentro de dias com o seu treinador e também atleta, Pedro Ribeiro, que participou igualmente no Europeu na prova dos 3.000 obstáculos. Seguem em lua-de-mel para a República Dominicana até ao dia 18. A partir de 18, regressa aos treinos para estar na melhor forma em Split.

Ambas terão as sua provas no 2º dia, domingo 5.

quarta-feira, 4 de agosto de 2010

Câmara do Entroncamento cria centro de marcha e corrida

Nos tempos que correm, os apoios e iniciativas válidas escasseiam, e a nível de desporto os valores são na maior parte dos casos canalizados sempre para o mesmo.
No entanto, ainda há iniciativas louváveis como esta da Câmara Municipal do Entroncamento, segundo notícia publicada na Rádio Hertz de Tomar e que passo a transcrever pela sua importância:

A Câmara Municipal do Entroncamento criou um Centro Municipal de Marcha e Corrida. O centro entra em funcionamento em breve e insere-se no Programa Nacional de Marcha e Corrida (PNMC), uma iniciativa conjunta do Instituto de Desporto de Portugal, Federação Portuguesa de Atletismo e Faculdade de Desporto da Universidade do Porto.

O PNMC visa a promoção da marcha e corrida, com uma forte preocupação em promover hábitos saudáveis de vida, com o adequado enquadramento técnico. O PNMC é dirigido à população na idade adulta, mas crianças e jovens também podem participar, sobretudo se forem acompanhados por um adulto. A iniciativa é dirigida a toda a população desde os mais experientes na área aos menos experientes. O Centro Municipal de Marcha e Corrida do Entroncamento é acreditado pelo PNMC e os inscritos poderão usufruir de equipamentos desportivos municipais, com o acompanhamento de técnicos especializados em desporto. Para informações e inscrições, os interessados devem dirigir-se ao Pavilhão Desportivo Municipal (Gabinete do Centro Municipal de Marcha e Corrida), ou contactar os serviços pelo telefone 249 716 948. Com esta iniciativa, a Autarquia pretende combater o sedentarismo (um grande factor de risco para as doenças cardiovasculares), educar a sua população para a actividade física e garantir a todos a oportunidade de desenvolver uma prática desportiva segura.

segunda-feira, 2 de agosto de 2010

Ultra-Maratona Atlântica Melides-Tróia

Decorreu ontem a 6ª edição da Ultra-Maratona Atlântica Melides-Tróia, uma prova de extrema dureza como se pode comprovar pela distância de 43 quilómetros em areia fina.

Eusébio Rosa do Caparica venceu pela 3ª vez, desta feita com 3.00.40, o 2º melhor registo apenas atrás de 2007 onde o mesmo atleta estabeleceu o record com 2.51.11
Hélder Ferreira do União de Tomar, que já tinha sido 3º na Meia-Maratona na Areia, comprovou o seu gosto por este tipo de piso e classificou-se na 2ª posição, 3.15.59, com praticamente 4 minutos sobre David Fernandes dos Águias Unidas.

Em 6 edições, Chantal Xhervelle dos Machada Runners, alcançou 4 vitórias, 1 segundo e um terceiro à geral, ou seja 6 pódios em outras tantas provas. Um registo fantástico para esta simpática belga há muito radicada entre nós. Este ano o tempo foi de 4.22.56 e um avanço de pouco mais de 5 minutos sobre Cármen Pires dos Asas Milenium, clube também da 3ª, Ana Vieira, que passou por pouco as 5 horas, 5.01.43

Colectivamente a vitória sorriu ao Barreira, seguido pelos Águias Unidas e Amigos do Parque da Paz.

Este ano bateu-se o record de classificados, 166, mais 22 que o anterior record de 2008 e mais 28 do que em 2009.
O último classificado já terminou perto das 9 horas de competição, 8.45.44

Um grande bravo a todos os valorosos e heróicos atletas!

domingo, 1 de agosto de 2010

Medalheiro do Europeu

A Rússia foi quem mais medalhas de ouro e totais recebeu. A França foi a 2ª nas de ouro batendo a Grã-Bretanha, que no total conquistou mais uma. Estas 3 nações e a Alemanha foram quem mais de destacou num medalheiro de que não faz parte a Grécia e onde a Itália não conquistou qualquer ouro.

Ouro

Prata

Bronze

Total

Rússia

10

6

8

24

França

8

6

4

18

Grã-Bretanha

6

7

6

19

Alemanha

4

6

6

16

Turquia

3

1

0

4

Espanha

2

3

3

8

Ucrânia

2

3

1

6

Polónia

2

2

5

9

Bielorússia

2

1

1

4

Croácia

2

0

0

2

Bélgica

1

0

2

3

Eslováquia

1

0

0

1

Letónia

1

0

0

1

Lituânia

1

0

0

1

Noruega

1

0

0

1

Suiça

1

0

0

1

Itália

0

4

2

6

Holanda

0

2

0

2

Roménia

0

2

0

2

Portugal

0

1

3

4

Bulgária

0

1

0

1

Irlanda

0

1

0

1

Suécia

0

1

0

1

Hungria

0

0

3

3

Azerbeijão

0

0

1

1

Finlândia

0

0

1

1

República Checa

0

0

1

1